Confiança perde por 1 a 0 para o Guarani na Série B

17 de Dezembro de 2020, 05:35

O time do Confiança que há três rodadas brigava por uma vaga no G4, com as três derrotas consecutivas nos últimos jogos, já começa a olhar com certa desconfiança para a zona de rebaixamento. Há quem afirme que o time tem gordura suficiente para permanecer na Série B na próxima temporada.

Mas com tantas derrotas consecutivas, a coisa pode se complicar. A derrota desta quarta-feira (16) foi para o Guarani-SP, no Brinco de Ouro da Princesa. O time paulista venceu por 1×0, gol de Murilo Rangel cobrando pênalti aos 24’ do primeiro tempo. A verdade é que a cada jogo, o Confiança vai perdendo o padrão de jogo apresentado no primeiro turno. Dá a impressão que a equipe virou o “fio da navalha” e chegou ao ápice. Depois da goleada de 1×5 para o CSA, o time desequilibrou, só faz perder e não repete as boas atuações, que levaram a ser considerado como a grande surpresa da Série B e a brigar por uma vaga no G4.

Nesta quarta-feira contra o Guarani, o time começou muito mal. Daniel Paulista colocou em campo três zagueiros, uma formação diferente, fortalecendo a zaga. Mas o Guarani dominou as ações. Começou na pressão, levando perigo ao gol de Rafael Santos por três vezes, antes de abrir o marcador. Pablo era o atacante mais perigoso do Bugre. Foi ele quem sofreu o pênalti aos 24’. Proletários protestaram bastante, mas o árbitro manteve a marcação. Murilo Rangel cobrou bem. Rafael Santos ainda foi no lado certo, mas meia soltou uma bomba indefensável. Guarani 1×0.

Depois do gol, o Confiança acordou em campo e passou a jogar mais solto, levando perigo ao gol de Gabriel Mesquita, principalmente nas bolas paradas nos pés de Guilherme Castilho. Mas o placar do primeiro tempo foi mesmo de 1×0 para o

Guarani. Segundo tempo – Daniel Paulista corrigiu os erros no vestiário e o Dragão voltou bem melhor. Iago entrou no lugar de Everton e Ari Moura substituiu a Renan Gorne. O time cresceu em campo e o Confiança já merecia o gol de empate. Castilho forçava nas bolas paradas e nos chutes de fora da área. Em um deles, obrigou ao goleiro Gabriel fazer um bela defesa. Cobrado o escanteio, Nirley

quase marca de bicicleta.

O Confiança era todo pressão. Daniel abdicou do terceiro zagueiro trocou Nirley por Bruno Paraíba. O Confiança insistia mas o gol não saia. O Guarani passou a valorizar o tempo e o árbitro deu apenas 6 minutos de acréscimo. O empate seria o resultado mais justo pelo que o time proletário apresentou no

segundo tempo.

Com a derrota, o Confiança permanece na 11ª. colocação. Na próxima rodada o time sergipano enfrenta mais um time campineiro a Ponte Preta. A partida acontece sábado (19), às 19h na Arena Batistão.

FSF

Foto: Luciano Claudino/Código19