siga nossas
redes sociais:

Com Edvaldo mais próximo do PSC, Jackson pode seguir o PT em 2020

10 de Janeiro de 2020, 14:38

Confirmada a pré-candidatura de Márcio Macedo (PT) para prefeito de Aracaju e o rompimento do Partido dos Trabalhadores com a gestão de Edvaldo Nogueira (sem partido), a próxima "baixa" no projeto de reeleição do atual prefeito pode ser o ex-governador Jackson Barreto (MDB). JB vinha se posicionando favoravelmente à continuidade da gestão e à unidade do agrupamento, mas suas recentes declarações sobre a chegada do PSC e do ex-deputado André Moura na base aliada podem dar "discurso" para Jackson seguir, possivelmente, o PT e o ex-presidente Lula.  

Em entrevista ao radialista André Barros na Nova Brasil FM, Jackson disse essa semana, quando questionado sobre a proximidade de Edvaldo com o PSC, que "não subia no palanque onde estivesse conluio de corruptos. Ele não faz parte da minha história". A afirmativa teve reflexos na política de Sergipe, em especial, do pai de André e ex-deputado Reinaldo Moura que, através das redes sociais, ironizou a fala de JB, deixando a entender que sua posição política é irrelevante para o processo eleitoral de Aracaju.

Já na manhã dessa sexta-feira (10), em entrevista ao radialista Narciso Machado na FAN FM, André Moura, que é Chefe da Casa Civil do Estado do Rio de Janeiro, botou ainda mais "pimenta", enaltecendo a gestão do prefeito Edvaldo Nogueira, não descartando uma possível aliança com o PSC e mandando um recado duro para Jackson Barreto: "JB nunca teve prestígio em BSB, nem no governo do partido dele! É hoje um zero à esquerda, que está procurando com quem conversar, que tem tempo de sobra porque não tem ocupação, mandato e nem partido para comandar".

Certamente a nova declaração de André Moura terá ainda mais reflexos na base aliada do prefeito Edvaldo Nogueira. Sabe-se que, em meados de fevereiro, o PSC estará formalizando uma aliança política para apoiar o projeto de reeleição em Aracaju e, é certo que Jackson Barreto, pela história que construiu ao lado do Partido dos Trabalhadores desde 2001, poderá rever seu posicionamento político. Não custa lembrar que, em 2019, JB aderiu ao movimento "Lula Livre" e ao alinhamento de centro-esquerda no Brasil e nos demais países da América do Sul.

Agora sem o PT, com uma tendência mais "à direita", mesmo possivelmente filiado ao PDT do deputado federal Fábio Henrique, caberá ao prefeito Edvaldo Nogueira demonstrar bastante habilidade política para "costurar" essa política de alianças e "acalmar os ânimos" dentro de sua base aliada. Ninguém trouxe mais recursos federais para sua gestão do que André Moura, mas também é inegável a importância que Jackson teve para sua vitória no 2º turno da eleição de 2016, mais precisamente nas periferias da capital. Bem-me-quer, Mal-me-quer...

Veja essa!

Em entrevista à FAN FM, nessa sexta-feira, André Moura, enalteceu a gestão de Edvaldo Nogueira, não descartando uma possível aliança com o PSC e mandando um recado duro para Jackson Barreto: "JB nunca teve prestígio em BSB, nem no governo do partido dele! É hoje um zero à esquerda, que está procurando com quem conversar, que tem tempo de sobra porque não tem ocupação, mandato e nem partido para comandar".

E essa!

Sobre as declarações de Jackson de que não sobe no palanque do PSC, André Moura disse que "o PSC é que não tem interesse em subir no palanque de JB! Hoje ele fala da gente, mas cansou de bater na porta do nosso gabinete em BSB e sempre foi atendido para buscar recursos federais no governo dele, do MDB do presidente Temer e de Jackson".

Zero à esquerda!

André Moura seguiu com uma resposta dura ao governador dizendo que "Jackson nunca teve prestígio em BSB, nem quando foi deputado federal. Um zero à esquerda! Ele utilizou sim do nosso prestígio para conseguir recursos para Sergipe e sempre elogiou o nosso comportamento republicano. Essa coisa de elogiar hoje e criticar amanhã faz bem o estilo de JB e não é novidade".

André Moura I

O ex-deputado federal enfatizou ainda que o PSC não conversa politicamente com JB porque ele não tem mandato e nem candidato será. "Não estamos preocupados com Jackson. Ele não tem ocupação, não tem nem mais partido para comandar. JB está procurando com quem falar e eu não vou perder meu tempo. Ele não é candidato a prefeito e sim Edvaldo".

André Moura II

"Jackson faz parte do passado da política de Sergipe e hoje tem tempo demais sobrando para ficar falando besteira! Nós dois disputamos e perdemos a eleição, mas eu tive bem mais votos do que ele. E hoje eu tenho duas missões a cumprir: como secretário do governo do Rio de Janeiro e como presidente estadual do PSC em Sergipe", acrescentou André Moura.

Passado condena

Questionado sobre a fala de "corrupção" de Jackson Barreto, André Moura rebateu na FAN FM dizendo que "eu não fui condenado, diferente de JB. O passado dele o condena! O povo não esquece isso e Jackson vai carregar a marca de ter sido, até agora, o pior governador da história de Sergipe!", disse, enaltecendo os gestos de gratidão de Edvaldo, falando da participação direta de seu mandato em BSB nas obras de infraestrutura e mobilidade urbana da capital, como nos bairros Santa Maria, 17 de Março e da Avenida Hermes Fontes.

Convite do PDT

Através das redes sociais, o presidente estadual do PDT, deputado federal Fábio Henrique, voltou a convidar o prefeito Edvaldo Nogueira para filiar-se ao partido. "O PDT está de braços abertos para receber Edvaldo Nogueira e com ele caminhar para as eleições de 2020", disse Fábio no Twitter.

Edvaldo agradece

Nessa sexta-feira (10), Edvaldo respondeu: "Muito obrigado, deputado! Tenho muita identidade política e de ideais com o PDT. Tenho pontos de convergência com Leonel Brizola e sua defesa do trabalhador e também de Darcy Ribeiro com seu legado na educação. Fico muito feliz com o convite e até março definirei meus caminhos".

Márcio Macedo I

Em suas redes sociais o agora pré-candidato a prefeito de Aracaju, Márcio Macedo, agradeceu aos companheiros das correntes políticas do PT, Resistência Socialista, liderada pelo Senador Rogério Carvalho; Movimento PT, liderada pela Vice-Governadora Eliane Aquino e Silvio Santos; a EPS liderada pelo Deputado Federal João Daniel e o Vereador Camilo;

Márcio Macedo II

Ele também agradeceu à Corrente CNM, liderada pela ex-deputada Conceição Vieira, pelo presidente do PT na capital Jefferson Lima e por Cássio Murilo, que também indicaram seu nome como pré-candidato da legenda para disputar a Prefeitura de Aracaju.

João Daniel I

O presidente estadual do PT, deputado João Daniel, também se posicionou a favor do projeto de Márcio Macedo. "A capital é muito importante e gostaríamos de construir uma candidatura de esquerda e todos que quiserem se somar a esse projeto", ressaltou, dizendo que o partido tem a clareza da luta vivida em todo país nos últimos tempos e a importância de ter candidaturas próprias na maioria dos municípios.

João Daniel II

O ex-deputado Márcio Macedo é o nome colocado, até o momento, como pré-candidato do PT à Prefeitura de Aracaju. "Na oportunidade, ele agradeceu a confiança de todos que estão apoiando o seu nome e garantiu que só não sairá candidato se o PT não quiser".

Articulação de Esquerda I

A tendência petista reclamou pelo fato de não ter sido convidada a participar das discussões internas, para participar da construção de um programa democrático e popular; disse que não aceitará o "rolo compressor" e defende sim a construção de uma Frente de Esquerda.

 Articulação de Esquerda II

Porém, a tendência defende sim que o PT deve ter candidatura própria na disputa eleitoral de Aracaju, mas que não basta romper com Edvaldo Nogueira. "É preciso também sair do governo Belivaldo. Aguardamos a convocação da reunião da Direção do PT para debater a luta pela revogação da reforma da previdência estadual e a tática de todo partido para as eleições 2020 em Sergipe".

Mitidieri reprova

O deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) também usou as redes sociais para reprovar o anúncio de pré-candidatura própria do PT para prefeito de Aracaju. "Nas últimas cinco eleições em Aracaju, nosso agrupamento venceu quatro. Indiscutivelmente, uma aliança vencedora. A decisão do PT em lançar candidatura própria marca o fim desta aliança e o começo de uma nova história com reflexo direto em 2022".

Segue com Edvaldo

"Nós do PSD continuamos ao lado do prefeito Edvaldo Nogueira, que é, sem a menor dúvida, o melhor prefeito dos últimos 30 anos da nossa Capital. Edvaldo foi correto, amigo e leal ao nosso projeto, ajudando Belivaldo a chegar à vitória, em Aracaju, em 2018. Gratidão e merecimento!", completou Mitidieri. Resta saber qual o projeto do deputado federal para 2022? Governo? Senado? Ou reeleição?

40 anos do Choque

O presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe, deputado estadual Luciano Bispo (MDB), prestigiou na manhã dessa sexta-feira (10), a solenidade de aniversário dos 40 anos do Batalhão de Choque, em Aracaju. Na oportunidade também houve a Outorga das Medalhas de Tempo de Serviço, Mérito de Trânsito e do Mérito Policial para algumas personalidades militares e civis que contribuíram para o engrandecimento da entidade.

Medalhas do Mérito

O subsecretário-geral da Mesa Diretora da Alese, Igor Albuquerque, foi um dos homenageados na solenidade, com a Medalha do Mérito Policial Militar. O secretário-geral de Governo, José Carlos Felizola Filho, recebeu a Medalha do Mérito de Trânsito. O deputado estadual Luciano Bispo enalteceu a iniciativa do Choque e parabenizou o Coronel Marcony Cabral Santos, comandante-geral da Polícia Militar, e a todos que fazem o Batalhão de Choque.

Luciano Bispo

"Hoje é um dia de festa para a Polícia Militar, em especial, para todos os componentes do Batalhão de Choque que está celebrando seus 40 anos. Em nome de todos quero parabenizar o Comandante da PM, Coronel Marcony, e registrar a homenagem prestada à Assembleia Legislativa, na pessoa do nosso subsecretário-geral da Mesa Diretora, Igor Albuquerque, que tem feito muito pela Alese e por Sergipe, e também pelos militares, ajudando e orientado, discutindo e propondo o que é possível no sentido que tenhamos uma Segurança Pública cada vez melhor", destacou Luciano Bispo.

Marcony Cabral I

Em seu discurso, o Coronel Marcony Cabral fez um agradecimento especial à Assembleia Legislativa pelo apoio contínuo aos profissionais que fazem a Segurança Pública do Estado. "Quero registrar nossa gratidão à Alese, na pessoa do presidente Luciano Bispo, que tem sido uma parceira da Polícia Militar, e também a Igor Albuquerque, que é uma das pessoas mais capazes desse Estado e que presta um grande serviço à Alese e que muito nos ajudou. Também agradecer ao secretário-geral José Carlos Felizola que muito tem contribuindo para a nossa instituição".

Marcony Cabral II

Em seguida, o Comandante-Geral da PM fez um histórico do Batalhão de Choque, desde a sua criação, recordando o primeiro Comandante da instituição, o Coronel Hélio Silva. "O Batalhão de Choque dá uma contribuição muito importante para a sociedade sergipana. Muitas pessoas não entendem, mas a natureza desse Batalhão não é de negociar, mas de chegar para resolver o problema. É assim que eles trabalham e nos orgulham muito".

Igor Albuquerque

Por sua vez, homenageado na solenidade, Igor Albuquerque, não escondeu a emoção pelo reconhecimento. "Externo hoje um sentimento de muito orgulho e satisfação pessoal pelo reconhecimento que me é feito por uma instituição do porte da Polícia Militar, tão importante para o povo sergipano. Agradeço a delicadeza desse gesto a toda a Corporação, na pessoa de seu comandante-geral, coronel Marcony Cabral. Estendo agradecimentos também ao presidente Luciano Bispo, e aos demais deputados estaduais, que, através de seu respaldo institucional e confiança, possibilitam que nosso trabalho técnico na Assembleia seja executado com excelência. É um dia muito especial que ficará marcado na minha vida pública".

Samu Sergipe

Está circulando nas redes sociais uma convocação dos Samuzeiros para participarem do "Projeto Amigo do Samu – Blitz Educativa", nesta sexta-feira (10), a partir das 18h30, na Passarela do Caranguejo. Um servidor do Samu/SE, revoltado com a situação, estranha que as ações educativas do NEP (Núcleo de Educação Permanente do Samu Sergipe) nunca chegam às periferias de Aracaju.

Na bronca!

"Ao lê  o panfleto chamando os profissionais  para comparecerem fardados sexta à noite na orla para mais uma blitz educativa fico imaginando de onde saíram essas ideias? Quem de fato escolhe os locais? A atual superintendente do SAMU Sergipe ou o enfermeiro Ronei Melo, Coordenador do NEP?", questiona o servidor.

Revolta I

Ele se diz revoltada vendo o dinheiro  público sendo mal administrado. "Enquanto as capacitações para os profissionais não acontecem através de cursos BLS e ACLS, eles pagam para as gráficas produzirem panfletos e camisas para realização de Blitz nas áreas  nobres  de Aracaju, em shoppings, no Mirante da 13 de julho e na Orla. Enquanto isso a central do Samu 192 recebe um aumento de trotes durante as férias nos bairros periféricos das cidade".

Revolta II

"Ação educativa na orla após desfilarem seus fardamentos vão para casa com sensação de dever cumprido? Imagino que não! Pois, aquelas crianças que estão nesses espaços Shopping , Orla e 13 de julho, não  passam trotes, são  crianças com uma orientação educacional diferenciada. Não  querendo menosprezar as pessoas que convivem em bairros periféricos, mas, segundo a nota do IDEB o ensino publico em 2019 saiu com nota vermelha", completou o servidor do Samu.

Conscientização

O servidor do Samu reforça que as crianças e adolescentes que recebem menos informações e oportunidades de cidadania, têm acesso reduzido a seus direitos e deveres. "Que a Superintendência do Samu Sergipe, junto ao Coordenador do NEP, pensem mais na população de baixa renda, agregando uma consciência do uso devido do serviço de Urgência  e Emergência. A intenção é que essa criançada aprenda a salvar vidas com uma ligação".

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com