siga nossas
redes sociais:
FacebookTwitter

Antes de desfile, Império Serrano faz homenagem ao compositor Arlindo Cruz

12 de Fevereiro de 2018, 05:14

da Agência Brasil

Primeira agremiação a entrar no Sambódromo nesta segunda-feira (11), a Império Serrano fez uma homenagem especial ao cantor e compositor Arlindo Cruz, que sofreu um AVC em março do ano passado e continua internado em um hospital da zona sul do Rio de Janeiro. 

Um grupo de 270 pessoas atravessou a avenida, um pouco à frente da escola, vestindo calça branca e camiseta com a foto de Arlindo Cruz e a frase "O show tem que continuar", um dos versos de um samba que ele compôs.

Segundo o contador Luiz Fundão, Arlindo Cruz é, depois de Silas de Oliveira, fundador da Império e também o compositor que mais venceu sambas enredos para a agremiação de Madureira. “Além de tudo é um grande sambista e um amigo”, disse.

Para Luiz Fundão, a homenagem tem também um outro significado: é como se Arlindo estivesse desfilando na avenida, justamente quando a agremiação voltou à elite do caranaval carioca, depois de oito anos no grupo da série A.

A verde e branco desfila com o enredo O Império do samba na rota da China. O início dos desfiles está marcado para as 21h15.

Esquenta

O esquenta dos componentes, que é feito pelas escolas antes do início do desfile, foi com um dos sambas mais tradicionais da escola – Aquarela Brasileira – de autoria de Silas de Oliveira. Ainda sem o toque da bateria, o público das Arquibancadas acompanhou emocionado o intérprete Marquinhos Art’Samba, com destaque para quem estava no setor 1, que é o mais popular do Sambódromo, localizado no início da passarela.

Foto Silvio Tanaka/Wikimedia Commons

  • Medium 77978dd5fd1a112133e46ae5fef585a3