siga nossas
redes sociais:
FacebookTwitter

Entenda as diferenças e aprenda a escolher o gás de cozinha

05 de Novembro de 2018, 14:56

Qual o melhor gás de cozinha: o GLP ou o gás natural? Ambos são aplicáveis não apenas em residências, mas também são utilizados como gás para empresas, indústrias e comércio e possuem vantagens diversas. Saiba mais!

GLP e gás natural: características

Gás natural: o gás natural - ou GN - tem origem fóssil. É inodoro (sem cheiro) e incolor (sem cor), e é composto principalmente de metano e etano. Além da sua aplicação na indústria, no comércio, em empresas e residências, também é utilizado para a geração e energia. Seu abastecimento é realizado por meio de tubulação da rua para a parte interna, e ao mesmo tempo que essa é uma vantagem, pode também ser uma desvantagem. Isso porque em caso de obras nas ruas e nas tubulações externas, pode haver interrupção do abastecimento, o que tende a impactar na rotina da residência.

Gás liquefeito de petróleo (GLP): o GLP - ou gás de cozinha - surge basicamente de duas fontes: pode ser extraído das reservas de gás natural no subsolo ou como resultado do refinamento do petróleo. É aplicável nos mais diversos segmentos comerciais, industriais, além das residências, e armazenado em botijões, cilindros ou tanques estacionários. Essa característica evita que o gás falte em caso de manutenção da rede.

Saiba mais curiosidades sobre o GLP e o gás natural

Para aplicações industriais, por exemplo, o GLP é considerado ideal, pois é um combustível limpo que pode ser usado em contato direto nas linhas de produção de alimentos e bebidas, por exemplo. Não contamina a água nem o solo. O gás natural também pode ser utilizado como combustível veicular, substituindo a gasolina, o diesel e o álcool com um impacto muito menor ao meio ambiente.

Para o uso residencial, ambos são bastante utilizados em território nacional. Porém, uma das vantagens que o GLP leva sobre o GN é na capilaridade: ele chega em lugares mais distantes e afastados, que muitas vezes não são abastecidos pela rede de gás natural.

Ambos - GLP e GN - podem ser utilizados para o preparo de alimentos e também para o aquecimento de água do chuveiro e torneiras, e até mesmo no sistema de calefação residencial. Agora ficou mais fácil escolher o gás o mais adequado para as suas necessidades!

Por Aline Matos