siga nossas
redes sociais:
FacebookTwitter

Sergipe cresce em aumento de prêmios para seguros de carros em 2017

07 de Fevereiro de 2018, 14:01

Informações da Federação Nacional de Seguros Gerais (Fenseg) apontaram crescimento no volume de prêmios pagos para apólices de seguro de automóveis em Sergipe. O dado indica que o menor estado da federação obteve o terceiro maior crescimento nacional em prêmios de seguros do Brasil.

O aumento do volume de prêmios para seguros automotivos em Sergipe foi de 11,6%, o que corresponde ao valor de 19 milhões de reais a mais em 2017, comparado com o ano anterior. O montante saltou de R$ 164 milhões, para 183 milhões de reais em prêmios, colocando o estado na terceira posição em crescimento de contratação de seguros automotivos.

Por outro lado, o número de sinistros envolvendo automóveis também cresceu em Sergipe. O número de ocorrências de sinistralidade com carros no estado cresceu 7,4%. Em 2016, foram 104 milhões de reais pagos em indenizações promovidas por sinistros. Já em 2017, o montante devolvido para os usuários de seguros no estado foi de 112 milhões de reais. O crescimento do montante devolvido para a população consumidora, bem como o crescimento da receita com prêmios de seguros indicam que o público sergipano está mais consciente a respeito da importância do seguro para garantir seus veículos automotores.

O presidente do Sindicato dos Corretores de Seguros do Estado de Sergipe (Sincor-SE), Érico Melo, destacou o crescimento na receita dos prêmios e lembrou que o seguro é o melhor meio de manter a proteção do patrimônio dos consumidores. “Tivemos um ótimo crescimento em 2017, fruto, principalmente, de uma maior percepção do consumidor da necessidade de se contratar o seguro diante do grande número de roubos e dos altos custos de reparação em caso de acidentes, que em nosso estado tem um índice 30% acima da média nacional. Esperamos que em 2018, com uma melhora na economia e na venda de veículos novos e com o lançamento de opções para segurar também os veículos com mais anos de uso, o setor cresça ainda mais”, afirmou o presidente.

Foto assessoria

Por Marcio Rocha

  • Medium 32c9a3f1bfb41a8ec487e7be1379a50d