siga nossas
redes sociais:
FacebookTwitter

Programa Jovem Senador continua com inscrição aberta

26 de Junho de 2018, 08:56

Por Ítalo Marcos

Os alunos interessados em participar do Programa Jovem Senador podem fazer a inscrição. Para isso, o candidato deverá redigir uma redação sob a supervisão de um professor orientador e enviá-la, até o dia 17 de agosto, para a Assessoria Internacional da Secretaria de Estado da Educação, no endereço: Av. Murilo Dantas, 881, sala 30 - Farolândia, Aracaju - SE, 49032-490.

O tema da redação este ano é "30 Anos da Constituição da Cidadania". O texto deverá ser escrito de maneira dissertativa e argumentativa, contendo entre 20 e 30 linhas. Para participar, o candidato deve ser aluno do ensino médio da rede pública estadual de ensino e ter 19 anos de idade até 31 de dezembro de 2018.

Além da redação, o aluno deve enviar também a ficha de inscrição preenchida e com identificação completa do professor orientador, juntamente com os comprovantes de documentos. A folha de redação, ficha de inscrição e demais informações podem ser encontradas através do site oficial.

A coordenadora estadual do Programa Jovem Senador, Nádia Cardoso, comemorou a escolha do tema, explicando que leva os estudantes a reflexões sobre o momento atual do país. "É bastante relevante, considerando o contexto político e social que o Brasil está vivendo. Como essa é considerada a constituição cidadã, porque foi a primeira que realmente trouxe benefícios para a vida da sociedade brasileira em todos os níveis, o aluno terá a oportunidade de refletir com a escola o que a Constituição Federal traz de benefícios para o Brasil e o que está feito nos dias de hoje", declarou.

Programa Jovem Senador

O programa seleciona, anualmente, por meio de concurso público de redação, 27 estudantes do ensino médio de escolas públicas estaduais, com idade de até 19 anos, para vivenciarem o trabalho dos senadores em Brasília.

Os alunos vencedores, um de cada unidade da Federação, viajarão com as despesas de deslocamento para Brasília, hospedagem, alimentação e traslados na capital federal cobertas pelo Senado Federal.

Foto assessoria

  • Medium 7136b03f4c7cc4271b9539f5307d5ea2