siga nossas
redes sociais:
FacebookTwitter

Oferta de Língua Espanhola nas escolas estaduais será mantida

08 de Março de 2019, 08:38

 

Apesar de a BNCC instituir a Língua Inglesa como obrigatória, Seduc decide pela permanência da oferta da Língua Espanhola na parte diversificada do currículo do ensino médio

O secretário de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc), professor Josué Modesto, recebeu em seu gabinete na manhã desta quinta-feira (07), membros da Comissão do Movimento Fica Espanhol Sergipe. O encontro teve como objetivo discutir a permanência da oferta da disciplina Língua Espanhola nas escolas da rede estadual de ensino. A reunião contou com a participação da diretora do Departamento de Educação, Ana Lúcia Muricy, e do deputado estadual, Iran Barbosa.

Durante o encontro, o secretário ouviu as principais demandas da comissão, como a continuidade da oferta das aulas de espanhol. A preocupação do grupo é porque a Lei 13.415/2017, que alterou a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), instituiu a Língua Inglesa como obrigatória, ficando a Língua Espanhola como preferencial para ser ofertada na parte diversificada.

De acordo com o secretário, professor Josué Modesto, os professores de espanhol que atuam na rede estadual continuarão ministrando aulas da disciplina. “A educação deve ser uma política de Estado. Temos que assegurar aos estudantes a oferta de todos os componentes curriculares, e esse é também o caso de Língua Espanhola”, disse ele, destacando que a rede estadual possui atualmente 167 professores de Língua Espanhola concursados.

Construção do currículo

A diretora do Departamento de Educação, Ana Lúcia Muricy, também tranquilizou os membros da comissão, e fez um convite para que possam contribuir na elaboração do currículo do ensino médio. “

A Seduc já se definiu pela continuidade da oferta da Língua Espanhola no currículo do ensino médio. Neste ano de 2019 iremos construir coletivamente o currículo do ensino médio e convidamos vocês para participarem desse trabalho, inserindo o organizador curricular da Língua Espanhola para a parte diversificada do currículo”, afirmou.

O deputado estadual Iran Barbosa também se mostrou aberto para colaborar na manutenção do componente curricular espanhol na rede estadual. “Temos o interesse em dar o caráter de segurança à presença da Língua Espanhola nas escolas. Coloco-me à disposição para dialogar mais e ver, no âmbito da legislação, como podemos contribuir”, declarou.

A representante do Movimento Fica Espanhol Sergipe, professora Doris Matos, fez um balanço positivo da reunião com o secretário. “Estamos satisfeitos com o resultado dessa conversa, já que há o interesse pela manutenção da Língua Espanhola, mas ainda queremos a garantia de que, futuramente, haja concursos públicos para professores de Espanhol. O secretário nos disse que isso dependerá da real demanda de cada região”, afirmou.

Fonte e foto assessoria

  • Medium ab6465ace1bbae0a0d565058d73aa1be