siga nossas
redes sociais:
FacebookTwitter

Professores universitários recebem Título de Cidadania Sergipana

31 de Outubro de 2018, 16:03

A  Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) realizou na manhã desta quarta-feira (31), sessão especial de entrega de  Título de Cidadania Sergipana aos professores da rede pública do estado, Bartira Telles Pereira Santos, Silvânia Aparecida Bretas, Romero Júnior Venâncio Silva e José Mário Aleluia Oliveira. A iniciativa, aprovada por unanimidade pelo parlamento através de Resoluções nº12, nº, 15, nº18, nº35 datada dos meses de maio, junho e agosto de 2018, é de autoria da deputada estadual Ana Lula (PT).

Com o sentimento de orgulho, representando a Casa Legislativa em discurso de abertura, a autora da proposta destacou a trajetória profissional dos homenageados, bem como fez uma reflexão, trazendo ao plenário o texto do sociólogo militante Florestan Fernandes, que segundo ela, se mostra absolutamente atual, diante do cenário brasileiro. “É a força das ideias que move a humanidade, e com certeza, esta força tem também movido, ao longo dos últimos anos, nossos quatro homenageados da manhã de hoje, seja no fazer profissional enquanto professores universitários, seja enquanto cidadãos sensíveis e engajados com a transformação de nossa realidade e a superação das opressões”, ressaltou Ana Lula

Ainda de acordo com a deputada Ana, os professores homenageados vem contribuindo com o desenvolvimento cultural social e político do nosso estado através da Universidade Federal de Sergipe com ensino gratuito e de qualidade. “Educamos para a emancipação e nos movemos pela esperança de superação dos graves problemas de nossa região e de nosso país. E é isso o que celebramos neste momento. A capacidade de constituir um forte contraponto aos ventos da ignorância, de resistir e de mobilizar, com as armas de que dispomos, o melhor de cada ser humano”, justificou.

Gratidão, alegria, trabalho e orgulho foram destacados pelos homenageados em seus discursos. Cada um contou um pouco de si, passando pela infância, até sua formação e dedicação profissional, oportunizadas no estado de Sergipe.

A professora Bartira fez um agradecimento à Casa Legislativa pela concessão do título e em especial ao estado de Sergipe, pelo povo acolhedor e trabalhador, que ofereceu muito mais do que de fato ela pode ofertar. “Em 2011, quando cheguei ao estado, resolvi fazer de Sergipe o meu lugar. Sergipe me deu futuro, e mais do que futuro, passado, origem, pertencimento e paternidade. Sergipe me apresentou a luta sindical, fazendo da UFS meu segundo lar e núcleo de crescimento e resistência. Sergipe me presenteou a Bom Pastor, comunidade católica e com o centro de estudos bíblicos, onde eu encontro um substrato religioso, adormecido durante anos e que retorna com fé,  esperança e  ternura, sentimentos necessários para reconstrução de sentidos na minha vida”, disse

Para Aleluia Oliveira, chegar em Sergipe e se sentir acolhido pelos professores da rede pública de ensino e pelo Sintese,  despertaram o prazer de conhecer, dialogar e  trabalhar com a deputada Ana Lula e o deputado eleito, Iran Barbosa. “Ana Lúcia é uma deputada que muito me orgulha pelas lutas incessantes por melhores condições de vida dos trabalhadores em geral, dos trabalhadores da educação, dos menos favorecidos em Sergipe e no Brasil desigual e injusto”.

O professor Romero, em seu relato, disse que ao chegar no estado, a deputada Ana Lula foi uma das primeiras pessoas que ele conheceu, e que na época ela fazia parte da direção do Sintese e desde então se tornaram amigos e lutadores por Sergipe.

Silvânia Aparecida, expressou sua admiração à deputada Ana Lula. Para ela, uma mulher combatente incansável, em defesa dos mais pobres, dos grupos sociais politicamente minoritários, da classe trabalhadora sindicalizada ou não, e sobretudo, pela sua trajetória na vida política digna que orgulha os políticos e os cargos públicos onde a população deposita o voto de confiança.

A composição da mesa foi formada pelos homenageados, Bartira Telles Pereira Santos, Silvânia Aparecida Bretas, Romero Júnior Venâncio Silva e José Mário Aleluia Oliveira, do presidente da Alese, o deputado estadual Luciano Bispo (MDB), da 1ª secretária eleita para solenidade, a deputada estadual Maria Mendonça (PSDB), a drª Iara Maria Campelo Lima, reitora em exercício da Universidade Federal de Sergipe (UFS), a professora Ângela Melo, membro da executiva nacional da Cut e da deputada estadual e autora da proposta a deputada estadual Ana Lula.

Um pouco sobre os homenageados

Bartira Telles Pereira Santos, formada em Pedagogia e Mestre pela Universidade Federal da Bahia. É professora da Universidade Federal de Sergipe, do Departamento de Educação, foi professora efetiva da Universidade Federal de Alagoas dos cursos de Licenciatura e Pedagogia do Campus Arapiraca.

Pesquisadora do Grupo de Estudos e Pesquisa em Educação Física, Esporte e Lazer, formadora permanente do PAR Formação, Bartira tem bastante experiência na formação de Professores, Gestores e Coordenadores Pedagógicos, além de ter capítulos de livros e diversos artigos científicos publicados em periódicos de abrangência nacional;

Romero Júnior Venâncio Silva, graduado em Filosofia e Mestre em Sociologia pela Universidade Federal da Paraíba, e Doutor em Filosofia pela Universidade Federal de Pernambuco, Romero é um amante fiel e grande estudioso da sétima arte.

Atualmente, Romero é professor adjunto do Departamento de Filosofia e do Núcleo de Ciências da Religião, professor do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Cinema (PPGECINE) e Professor na Pós-Graduação em Filosofia e Ciências da Religião da UFS, atuando principalmente em temas como Filosofia Contemporânea (Marx e Nietzsche), Estética (Filosofia do Cinema), Teoria da Religião;

José Mário Aleluia Oliveira, licenciado em Matemática pela Faculdades Oswaldo Cruz e graduado em Processamento de Dados pela Faculdade Rui Barbosa, José Mario Aleluia é Mestre em Educação na área temática Educação, Ciência e Tecnologia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Doutor em Educação, na área temática Educação, Conhecimento, linguagem e Arte também pela UNICAMP, e possui doutorado Sanduíche em Pedagogia Social no Sommersemester 2003 na Universität Siegen na Alemanha no Programa Internacional de Doutoramento INEDD\DAAD.

Atualmente Aleluia é professor do Departamento de Educação da UFS e Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação – PPGED/UFS. Lidera o Digital.cult (Grupo de Pesquisa em Culturas Digitais e Educação a distância e presencial contemporâneas) e é membro do SEMINALIS (Grupo de Pesquisa em Tecnologias Intelectuais, Mídias e Educação Contemporânea) e do grupo EDaPECI Educação a Distância e Práticas Educativas Comunicacionais e Interculturais;

Silvânia Aparecida Bretas, é graduada em Pedagogia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, mestrado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas e doutorado em Educação Escolar pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2005).

Atuou como professora da rede básica do ensino municipal e estadual de São Paulo e, mais tarde, professora do curso de Pedagogia das faculdades municipais de São Paulo, nas cidade de São José do Rio Pardo e Mococa. Também atuou em faculdades particulares do mesmo estado, onde assumiu o cargo de coordenadora de curso.

Atualmente é Professora do Departamento de Educação da da Universidade Federal de Sergipe, atuando em pesquisas na área da História da Educação Superior, em especial em temas como história das instituições escolares; história, historiografia e intelectuais e política educacional.

Por Luciana Botto

Foto: Jadilson Simões

  • Medium 4c39964b773e1f50e407ab7cd314f26f