siga nossas
redes sociais:

Socorrense estreia com vitória na Série A2 do Campeonato Sergipano

28 de Agosto de 2019, 07:13

 

O time do Socorrense encarou o Botafogo de Cristinápolis e venceu por 2 a 0, nesta terça-feira, 27, no Estádio Wellington Elias (Lelezão), em N. Sra. do Socorro, pela segunda rodada da Série A2 do Campeonato Sergipano. Os gols, um em cada tempo, foram marcados por Renderson e Lucas Gomes, mais conhecido como Madureira. 

Após esta vitória na estreia da competição, o Socorrense vai fazer duelo contra o Socorro, no dérbi muito aguardado, neste sábado, às 15h, no mesmo local. Por sua vez, foi a segunda partida do time de Cristinápolis visto que na estreia empatou com o Estanciano, no último sábado. O próximo desafio será diante do América, de Pedrinhas, no dia 7 de setembro, no Estádio Geraldão, em Cristinápolis.

O jogo

No primeiro tempo, o Socorrense iniciou com mais posse de bola, ditando o ritmo de jogo e construindo bons ataques. O Botafogo, com dificuldades na saída de bola, dependia de bolas longas, e pouco incomodava a meta do goleiro Victor.

No decorrer do jogo, os visitantes foram conseguindo encaixar algumas triangulações, diminuindo a diferença na posse de bola e buscando igualar as ações. No entanto, o Socorrense, que já vinha com mais solidez em seus ataques, principalmente pelo lado esquerdo, encontrou o gol aos 30 minutos. Em cobrança de falta pelo flanco esquerdo, o camisa 11 Helio, responsável por boa parte da criação ofensiva do time, cruzou com precisão para Renderson cabecear a bola para o fundo das redes. O atacante, inclusive, foi artilheiro do clube no time sub-20 e agora marca em sua primeira partida como profissional.

Após o gol, o Botafogo passou a pressionar a Socorrense mais em cima, e o time que antes conseguia trocar passes com facilidade, passou a sofrer na saída de bola. Em um lance que geraria perigo, Helio matou o ataque dos visitantes com uma falta e recebeu cartão amarelo. Os visitantes cresceram e por pouco não empataram após um bate rebate dentro da área adversária. Helio, inclusive, viria a ser expulso no final da primeira etapa, após tomar o segundo cartão amarelo por uma falta dura em cima de Junior, lateral direito dos alvinegros.

Etapa complementar

Já no segundo tempo, os visitantes não conseguiram retornar com o mesmo ímpeto do final da primeira etapa. O jogo ficou morno, haja vista que o Botafogo permanecia apostando em bolas longas ineficazes, e o Socorrense sentia falta de Helio, a mente criativa do time na partida. Eis que surge um novo protagonista para os mandantes: Madureira, camisa 7, passou a ocupar o lado esquerdo, onde o camisa 11 que fora expulso estava preenchendo, e criou as melhores chances para os mandantes juntamente com o artilheiro Renderson.

O time de Cristinápolis, por sua vez, se lançou ao ataque e tentou produzir perigo, mas sem eficácia. A equipe tinha dificuldade na troca de passes e dificilmente conseguia chegar no terço final de campo com boas chances para marcar.

Com inteligência, o Socorrense aproveitou os espaços deixados pelo adversário. O treinador Fabrício Silva mexeu bem, ao colocar Pimpão e Yra em campo, ambos melhoraram a troca de passes do time e ajudaram Madureira nas criações ofensivas. Em uma delas, Yra realizou boa jogada individual, driblou dois marcadores e serviu o camisa 7, abrindo 2 a 0 no marcador e selando a vitória da equipe.

Fonte: Redação/EK Comunicação

Crédito das foto: Kleber Santos/EK Comunicação