siga nossas
redes sociais:
FacebookTwitter

Alunos da UNINASSAU Aracaju participam de livro sobre fisioterapia

12 de Junho de 2018, 07:49

Por: Suzy Guimarães

Os pesquisadores descobriram que o tratamento é eficaz para amenizar as dores pós cirúrgicas da Hérnia Ingnal

A Faculdade UNINASSAU Aracaju está investindo na pesquisa. Um grupo de alunos de Fisioterapia, orientados pelo professor doutor da Instituição, Paulo Autran Leite Lima, em parceria com docentes e estudantes de outras universidades, escreveram e publicaram o livro ‘Redução do custo hospitalar com a utilização do TENS – Estimulação Elétrica Transcultânea’.

 Os pesquisadores descobriram que o tratamento é eficaz para amenizar as dores pós cirúrgicas da Hérnia Ingnal, obtendo um excelente resultado. A coordenação do projeto é do professor Lucas Rego, com orientação da coordenadora acadêmica Daniela Gondim e do diretor da UNINASSAU Aracaju, Yuri Neiman.

Autran explicou que seis alunos da Faculdade estão envolvidos na pesquisa e almejam criar um centro voltado para esse fim. Ele explicou que, desses, três foram escolhidos por apresentarem maior desenvoltura no curso. “Convoquei os mais preparados para escrever o livro e conseguimos a publicação por uma editora alemã. Com a utilização do TENS conseguimos a redução dos custos hospitalares, a partir do momento que diminuiu a necessidade do uso de medicamentos”, disse.

 Ele observou que diversos capítulos do livro ficaram sobre a responsabilidade dos alunos da UNINASSAU, que foram muito bem preparados para o desenvolvimento do projeto. Vanessa Oliveira Barbosa, do 5º período ficou responsável pela edição do capítulo que trata de infecção hospitalar, através da aplicação de fármacos com uso de agulhas. Victória Andersen da Silva Rodrigues, do 1º período, e Lícia Santos Oliveira, também do 1º período, assumiram o capítulo que aborda a estimulação elétrica nervosa transcultânea em Hérnia Ingnal.

 “O que entendemos como mais importante é que as alunas do 1º período já passem a entrar em contato com um método que controla a dor e a metodologia cirúrgica”, completou o professor. O livro contou com colaboração do professor da Universidade Federal de Sergipe – UFS, Walderi Monteiro da Silva Junior.

 

 

  • Medium ae790d08e82ff408785b5ffa7e6ace5b