Com início da reabertura, salões precisam adotar novas práticas

02 de Julho de 2020, 13:18

 

Sebrae disponibiliza orientações gratuitas para empresários do setor de beleza

 

Para auxiliar os empreendedores do setor de beleza no retorno ás suas atividades o Sebrae elaborou um conjunto de Orientações para Reabertura, que têm como referência as recomendações de instituições nacionais e internacionais de saúde para prevenir o contágio e a difusão do Covid-19. A ideia é permitir o funcionamento dos estabelecimentos com segurança, preservando o cuidado com colaboradores, clientes e fornecedores.

 

Os conteúdos disponibilizados apresentam referências de procedimentos em 28 requisitos, contemplando orientações gerais, critérios de saúde, segurança, higiene, relação com fornecedores, colaboradores e clientes. Além do protocolo, o Sebrae também publicou no site www.sebraesergipe.com.br um texto com uma série de instruções.

 

A primeira orientação do protocolo é que as empresas verifiquem, antes de retomar as atividades, as condições vigentes na sua localidade. E, caso exista divergência de informações, é importante seguir a mais rígida delas e que esteja em sintonia com as orientações da Organização Pan Americana da Saúde, Organização Mundial de Saúde, Agência Nacional de Vigilância Sanitária e Ministério da Saúde.

 

Para evitar aglomerações, o texto lembra que é importante organizar uma área de chegada para os clientes, sempre ofertando álcool gel para higienização das mãos e medidas para higienização das solas do sapato. Solicite que todos os clientes estejam de máscara e, caso eles não disponham, tenha um estoque de máscaras descartáveis para oferecer.

 

Ajustes necessários

 

É importante ainda, orientar os clientes para não levarem (sempre que possível) acompanhantes ou animais de estimação para o salão. E adote a política de atender os clientes mediante agendamento prévio, para evitar filas e espera. A ideia é que os clientes permaneçam no espaço do salão de beleza apenas pelo tempo necessário.

 

Os estabelecimentos precisam fazer alguns ajustes nesse momento de crise. As salas de esterilização, por exemplo, devem passar por alguns processos, como na lavagem de materiais de acordo com orientações da vigilância sanitária. Lavar os cabelos dos clientes também é fundamental, independente do serviço que será feito.

 

Quanto aos objetos expostos no salão, a recomendação é para que o espaço seja o mais simples possível, como o mínimo necessário. As esmalterias devem diminuir a quantidade de esmaltes em exibição e as revistas ou tablets, que normalmente ficam disponíveis para leitura dos clientes, devem ser recolhidos, assim como outros objetos que possam ser manuseados pelo público.

 

Oficina gratuita

 

Para facilitar a implementação desses protocolos o Sebrae promove na próxima quarta-feira, 8, ás 16h, uma oficina online gratuita para auxiliar os profissionais do setor de beleza no processo de retomada dos seus negócios. A capacitação é direcionada a cabeleireiros, barbeiros, esteticistas, manicures e pessoas interessadas nesses segmentos.

 

O encontro, que terá a duração de duas horas, será promovido por meio da plataforma Teams da Microsoft. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no endereço eletrônico lojavirtual.se.sebrae.com.br.  O participante deverá ter um computador, smartphone ou tablet com internet, além do aplicativo Teams, que servirá como ponte entre o mesmo e o mentor/facilitador.

Por Wellington Amarante

Foto assessoria