Desemprego dispara, a COVID voltando e os políticos nem aí!

30 de Outubro de 2020, 14:41

O nosso País atravessa um momento bastante turbulento. A taxa de desemprego, infelizmente, fechou o segundo quadrimestre do ano batendo o recorde negativo de 14,4%, o que representa quase 14 milhões de pessoas fora dos postos de trabalho, o que pode ser um risco para a nossa economia. É evidente que tudo isso é reflexo da pandemia do novo coronavírus (COVID-19), sobretudo, é consequência das medidas de isolamento social que foram adotadas, fechando comércios, suspendendo atividades econômicas.

Quando este colunista alertava lá atrás sobre o risco da "fome", que poderia ser ainda pior que a doença, plagiando o discurso do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), alguns críticos diziam ser "exagero"; o tempo passou, são quase oito meses de pandemia, ainda não se tem uma vacina para a doença, mas o desemprego em massa passou a ser uma realidade. É bem verdade que ainda não temos "gravidade" sobre a fome, mas o fechamento de postos de trabalho é o primeiro passo, seguido da pobreza e miséria.

O pior é que, após a tão sonhada "retomada econômica", nem todos os setores empresariais demonstraram crescimento. Muitos ainda encontram sérias dificuldades para reerguerem seus negócios e empreendimentos e alguns talvez nem resistam à crise financeira. Justiça seja feita, o auxílio emergencial, a facilitação para o acesso a créditos com juros baixos, além de outros incentivos do governo para os empregadores, são feitos de Jair Bolsonaro que atenuaram os problemas. Mas é preciso lembrar que alguns setores, como o entretenimento, por exemplo, ainda nem voltaram...

E diante de tanto desemprego, estamos diante de outro problema sério: como no início do ano, a COVID-19 tornou-se uma realidade em vários países do mundo, em especial na Europa, antes de chegar ao Brasil; aqui as medidas tomadas foram muito politizadas e pouco planejadas; o principal reflexo está no fechamento de milhares de postos de trabalho. Agora, quando para muitos brasileiros a pandemia parece ter acabado, como se a gente já estivesse vivendo em um "novo normal", eis que "explode" novamente na Europa uma "segunda onda" da COVID, ainda mais assustadora...

Este colunista não está aqui a defender novos fechamentos de comércios, suspensão da atividade econômica, mas menos politização e mais ação! Infelizmente a "grande mídia" (e alguns pequenos também) ainda não digeriram o resultado das eleições presidenciais de 2018! Não aceitam que Bolsonaro é o presidente da República, que sua popularidade é emergente e tentam, a todo custo, "miná-lo", trabalham abertamente e de forma escancarada para tentar desgastá-lo! O País não precisa e nem merece isso agora! O inimigo é "oculto", pandêmico e mortal!

Se o vírus não matar de doença, vai matar de fome! E quem mais deveria procurar conscientizar isso na população, quem deveria promover essa discussão, que é a classe política, pelo menos até 15 de novembro estará "focada" nas eleições municipais. Eis mais um argumento defendendo que este pleito não poderia ocorrer em 2020. Em breve teremos prefeitos, eleitos ou reeleitos, que terão que administrar "em terra arrasada"! Mas, infelizmente, aqueles setores da mídia que deveriam cobrar dos políticos em geral, só conseguem enxergar Jair Bolsonaro. É o que temos para hoje...

Veja essa!

Este colunista publicou na última edição a "Novela da Vida Real", uma produção do "detetive virtual" José Edirani, do município de Capela, onde no seu primeiro capítulo trazia o tema "A farra do dinheiro público que se transformou em poeira". No vídeo, Edirani fala em R$ 367.734,12 para serviços de terraplanagem em estradas vicinais do município e se diz surpreso com a "velocidade" da prefeita Silvany Mamlak (PSC) em "empenhar e pagar o dinheiro".

E essa!

José Edirani lembra ainda que o município de Capela tem hoje duas retroescavadeira e uma Pá Carregadeira, uma caçamba Truck, duas Patrol Motoniveladora, duas caçambas Truck locadas e uma caçamba Toco, também locada. Ele denuncia três empenhos e pagamentos realizados pela prefeitura de Capela, este ano, para a empresa MACHADO & BARBOSA EMPREENDIMENTOS LTDA, situada no município de Canindé do São Francisco.

Direito de Resposta I

Em nota de esclarecimento, a Prefeitura de Capela, através da Secretaria Municipal de Obras, repudia as informações divulgadas por essa coluna e atribuídas ao Sr. José Edirani, acerca dos serviços de recuperação de estradas vicinais realizadas no município pela empresa MACHADO & BARBOSA EMPREENDIMENTOS LTDA. 

Direito de Resposta II

"O município de Capela possui mais de 300 km de vias não pavimentadas. No ano passado,  visando dar celeridade ao cronograma de recuperação dessas vias, a Prefeitura de Capela aderiu ao pregão realizado pela Prefeitura de Piranhas, um ato com previsão legal, regulado pelo Decreto Federal nº 7892 em seu artigo 22", diz a nota. 

Direito de Resposta III

"Edirani e, por consequente, a coluna que reproduz seu conteúdo, falta com a verdade ao informar que o serviço não foi prestado. Os serviços são executados periodicamente, em consonância com o cronograma do maquinário próprio, insuficiente para a demanda apresentada, e dentro do previsto, recuperando vias e garantindo bom trânsito entre os povoados e a sede do município", acrescenta a Prefeitura de Capela.

Fins eleitoreiros?

Finalizando a nota, a Prefeitura de Capela estranhamente tenta desqualificar o "detetive virtual" por este "ter interesses eleitoreiros" nas denúncias. A coluna, sinceramente, esperava que a Prefeitura explicasse quanto e como foi investido o dinheiro público. E José Edirani, enquanto cidadão, não tem direito de fiscalizar e cobrar a boa aplicação do dinheiro do povo de Capela? Onde está o interesse eleitoreiro nisso?

Tem que se explicar

A coluna, desde já, chama a atenção do Ministério Público Estadual, do DEOTAP e do Tribunal de Contas do Estado. A denúncia é de que o dinheiro foi empenhado e pago com muita rapidez. Então é preciso que a Prefeitura de Capela explique como e onde ele foi aplicado! Falar em "interesses eleitoreiros" é tergiversar, é desviar o discurso. E, como perguntar não ofende, se a prefeitura tem todo o maquinário, por que terceirizar o serviço?

Ohh Capela veia doida!

Ainda falando em José Edirani, até onde este colunista tomou conhecimento, já está em fase de edição o segundo capítulo da "Novela da Vida Real", com o tema "A farra do dinheiro público que se transformou em poeira". Ele, inclusive, pretende encaminhar esse "documentário" para os órgãos fiscalizadores se debruçarem e iniciarem uma ampla investigação...

Bomba!

A coluna tomou conhecimento de uma conversa gravada por telefone, de um candidato a prefeito de uma cidade próxima de Aracaju, onde o mesmo oferece "100 conto" para um candidato a vereador, da coligação adversária, "bater menos" no seu projeto político. O caso já estaria sendo encaminhado para o Ministério Público Federal tomar as devidas providências... 

Olha a PF!

Tem gente achando que a pandemia já acabou e que durante o decreto de calamidade pública pode fazer tudo um pouco! Antes e depois da eleição, tem uma turma já "afiando os dentes" para trabalhar; a informação é que alguns "endereços" já estão devidamente confirmados e identificados. O "galo" vai cantar é cedo! Bota o café no bule e o cuscuz no fogo...

Exclusiva!

Informação do "coração" da campanha de Edvaldo Nogueira (PDT): vereadores da base estão muito insatisfeitos com o tratamento dispensado durante essa campanha. Além da ajuda "zero", que não veio do fundo eleitoral dos partidos, o máximo que a turma está recebendo é a "promessa" de que serão lembrados, mesmo que não vençam a eleição. Já tem muita gente fazendo "corpo mole" na campanha. Um vereador emendou: "estão trabalhando com o discurso do já ganhou e não ligam para ninguém!". Pega fogo...

Falando nisso

Há também um foco de insatisfação dentro do Partido dos Trabalhadores. Tem uma turma na bronca com o candidato a prefeito Márcio Macedo. Militantes passaram para a coluna que ele parece mais preocupado com a campanha a vereador de Jeferson Lima do que em incentivar o agrupamento para apoiar a sua própria candidatura.

Quer ser federal!

Um petista, visivelmente irritado com a situação, emendou na conversa: "Márcio parece contar com a vitória de Fábio Reis em Lagarto! Está mais preocupado em eleger o vereador. Ele quer é ser deputado federal!". A ciumeira é grande dentro do PT...

Preocupação no PT

Outro petista relata também que o clima na disputa proporcional dentro do partido não é dos melhores. Ele revela que seis candidatos com potencial tiveram seus registros indeferidos pela Justiça Eleitoral e que, mesmo com seus nomes na urna eletrônica, há uma preocupação de que os votos não sejam contabilizados nem para os respectivos candidatos e nem para a legenda, afetando diretamente o quociente eleitoral, inviabilizando a eleição de vereadores pelo PT. Tá feia a coisa...

Ponte abandonada

O candidato a vereador de Aracaju, Sargento Vieira (Cidadania), gravou um vídeo nessa quinta-feira (29), denunciando o abandono em que se encontra a ponte Construtor João Alves, ligando a capital ao município de Barra dos Coqueiros. Vieira flagrou pontos sem qualquer manutenção e que já estão danificando os veículos nas duas pistas. Vieira ainda fez um alerta sobre o risco de uma tragédia com um acidente de maiores proporções. Galeguinho, galeguinho! Bota esse povo pra trabalhar!

Eleição do MPE

Na formação da lista tríplice para escolha, pelo governador, do novo Procurador-Geral de Justiça do Ministério Público Estadual, referente ao biênio 2020-2022, os membros da Instituição escolheram Manoel Cabral Machado Neto (80 votos), Etélio de Carvalho Prado Júnior (72 votos) e Nilzir Soares Vieira Júnior (71 votos). Belivaldo terá 10 dias para a escolha do Procurador que, independente do nome, já representa um "novo tempo" dentro do MPE, conforme este colunista antecipou essa semana. 

Alese I

Desde meados de Março, quando a pandemia do novo coronavírus (COVID-19) mudou a rotina da população brasileira, que a Assembleia Legislativa de Sergipe, através de sua Mesa Diretora e sob a presidência do deputado estadual Luciano Bispo (MDB), passou a apreciar e aprovar uma série de medidas que não só contribuem para o combate da doença, mas também preserva a saúde dos parlamentares, do seu quadro de servidores (efetivos e comissionados) e de funcionários terceirizados, e da sociedade sergipana como um todo.

Alese II

Já no princípio houve uma preocupação do deputado Luciano Bispo em acompanhar de perto os decretos governamentais publicados pelo Poder Executivo, em Diário Oficial, e também de atender às recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde, suspendendo as atividades presenciais, em plenário, nas Comissões Temáticas de trabalho, deixando as sessões em ambiente remoto, suspendendo ainda o acesso do público em geral e dos servidores que se enquadram no grupo de risco às dependências internas da Casa, inclusive aos gabinetes e diversos setores do Poder.

Igor Albuquerque

O subsecretário-geral da Mesa Diretora, Igor Albuquerque, valoriza a sensibilidade do presidente Luciano Bispo em preservar a saúde dos parlamentares e dos servidores em geral, sem deixar também que os trabalhos na Casa deixassem de ser continuados. "Desde o princípio que o nosso presidente Luciano Bispo, em sintonia com o conjunto de parlamentares, teve essas duas preocupações: assegurar a segurança dos servidores, como também de dar continuidade aos trabalhos, mesmo que remotamente".

Aquisição de EPI's

Além das medidas de isolamento social, a gestão da Alese tratou de adquirir todos os EPI's (Equipamentos de Proteção Individual) necessários para garantir a segurança de todos os que precisam atuar, presencialmente, no Poder. Foram adquiridas luvas e máscaras descartáveis, foi firmado convênio para a testagem rápida de servidores com suspeita de infecção, além da aquisição de papel toalha e de álcool em gel, inclusive com a implantação de vários totens espalhados pelos prédios do Legislativo, garantindo, assim, a higienização necessária por parte dos servidores e, mais recentemente, dos visitantes e do público em geral que voltou a ter acesso ao prédio, com a redução dos índices de infecção da COVID-19.

Calamidade Pública

Uma ação do Poder Legislativo que teve reflexos em todo o Estado foi a aprovação, com boa celeridade, dos Decretos Legislativos de reconhecimento do estado de Calamidade Pública de 74 dos 75 municípios sergipanos, cujos prefeitos enviaram solicitação para o parlamento.

Recursos para a COVID

Nesse intervalo, Luciano Bispo também intermediou, junto aos demais 23 deputados da Assembleia e o Governo do Estado a elaboração, votação e aprovação da Proposta de Emenda Constitucional nº 3/2020, destinando o montante de R$ 12 milhões de emendas parlamentares (cada deputado destinou R$ 500 mil) para o combate à COVID-19.

Uso obrigatório das máscaras

Igor Albuquerque também destaca como ação do Poder Legislativo o projeto em forma de substitutivo, de autoria dos deputados Gilmar Carvalho (PSC), Goretti Reis (PSD), Capitão Samuel (PSC) e Francisco Gualberto (PT), numa consolidação de proposituras semelhantes, que tratou da obrigatoriedade de utilização de máscaras de proteção respiratória no Estado de Sergipe e que foi sancionado pelo governador Belivaldo Chagas (PSD).

Sensibilidade de Luciano

"A Assembleia Legislativa, dentro de suas atribuições, tem sido um órgão bastante ativo na adoção de medidas voltadas para o combate à COVID. É válido ressaltar ainda a sensibilidade do presidente e deputado Luciano Bispo que, além de todas essas medidas, ainda promoveu a doação, pela Assembleia Legislativa, de diversas unidades de máscaras do tipo N 95 para distribuição em hospitais públicos do Estado", completou o subsecretário-geral da Mesa Diretora.

Ibrain de Valmir I

O deputado estadual e candidato a prefeito de Lagarto, Ibrain de Valmir (PSC), lançou o projeto "Tô Ligado" para ser implantado naquele município a partir de janeiro de 2021. O projeto consiste na construção de uma plataforma digital que vai garantir mais inclusão social digital em toda a estrutura administrativa da Prefeitura, na sede e em todos os povoados.

Ibrain de Valmir II

Ibrain de Valmir espera contemplar toda a zona urbana, sem deixar de priorizar as comunidades mais pobres do município de Lagarto, garantindo maior acesso à informação e aos serviços públicos. "O morador da zona rural de Lagarto, em breve, terá acesso grátis a conexão de internet, e com muita qualidade. Nossa intenção é incluir essas pessoas nessa plataforma digital, comunidades que geralmente são esquecidas pelo poder público", explica o candidato.

"Tô Ligado"

Ibrain de Valmir enaltece o "Tô Ligado" como uma das principais bandeiras de sua campanha e é um compromisso com os mais pobres de Lagarto. "Quero dar continuidade ao grande trabalho de inclusão que vinha sendo realizado por meu pai, Valmir Monteiro. Ele erradicou muitas casas de taipa. Eu quero informatizar a gestão, garantir o acesso ao ensino digital e levar a prefeitura para dentro das casas dessas pessoas".

Inclusão digital

O candidato explica ainda que com essa nova ferramenta digital a população poderá marcar consultas e exames, solicitar medicamentos pelo aplicativo, de dentro de casa, já que toda a gestão estará informatizada e conectada. "Com o programa Tô Ligado nós também vamos garantir o acesso para o aluno estudar e se profissionalizar", completou Ibrain de Valmir.

Projeto pioneiro

O "Tô Ligado" é um projeto pioneiro que transformará o município de Lagarto como uma referência para o País inteiro, garantindo a integração digital de todas as secretarias e órgãos da gestão. O cidadão fará seu cadastro gratuito e, desde então, terá acesso a esta tecnologia na palma da mão, com o aplicativo no aparelho celular.

Tudo gratuito

"Tudo estará informatizado. Já pensou o cidadão do campo, apenas com alguns clicks no celular, poderá agendar exames e consultar, solicitar medicamentos. Em caso de roubo de um veículo, por exemplo, assim que acionada a guarda municipal poderá identificar pelas câmeras de monitoramento em que direção ele está indo e auxiliar nas buscas. E isso tudo gratuitamente", completa Ibrain de Valmir.

Edvaldo Nogueira I

Em entrevista ao vivo concedida ao Jornal da Xodó, na Xodó FM Aracaju, o prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) destacou que sua candidatura à reeleição está amparada "no trabalho de reconstrução da cidade e de preparação para fazê-la avançar ainda mais". Segundo Edvaldo, a população aracajuana o elegeu, em 2016, para "reconstruir a cidade diante do caos em que se encontrava".

Edvaldo Nogueira II

"Hoje, três anos e noves meses depois de assumirmos a gestão, Aracaju é outra cidade, bem arrumada, organizada, com obras nas regiões que mais precisam, que respira novos ares", afirmou, acrescentando que "e esse trabalho não pode parar. É por isso sou candidato à reeleição, para que possamos dar continuidade a tudo aquilo que estamos executando. Nós projetamos, para os próximos quatro anos, implantar uma série de projetos para que Aracaju possa protagonizar seu desenvolvimento econômico", completou o prefeito.

Medicina de Lagarto

Neste mês de outubro, o Ministério da Educação reconheceu o curso de Medicina do Campus Lagarto da Universidade Federal de Sergipe, atestando a excelência da graduação oferecida à população da região centro-sul do Estado e ajudando a realizar sonhos, como os do Dr. João Costa, quilombola e filho de agricultor que se formou na primeira turma de Medicina em Lagarto e, atualmente, consegue oferecer uma vida melhor para a família.

Danielle x Rodrigo I

A Justiça Eleitoral concedeu direito de resposta à candidata a prefeita de Aracaju, a delegada Danielle Garcia, na rede social e na propaganda eleitoral do candidato Rodrigo Valadares, que se utilizou de fake news para atacar a adversária. Na TV, a inserção com a resposta de Danielle Garcia será de um minuto. Já no Instagram o vídeo será de 30 segundos e deverá ficar disponível por 48 horas.

Danielle x Rodrigo II

Ainda na decisão, a Justiça determinou a retirada da publicidade com ataques a Danielle, proibindo sua veiculação em emissoras de televisão e internet, sob pena de multa no valor de R$ 10 mil por veiculação indevida e sem prejuízo de incidência no crime de desobediência. "Também condeno a parte reclamada (Rodrigo Valadares) à perda do direito de veiculação de propaganda eleitoral gratuita no dia seguinte a esta decisão, nos termos do §1° do art. 72 da Res. 23.610/97", destacou o juiz. 

Sem fogos

O candidato a prefeito de Aracaju, Rodrigo Valadares, protocolou na Justiça Eleitoral um ofício solicitando a proibição do uso de fogos de artifício durante período eleitoral no município. A medida tomada é em razão a grande poluição sonora, danos ambientais e prejuízo à saúde e bem-estar das pessoas com deficiência, idosos, enfermos, animais domésticos e/ ou silvestres. A medida já é um projeto de lei 4859/20 que tramita no Câmara dos Deputados e foi adotada pelos municípios de Itabaiana, Campo do Brito, São Domingos e Macambira.

Maria do Carmo I

A senadora Maria do Carmo Alves (DEM) sugeriu que Governo e Petrobras abram o diálogo com a bancada federal sergipana para discutir sobre a venda de 11 campos, dentre eles Carmópolis e Tecarmo, mesmo havendo a expectativa de investimento e de exploração em águas profundas. "A própria empresa, em seu teaser de venda, revelou ser um polo com alto nível de autonomia de operação", afirmou a parlamentar.

Maria do Carmo II

Para ela, a negociação dessas unidades é uma notícia que muito a entristece, "sobretudo, num momento em que o país enfrenta uma pandemia e que o desemprego tem crescido a passos largos. Apelamos à sensibilidade dos dirigentes da estatal que, outrora foi tão pujante e refletia o progresso do Brasil, mas que infelizmente, foi desmontada e desacredita ao longo dos anos".  

Maria do Carmo III

Além de Carmópolis e Tecarmo, estão disponíveis para a venda, os campos de Aguilhada, Angelim, Aruari, Brejo Grande, Castanhal, Ilha Pequena, Mato Grosso, Riachuelo e Siririzinho que juntos produzem em média 10,452 mil barris de óleo e condensado, por dia, além de 72,9 mil metros cúbicos de gás natural. "Essa semana, o ex-governador José Carlos Machado falou sobre o assunto, revelando a sua indignação e lembrando que de janeiro a setembro deste ano de 2020, a área produziu mais de 10 mil barris de petróleo e 73 mil metros cúbicos de gás", salientou Maria do Carmo.

Desemprego

A grande preocupação da senadora é com relação aos empregos de centenas de homens e mulheres que trabalham na empresa. "São pais e mães de família que estão em pânico por não saberem o que fazer. É uma situação lastimável", afirmou Maria do Carmo, observando que tem recebido pedidos de trabalhadores sergipanos pedindo a sua intervenção.

Emília Corrêa e Cabo Amintas

Este colunista não presta assessoria para nenhum dos dois, mas faz aqui um registro público de reconhecimento pela atuação dos vereadores Emília Corrêa (Patriota) e Cabo Amintas (PSL). Pela postura firme como fazem oposição, geralmente incomodam os colegas de parlamento e a administração municipal, mas sempre em defesa dos interesses da coletividade. Estão lá para isso mesmo! Para cobrar e fiscalizar. E, por uma questão de justiça, representam muito bem a sociedade aracajuana.

Mulheres de Peito I

O Movimento Mulheres de Peito recebeu uma série de kits com produtos de higiene pessoal arrecadados pela Torcida Jovem do Confiança. Um grupo de torcedores esteve na sede da instituição para entregar as doações, alavancadas a partir de uma campanha promovida nas redes sociais.

Mulheres de Peito II

"Não somos apenas uma torcida focada no futebol. Temos em nossa essência uma atenção também com o lado social, contribuindo com pessoas menos favorecidas e instituições que desempenham um importante trabalho. O Mulheres de Peito, por exemplo, tem uma causa nobre, que é a saúde da mulher. Aproveitamos o Outubro Rosa para conhecer a sede da instituição e entregar a nossa doação", afirmou um dos representantes do grupo.

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com