Covid x Desemprego! Em Sergipe governo ainda tem como manter o equilíbrio!

26 de Fevereiro de 2021, 05:15

Reiteradas vezes este colunista já se manifestou sobre esse tema e reforça mais uma vez: não é negacionista e nem minimiza os efeitos do novo coronavírus (COVID-19), mas mantém o discurso aberto e verdadeiro, enfatizando que estamos vivendo em meio a uma pandemia sim, e sobre condições que ninguém no globo terrestre está seguro, mas o titular deste espaço não nega: mantém a preocupação com a saúde do povo, em especial dos sergipanos, mas sem deixar de se atentar para os empregos que estão em risco ou que já foram perdidos há quase um ano.

Quando este colunista se posiciona desta forma, logo um ou outro leitor vem com discurso que "morto não trabalha e nem tem carteira de trabalho". É verdade, mas todos queremos crer que ainda não se trata do "fim dos tempos" e que essa pandemia vai passar um dia; hoje a prioridade é sim a preservação das vidas, mas e quando tudo isso acabar? Onde as pessoas vão trabalhar? Teremos governos e instituições falidos, financeiramente, como também milhares de postos de trabalho fechados. E como garantir a subsistência de tanta gente, de uma vez?

Os "críticos" ainda vão dizer: "isso a gente pensa depois"! Certo, do mesmo jeito que, em meados de 2020, bradavam em alto e bom som: "a economia a gente vê depois", mas no "depois", reclamam da alta dos preços; do desemprego; da desvalorização da moeda frente o dólar; da falta de recursos para investimentos, obras de infraestrutura e até para reposições inflacionárias e reajustes salariais. Há justiça nisso tudo? Sim, mas é preciso que todos nós, que temos nossas prioridades e buscamos um consenso para tudo, que tenhamos também em mente a necessidade da busca pelo "equilíbrio"...

Estados como a Paraíba, São Paulo e o Ceará adotando "toque de recolher"; na Bahia, os "caos" se estabeleceu e o governo petista optou por promover uma espécie de "lockdown" em todo Estado, a partir do final da tarde desta sexta-feira (26) até as primeiras horas da manhã da próxima segunda-feira (1º). Quase tudo estará fechado e apenas os serviços essenciais estarão autorizados a funcionar. Em Sergipe, apesar de preocupante, podemos dizer que ainda não chegamos a uma situação tão instável e quase que irreversível, como no Estado vizinho...

Mesmo com todas as dificuldades, há de se reconhecer que o governador Belivaldo Chagas (PSD) vem conseguindo estabilizar a saúde, com a ampliação de leitos de UTI e outras medidas, mas medidas restritivas de direitos e liberdades. O bom senso requer planejamento, equilíbrio, coragem, consciência e um pouco de cautela sim. Vidas estão em jogo sim, mas Sergipe é um Estado pobre e que não tem suas finanças completamente regulares. O desemprego em massa também pode ser danoso, inclusive para a manutenção de serviços públicos básicos...

É a tal "busca pelo equilíbrio" que este colunista defende, sem "negacionismo", mas também sem "terrorismo". Nesse conflito entre Covid x Desemprego, o governo de Sergipe tem que medir tudo, planejar bem e tomar suas próprias medidas, sem pressões, imposições, radicalismos e, principalmente, "partidarismos"; já politizaram demais a pandemia no País e esse tipo de postura nem salva vidas e nem preserva empregos. E a imprensa tem sim um papel importante e decisivo nisso. Tudo é importante, mas o equilíbrio é fundamental...

Veja essa!

Já se anuncia uma nova greve do sistema rodoviário para a próxima segunda-feira (1º), Os trabalhadores reclamam, com razão, dos atrasos de salários, do corte do pagamento do ticket-alimentação e do acúmulo de funções para os motoristas, que além conduzirem os veículos, precisam receber o dinheiro da passagem, já que os cobradores foram demitidos.

E essa!

Infelizmente, as empresas do setor não apresentaram nenhuma proposta convincente, simplesmente ignoraram a categoria. Os trabalhadores foram tratados como "marginais" porque estavam reivindicando direitos trabalhistas. As empresas alegam dificuldade financeira, com o aumento do combustível e a diminuição no número de passageiros.

Olha a dica I

Como dizem que por aqui "nada se cria, tudo se copia", já existe um temor de as autoridades constituídas decretarem medidas restritivas, que sejam um complicador a mais para o setor de transporte coletivo. Mas, antes que seja tarde, o governador do Estado e os prefeitos da Grande Aracaju bem que poderiam interceder para amenizar o impasse.

Olha a dica II

Com a condição de garantir os postos de trabalho dos cobradores, além de outros benefícios, e sem a necessidade de penalizar a população com o reajuste da tarifa, o governo e as prefeituras poderiam formalizar um convênio para garantir o aumento da frota de ônibus nas ruas, em especial nos horários de pico, para conter qualquer tipo de aglomeração nos veículos. A medida também contemplaria os empresários...

Exemplo do Ceará

Para não parecer que este colunista "inventou a roda", no Ceará está se celebrando um convênio entre o governo e a prefeitura de Fortaleza, no sentido de bancar o aumento de 200 ônibus nas ruas, nos horários de pico, para conter aglomerações, de 4h30 às 8 horas; e das 15 h às 18 horas.

Galeguinho, galeguinho

A ideia já está posta. A Assembleia Legislativa do Ceará aprovou o convênio, que já vai para a sanção do governador de lá. Agora é o "galeguinho" Belivaldo Chagas se reunir com os prefeitos de Aracaju, Socorro, Barra dos Coqueiros e São Cristóvão e buscar o mesmo aqui, ao invés de decretar "toque de recolher" ou "lockdown". Os rodoviários precisam trabalhar e o povo precisa do transporte coletivo para se locomover.

Bomba!

Este colunista tomou conhecimento, ainda sobre o impasse na direção do INCRA em Sergipe, que a indicação de Victor Alexandre, que era de Fábio Reis (MDB) e agora pode ser de Bosco Costa (PL), passa pela "costura" do ex-prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PL).

Exclusiva!

A coluna ainda está apurando essa "relação" de Victor Alexandre com Valmir e, principalmente, com Itabaiana. Em entrevista ao radialista Gilmar Carvalho, Bosco Costa confirmou que Fábio Reis lhe fez um apelo por Victor, mas não confirmou que iria atender. Como são aliados, talvez não negue um pedido de Valmir...

Água mais cara

Em meio a tantos assuntos que repercutiram nos últimos dias, no Brasil e em Sergipe, a quem interessar possa: as contas de água já estão chegando nas residências do povo sergipano e reajustadas com o percentual acima de 5%, previsto para ser aplicado em 2020, mas que foi suspenso por causa da pandemia. Muita gente sentiu o reajuste. O interessante é que a pandemia não acabou, mas a tarifa...

Vitória do Sindsan

O juiz Ariel Salete de Moraes Junior, titular da 6ª Vara do Trabalho de Aracaju, decidiu em favor do SINDSAN, ao proferir sentença com o deferimento de medida liminar pra o imediato cumprimento, declarando a nulidade da RDE-35/2020 e suspendendo seus efeitos, impedindo descontos nos salários e isentando a "compensação das horas por aqueles que ficaram afastados do trabalho presencial, e que não demonstraram a realização de algum trabalho em benefício da empresa durante o afastamento", por entender que "a DESO não tinha base normativa para estabelecer o Banco de Horas Individual, ou, pelo menos, levar a efeito tal providência sem amparo legal".

Entenda o caso I

O SINDISAN, através de ação movida por sua assessoria jurídica, conquistou uma importante vitória em favor dos trabalhadores e trabalhadoras da DESO integrantes do grupo de risco em relação à Covid-19 – aqueles com 60 anos de idade ou mais e aqueles que possuem condições médicas pré-existentes capazes de reduzir a sua imunidade, e que haviam sido afastados do trabalho de 18 de março de 2020 até 21 de setembro de 2020, cumprindo determinação da DESO por meio de reiteradas Resoluções da Diretoria Executiva (RDE).

Entenda o caso II

Com a RDE-35/2020, a Deso estava exigindo desse grupo de trabalhadores afastados que informassem, de forma definitiva, sob pena de desconto nos salários, como iriam "pagar" as horas não trabalhadas naquele período: se com férias, licença prêmio ou compensação de horas – algo não previsto no Acordo Coletivo de Trabalho; além de estabelecer parâmetros para efetivar a compensação das horas não trabalhadas.

Luciano Bispo I

Ninguém estava tão radiante quanto o presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Luciano Bispo (MDB), durante a solenidade de inauguração da Central de Abastecimento de Itabaiana, pelo governo do Estado, nessa quinta-feira (25).  "Quero agradecer muito ao ex-governador Jackson Barreto e ao governador Belivaldo Chagas. Esta obra do Ceasa é a minha cara, é um sonho meu antigo e do povo de Itabaiana", disse, que por questões culturais, algumas pessoas podem sentir um estranhamento, mas todos os feirantes do antigo Mercadão irão para o Ceasa.

 Luciano Bispo II

Para Luciano, essa quinta-feira foi um "dia de gratidão", pontuando que se trata de uma "obra bonita, grande e importante". "Eu projetei essa obra, fui atrás das emendas, lutei para trazer dividendos. Essa obra vai ajudar a desenvolver o nosso município. Sou grato a Jackson que teve um papel fundamental e a Belivaldo, que é meu governador e com que tenho um carinho especial, que não mediu esforços para que a gente chegasse a este momento importante".

Maria Mendonça I

"Alegria e gratidão! Essas duas palavras me definem no dia de hoje", disse a deputada Maria Mendonça (PSDB) ao falar sobre a inauguração da Ceasa de Itabaiana. "Por inúmeras vezes, na tribuna desta Casa Legislativa, levantamos a nossa voz em defesa desse empreendimento por entendermos a sua grandiosidade e importância para todos nós itabaianeneses. Como filha de Itabaiana estou muito feliz", afirmou a parlamentar.

Maria Mendonça II

Além de gerar cerca de 600 empregos diretos e inúmeros outros indiretos, o empreendimento, que na avaliação da parlamentar é "um dos mais estruturados do Nordeste", será um importante propulsor do desenvolvimento, pois terá comunicação direta com outros centros. "A nossa Ceasa vai se conectar com Juazeiro/Petrolina, garantindo o desenvolvimento do nosso Estado e, porque não dizer, também, da região Nordeste", afirmou. A Central de Abastecimento, no seu entender, impactará, ainda, na melhoria de rodovias, a exemplo da SE-235, através de outra grande obra, ainda não entregue, que liga Itabaiana a Itaporanga D'Ajuda.

Adaílton Martins I

O deputado estadual Adaílton Martins (PSD) destacou o governo do Estado e, em especial, o presidente da Alese, deputado estadual Luciano Bispo (MDB), por seu empenho para a construção da Central de Abastecimento de Itabaiana (CEASA). Ele enumerou qualidades do povo de Itabaiana e destacou a importância da obra para toda a região Agreste. "Quero parabenizar aquele povo trabalhador e batalhador de Itabaiana. E quero fazer um reconhecimento e prestar uma homenagem para o presidente Luciano Bispo, que tanto se empenhou para que esta obra acontecesse".

Adaílton Martins II

O deputado disse que acompanhou a luta de Luciano Bispo, inclusive junto aos vereadores do município, a classe política como um todo e o governo do Estado. "Quando estava no DER eu vi o empenho de Luciano, procurando e dialogando com os vereadores, com o governo. Acompanhei seu luta e imagino que ele está muito contente".

Luciano e Ulices

"De parabéns o presidente Luciano Bispo e o povo do Agreste, porque esta obra só engrandece ainda mais aquela região", completou Adaílton, que também parabenizou o ex-deputado e presidente da Alese e hoje conselheiro do Tribunal de Contas, Ulices Andrade, pela passagem do seu aniversário.

Homenagem

O Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Sergipe (Sinpol/SE) e a Associação dos Delegados de Polícia do Estado de Sergipe (Adepol/SE) realizaram, no município de Umbaúba, um ato simbólico em homenagem à memória dos colegas policiais civis Fabio Alessandro Pereira Lopes e Marcos Luis Morais, mortos no exercício de sua função, em dezembro do ano passado.

Adriano Bandeira

O presidente do Sinpol/SE, Adriano Brandeira, agradeceu a presença de todos os que estiveram presentes e afirmou que o trabalho sindical é constante para que essas perdas não sejam esquecidas e que outras não venham a acontecer. "Esse luto será permanente porque para a gente não passou. O Governo do Estado e a gestão da Polícia Civil têm tratado a morte dos colegas como algo passageiro e nós não vamos aceitar. Só quem sabe o tamanho da dor da perda desses guerreiros são os familiares", ressaltou.

 Isaque Cangussu

Na avaliação do presidente da Adepol, Isaque Cangussu, o ato será um marco da consolidação da união da categoria. "O dia 25 de fevereiro de 2021 ficará na história da Polícia Civil. Todos se uniram para homenagear nossos colegas guerreiros que foram covardemente assassinados no município de Umbaúba. Algo que me incomodou particularmente foi a timidez com que o Governo do Estado se manifestou em relação ao fato. Parece até que não existiu. Honrar a memória dos colegas é, antes de tudo, um dever nosso e do próprio Estado. Manter acesa essa memória é um ato de respeito às suas histórias, às famílias e a todos que fazem a Polícia Civil", ressalta.

Olha o gás!

Em nota, a Sergás explica que por volta de 11h59 dessa quinta-feira (25), sua gerência de manutenção foi informada de um vazamento, por interferência de terceiros,  na sua rede de Gás Canalizado, localizada da Avenida Tancredo Neves, bairro América, em Aracaju. "Imediatamente, a equipe plantonista de manutenção se dirigiu ao local, onde isolou a área e fechou as válvulas VPE038 e VPE202. A equipe realizará os reparos necessários no menor período de tempo possível".

Nota da Sergás 

"Os clientes que são atendidos nesta área já foram comunicados. O Gás Natural Canalizado é uma energia moderna e versátil, utilizada em indústrias, no comércio, em residências e em veículos. Esta modernidade traduz-se em conforto, economia, comodidade e segurança aos seus usuários, sempre com respeito ao meio ambiente", conclui a nota a Sergás.

Goretti Reis I

A deputada estadual Goretti Reis (PSD) destacou a aprovação, pelo Senado Federal, do projeto de lei que autoriza os Estados, Municípios e o setor privado a adquirirem vacinas contra a covid-19, proposta que também permite que quem compra a vacina também assuma a responsabilidade civil pelo processo de imunização. A parlamentar entende que o governo federal também deve intensificar esse processo de vacinação da população.

Goretti Reis II

Segundo Goretti Reis é um ponto positivo que os senadores tenham chegado a um consenso sobre a vacinação pela rede privada, lembrando que o projeto agora segue para apreciação da Câmara dos Deputados. "É importante que os deputados façam essa discussão o mais rápido possível. Existe a possibilidade das empresas adquirirem imunizantes desde que 50% da população dos grupos de risco esteja imunizada; como também é importante que 50% das vacinas sejam disponibilizadas para o SUS aplicar nas pessoas que não têm condições de pagar pelas doses".

Goretti Reis III

A deputada lembrou que existem empresas com o perfil de querer imunizar logo seus trabalhadores, para que eles estejam aptos em suas atribuições. "Acho essa medida muito positiva para a gente acelerar o processo de vacinação. O governo está disponibilizando recursos para a instalação de leitos de UTI, o que também é importante, mas é preciso fazer a imunização em massa da população. A vacina é fundamental até pela questão da carga de anticorpos que vai se construindo dentro do próprio organismo humano, e vai reduzindo a necessidade desses leitos".

Iran Barbosa I

O deputado estadual Iran Barbosa (PT) lamentou que o Brasil tenha atingido a marca de 250 mil mortes de vítimas da pandemia do novo coronavírus (COVID-19). Em seu discurso, o petista apelo que as autoridades constituídas do País, Federal, Estaduais e Municipais se somem e adotem um "pacto plea vida" contra a COVID.

Iran Barbosa II

Iran lamentou que o Brasil tenha chegado à triste marca de 250 mil mortos em quase um ano de pandemia e manifestou sua solidariedade às pessoas que perderam parentes, amigos e colegas de trabalho. "Chegamos à triste marca dos 250 mil mortos nessa pandemia. Deixo aqui a minha solidariedade. Estamos falando, em números, de ¼ de milhão! Isso me faz lembrar a tragédia nas cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki, onde segundo registros, ceifou 246 mil pessoas".

Iran Barbosa III

"Como professor de história, apresento outro dado importante: o conflito mais sangrento que tivemos na América do Sul, a Guerra do Paraguai, há cerca de 150 anos, tombou 50 mil brasileiros. Com essa pandemia já tivemos cerca de cinco vezes essa Guerra! Falo em números e parece apenas um dado estatístico, mas falo também de vidas e sonhos que foram ceifados, perdidos, de crianças que ficaram órfãs e famílias que perderam o eixo de sustentação!", completou Iran.

Estouro em Março

Em seguida, o petista lamentou muito que a humanidade esteja vivendo um momento tão doloroso, de tantas perdas. "Infelizmente não temos um presidente com a envergadura necessária para comandar um plano eficiente de imunização. Cientistas já alertam que em Março poderemos ter um estouro ainda maior na quantidade de mortos. É preciso que todos os gestores, Federal, Estaduais e Municipais se somem em um grande pacto pela vida, de enfrentamento a essa pandemia".

Perdas

Por fim o deputado reforçou a necessidade de pacto para garantir a imunização de toda a população e lamentou que tenha apresentado na Alese mais três requerimentos de votos de pesar. "Só ontem nós perdemos dois colegas professores para a COVID: a amiga Professora Bela do Cumbe, que foi fazer um procedimento cirúrgico e contraiu a doença; e o amigo professor Sandro de Melo de Poço Redondo. Minha solidariedade aos familiares e amigos, como também para os colegas do bancário Milton Bispo. O Brasil precisa ser levado a sério neste momento de pesar".

João Marcelo I

Um dos objetivos do deputado João Marcelo enquanto parlamentar é buscar meios para contribuir com o desenvolvimento econômico de Sergipe. E o primeiro passo para a concretização disso já está sendo dado. Em viagem ao estado de Goiás, o deputado visitou uma das maiores indústrias locais e demonstrou o potencial de Sergipe para receber novas unidades industriais.

João Marcelo II

"Visitamos na semana passada a Companhia de Desenvolvimento Econômico de Sergipe – Codise, que funciona como intermediadora para fomentar a chegada de novas indústrias em Sergipe. Obtivemos mais detalhes sobre a  criação do Programa Sergipano de Desenvolvimento Industrial – PSDI, que concede incentivos e benefícios para que as indústrias se instale em nosso estado e se torne competitiva no mercado", detalha o parlamentar. 

João Marcelo III

Ainda segundo as informações obtidas pelo deputado, a Codise mapeia todo o estado e possui áreas delimitadas como polos industriais. "Com base nessas informações, nós contatamos algumas indústrias em Góias. Entre elas a Caramuru, uma gigante no processo de soja e de milho no País e uma das maiores contribuintes do Estado goiano", ressalta. 

Fabiano Oliveira I

O vereador Fabiano Oliveira (PP) se reuniu com membros da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes em Sergipe (Abrasel/SE) para discutir um planejamento anual e pensar no pós-pandemia. O parlamentar se colocou à disposição para lutar junto com os demais vereadores e a Prefeitura de Aracaju pelas demandas desse setor que é tão importante no desenvolvimento do turismo e na geração de emprego e renda.

Fabiano Oliveira II

"Ao lado do vice-presidente da Abrasel/SE João Ricardo Almeida e do diretor Harry, apresentamos projetos e falamos sobre ações que pretendemos fazer. Foi uma reunião bastante produtiva", ressaltou o presidente da Associação, Bruno Dórea. Para Fabiano, o setor já tinha sua atenção, e agora, enquanto vereador, o compromisso ganha ainda mais força.

Fabiano Oliveira III

"Não dá pra falar da Abrasel sem lembrar da sua importância e do quanto a pandemia prejudicou os bares e restaurantes. O setor que já foi o maior empregador do país precisa da nossa ajuda! Vamos avançar cada vez mais!", declarou o primeiro secretário da Câmara Municipal. "Queremos contar com a experiência de Fabiano para ajudar os nosso setor. Sei que juntos podemos fazer muito!", concluiu o presidente da Abrasel/SE.

 Boa notícia!

A doutora em Ciências da Saúde e farmacêutica Paula dos Passos Menezes, conquistou o Prêmio CAPES de Tese 2020, na área de Medicina I, com uma novidade para o tratamento uma doença que afeta as pernas: as úlceras venosas. Com o uso da nanotecnologia a pesquisadora desenvolveu um tecido inteligente, à base de algodão e poliamida. A patente do novo material já foi registrada no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI).

Paula dos Passos Menezes

O trabalho, financiado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), vinculada ao Ministério da Educação (MEC), foi realizado na Universidade Federal de Sergipe (UFS), onde Paula Menezes é professora-substituta no curso de Farmácia. Primeira sergipana a ganhar o Prêmio CAPES de Tese, a pesquisadora observa que as duas principais vantagens deste tecido nanotecnológico estão no fato de resolverem dois grandes problemas causados pelos tipos tradicionais de tratamento: a baixa adesão e as reações adversas.

Meia protetiva

Durante os quatro anos de pesquisas e testes em laboratório, a cientista conseguiu produzir um tipo de meia protetiva e curativa para ser usada nas pernas de pacientes que sofram de insuficiência venosa crônica. O tecido, que já possui em sua composição os medicamentos necessários para o tratamento das lesões causadas  pela doença, tem a função de reduzir ou eliminar as dores. O novo material ajudará também na cicatrização das feridas e favorecerá o clareamento da área em torno delas.

Cicatrização rápida

No teste-piloto feito pela pesquisadora com pacientes do Hospital Universitário da UFS, foi constatada uma cicatrização muito mais rápida e um processo de recuperação sem irritação ou qualquer efeito nocivo, em seis meses de acompanhamento.  "O tratamento padrão utilizado em pacientes com varizes e úlceras venosas é feito com comprimidos e meias compressivas, sem nenhum fármaco associado. Com este tecido inteligente, que já possui medicamentos embutidos, resolvemos o problema da adesão, além de atuarmos apenas no lugar da ferida, evitando desconfortos e melhorando a qualidade de vida dos pacientes", finaliza. 

Academia Gloriense de Letras I

A Academia Gloriense de Letras (AGL) lançou a I Antologia LGBTQIAP+ de Sergipe: "Vidas sem Preconceito". O evento ocorreu na Câmara Municipal de Nossa Senhora da Glória, com transmissão, ao vivo, pelo canal da AGL no YouTube. A Antologia foi organizada pelo professor Evilásio Celestino da cidade de Aquidabã, com a colaboração dos imortais da AGL, Carlos Alexandre e Lucas Lamonier.

Academia Gloriense de Letras II

O prefácio da seleta foi feito pela professora e pesquisadora do Instituto Federal de Sergipe-IFS, Manoela Rodrigues Santos, a quarta capa teve a contribuição do imortal da Academia de Letras de Aracaju – ALA, Gustavo Aragão, e a capa tem a ilustração do jovem artista plástico portofolhense, Lucas Roniery. A obra é composta por 46 escritores dos quatros cantos de Sergipe.

Novos Membros MVL 

Na ocasião houve a posse dos novos membros do Movimento Via Lactea (MVL). Foram empossados na solenidade, Claúdia Emily Barreto, ocupando a cadeira de nº 09; Fernanda Souza, cadeira nº 10; Isis Gabrielle Silva, cadeira de nº 11; Maria Teresa do Nascimento Freitas, cadeira de nº 12; e Orleane Santana Couto, ocupando a cadeira de nº 13.

Nova mesa Diretora 

Foram empossados também os membros da mesa diretora do MVL, para o Biênio 2021-2022: Lizze Fernanda M. Lima Reis, como presidente; Isis Gabrielle Silva da Penha, como secretária; Maísa Viviane Andrade Santos, como diretora financeira. 

Alô Japoatã!

O Centro de Atenção Psicossocial Maria Quitéria da Silva Souza (CAPS Quitéria da Silva Souza), em Japoatã, promoveu um ciclo de palestras com o objetivo de conscientizar sobre o alcoolismo e as drogas. A ação faz parte da programação alusiva ao dia Nacional de Combate às Drogas e ao Alcoolismo comemorado no último sábado (20).

Andrea Macedo

De acordo com a coordenadora Andrea Macedo, a atividade foi um importante caminho para desmitificar e explanar dúvidas referente ao assunto "ainda tem muita gente que fica negligenciando essa doença, e a presença dos usuários com os familiares pode ser um meio que a conscientização atinja um público maior", afirma. A programação contou com palestras da psicóloga Janaína, integrante do quadro do Centro e a psicóloga Graziela Resende como convidada. Além do atendimento do psiquiatra Davis, também integrante da equipe de funcionários.

Alô Macambira!

A Prefeitura de Macambira esclarece as notas publicadas por este colunista sobre a insatisfação de alguns aliados antigos com o secretariado formado pelo prefeito Carivaldo de Souza. "A escolha de todos os secretários seguiram dois critérios: ter qualificação técnica para o Cargo e residir no Município. Claro que prefeito nenhum tem como agradar a 100% dos próprios eleitores, Carivaldo teve mais de 2.800 votos, e só poderia escolher 12".

Problema pessoal

A informação é que as críticas ao secretário se voltam para os nomes e não para atuação dos auxiliares. "Trata-se de uma questão de ordem pessoal de um rapaz, aliado do prefeito com um dos secretários. O prefeito não se envolve em assuntos pessoais e cabe, exclusivamente a ele, o direito de escolher seus auxiliares".

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com