Este ano, o Call Center da JUCESE já atendeu mais de 8 mil ligações

02 de Julho de 2020, 13:09

Quase 22% dos contatos foram para tirar dúvidas referentes à abertura e alteração de empresas

 

 

Em meio à pandemia da Covid-19, diversos órgãos e estabelecimentos empresariais tiveram que se readaptar diante de um novo jeito de se comunicar com o seu público-alvo. Para tanto, foi superestimado o contato virtual, principalmente o telefônico.

 

Para se ter ideia dessa realidade, a Junta Comercial de Sergipe (JUCESE) contabilizou, de 1º de março a 30 de junho deste ano, 4.887 atendimentos realizados através do Call Center da entidade. Quando se leva em consideração os atendimentos feitos desde o primeiro dia do ano, esse montante ultrapassa a casa das 8 mil ligações (8.358).

Apesar do número expressivo, desde abril do ano passado o órgão tem realizado um trabalho de priorização do atendimento não presencial. De lá para cá, já são mais de 26 mil chamados em busca de soluções no campo empresarial.

 

"Tenho certeza de que quanto mais facilidades a gente implementa na abertura e manutenção das empresas, mais resultados o estado e a população obtém, seja na criação de emprego e renda ou até mesmo na arrecadação de tributos, o que resulta no fomento do desenvolvimento econômico. Temos uma equipe altamente treinada e capacitada para dar a maior agilidade possível nos atendimentos", afirma o presidente da JUCESE, Marco Antônio Freitas.

 

Outro serviço que corrobora com o discurso do presidente é o JUCESE 100% Digital, uma plataforma implantada em 2019 com o intuito de desburocratizar os serviços e dar mais agilidade na abertura de novos negócios.

 

"A ideia é sempre estar ao lado do empresário e favorecer o ambiente de negócios ao máximo. Imagine se a pessoa tivesse a intenção de montar uma empresa e encontrasse mais dificuldades do que apoio? Com certeza estaria mais propício a desistir sem mesmo começar, não é mesmo? Hoje, os nossos serviços podem ser realizados em sua totalidade de forma online, o que facilita, inclusive, o trabalho do contador, que se torna um grande parceiro da JUCESE nesse processo", finaliza Marco Freitas.

 

Para dar maior ênfase ao trabalho desenvolvido pela equipe de Call Center da JUCESE, desde a sua implantação, em abril do ano passado, com o número de atendimentos realizados (26.376) e os minutos dispensados em cada chamada, a equipe de Tecnologia apurou que somando tudo isso é como se o órgão tivesse trabalhado 93 dias ininterruptos ao telefone.

Foto: Tarcísio Dantas

Por Diego Rios