Medicina: Unit está com inscrições abertas para Vestibular 2021/1

17 de Novembro de 2020, 07:07

Grupo Tiradentes oferta 285 vagas para Vestibular de Medicina distribuídas nos estados de Alagoas, Pernambuco e Sergipe. As inscrições encerram em 02 de dezembro.

O Grupo Tiradentes está com inscrições abertas para o Vestibular de Medicina referente ao primeiro semestre de 2021. Para este processo seletivo, são ofertadas 285 vagas na Unit Alagoas (80), Unit Pernambuco (90) e Unit Sergipe, sendo 80 para o Campus Aracaju Farolândia e 45 vagas para o Campus Unit Estância. As inscrições encerram em 02 de dezembro.

As provas acontecerão nos dias 06 e 07 de dezembro, de forma presencial. Entretanto, o edital prevê que caso não seja possível, por conta da pandemia do novo coronavírus, serão utilizadas as notas do Enem dos últimos cinco anos - de 2015 a 2019.

“Já foi comunicado aos candidatos que faremos as provas presenciais. Porém, como ainda tem tempo para o vestibular acontecer, estamos acompanhando os casos da COVID-19 e monitorando, pois se os números aumentarem daqui até lá, realmente utilizaremos as notas do Enem”, pontua o coordenador da Comissão Permanente de Processo Seletivo – Compese, José Alves.

O edital com todas as informações pode ser acessado em: www.medicinatiradentes.com.br. A previsão de publicação do resultado vestibular 2021/1 da Unit é 11 de janeiro de 2021, com possibilidade de nova chamada a partir do dia 21 do mesmo mês.

Projeto Pedagógico de Medicina

Com uma proposta atual e inovadora, o projeto pedagógico dos cursos de Medicina do Grupo Tiradentes é baseado no método PBL – Problem Based Learning (Aprendizagem Baseada em Problemas), que mantém a relação ensino-aprendizagem focado no aluno como protagonista do processo. A metodologia é aplicada desde a década de 1960 em grandes universidades no exterior e no Brasil a partir da década de 1990.

De acordo com Hesmoney Santa Rosa, Diretor Geral da área da Saúde do Grupo Tiradentes, as metodologias ativas são modelos de ensino que visam a desenvolver a autonomia e a participação dos alunos de forma integral. Com isso, as práticas pedagógicas são beneficiadas e todo o processo educativo é melhorado. 

“PBL é focado na prática. Desde o primeiro ano de curso os acadêmicos estarão em Unidades Básicas de Saúde (UBS) com rotinas mais intensas do que em faculdades com método tradicional. Como a turma se divide em poucos alunos, a participação de cada um se torna muito importante para o grupo e a proximidade com o professor aumenta”, explica.

O método PBL motiva e estimula a criatividade do estudante, promove o conhecimento de diferentes áreas médicas, oferta ao aluno a oportunidade de vivenciar a medicina desde o início do curso, estimula o aprendizado em equipe, incentiva à busca de diferentes maneiras de como resolver um problema.

“Na aprendizagem ativa o aluno também é responsável pelo seu aprendizado, sem o antigo perfil do professor ativo e do aluno passivo. A metodologia estimula os alunos a vivenciarem a Medicina prática desde o início do curso com atividades reais e busca do seu próprio conhecimento”, finaliza Hesmoney Santa Rosa.

Assessoria de Imprensa