siga nossas
redes sociais:
FacebookTwitter

Palestra com Marcio Pochmann abre atividades dos movimentos sindical e social

05 de Janeiro de 2018, 08:07

Palestra com Marcio Pochmann abre atividades dos movimentos sindical e social de Sergipe em 2018

Nesta sexta-feira, dia 5 de janeiro, o economista e professor da Unicamp, Marcio Pochmann, faz palestra em Aracaju sobre os "Desafios dos movimento sindical e social na atual conjuntura". A atividade acontece às 18 horas, na sede da Central Única dos Trabalhadores de Sergipe (CUT/SE), situada na Rua Porto da Folha 1.039, Bairro Cirurgia.

A palestra abre a primeira reunião do Conselho de Representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica da Rede Oficial do Estado de Sergipe (Sintese). Espaço de discussão e deliberação das lutas dos professores para o primeiro semestre de 2018.

A palestra será aberta ao público e garantida a participação das organizações que compõem a Frente Brasil Popular em Sergipe, considerando a gravidade do momento político do país. A Frente é uma aliança de entidades - centrais sindicais e respectivos sindicatos filiados, movimentos sociais, movimento estudantil e partidos políticos - contrários às reformas do governo Temer e que defendem eleições diretas. A Frente está constituída desde 2015, época em que essas oranizações políticas promoveram diversas manifestações de resistência contra a derrubada do Governo Dilma Rousseff e alertavam que o "impeachment" era um golpe da elite contra a classe trabalhadora. Tese confirmada com sobra pela destruição de direitos sociais desde então. A Frente Brasil também participou da organização das maiores Greves Gerais da história do país acontecidas em 2017.

Marcio Pochmann

O palestrante é economista e doutor em Ciência Econômica. Atualmente é professor titular da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Atua como pesquisador do Centro de Estudos da Sindicais e de Economia do Trabalho do Instituto de Economia da Unicamp; e exerce o mandato de presidente da Fundação Perseu Abramo. Foi secretário do Desenvolvimento, Trabalho e Solidariedade da Prefeitura de São Paulo (2001-2004), presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (2007-2012); consultor de instituições nacionais (DIEESE, SEBRAE, MTE) e internacionais (OIT, BID, UNICEF); pesquisador-visitante em universidades na França, Itália e Inglaterra. Autor de mais de 50 livros sobre economia, desenvolvimento e políticas públicas.

Por Iracema Corso