"Eles falam, falam, falam, mas estão do mesmo lado"! Cômico ou trágico?

20 de Novembro de 2020, 10:45

O primeiro turno das eleições municipais, em Aracaju, do último domingo (15), trouxe várias lições. A absurda e crescente abstenção por parte do eleitorado surpreendeu os políticos tradicionais, como também alguns votos de protesto ou "segmentados". Este colunista insiste mais uma vez: para ganhar uma eleição, diante de um eleitorado mais exigente e criterioso como a da capital, o (a) candidato (a) não precisa falar "bonito" ou vestir a melhor roupa, mas tem que ter um discurso alinhado com as demandas da população, tem que entender e empreender "o som que vem das ruas"...

As pessoas estão cansadas de retóricas e promessas não cumpridas, de discursos politizados e/ou carregados de ódio, de raiva; com a mudança do perfil do eleitorado aracajuano a pleno vapor, quem quer ganhar a eleição neste 2º turno precisa de, pelo menos, coerência, postura e coragem. Coerência para manter a mesma linha de raciocínio político/administrativo do turno anterior; postura para não se deixar levar pela emoção de chegar à reta final de uma campanha dura e desgastante; e coragem para pode ousar, mesmo faltando muito pouco "para o jogo acabar"...

Partindo do ponto de vista da coerência, Edvaldo Nogueira (PDT) e Danielle Garcia (Cidadania) estão desnivelados; há uma grande diferença na política de alianças que ambos estão construindo para este 2º turno. A candidata do Cidadania, por enquanto, só recebeu o apoio do candidato e também delegado Paulo Márcio (DC), que no primeiro turno fez oposição dura ao atual prefeito; por sua vez, Edvaldo tem agora o apoio do Rede Sustentabilidade do PROS, do Avante (que tem uma linha Bolsonarista) e (PASMEM) do Partido dos Trabalhadores...

Os candidatos do Avante e do PT, Lúcio Flávio e Márcio Macedo, respectivamente, passaram o 1º turno inteiro "massacrando" a gestão de Edvaldo, pontuando que a capital precisava de mudança de gestão, de direção! E agora, fora do segundo turno, ambos defendem a reeleição do atual prefeito que, por sua vez, acusava seus então adversários de fazerem campanhas sujas, raivosas e sem propostas! Quem mentiu para a população de Aracaju durante desde o início da campanha? A oposição ou Edvaldo? Será que quem defende você, leitor (a), é o PT? E defende de quê? De quem?

Os petistas até buscaram uma desculpa: darão um "voto crítico" a Edvaldo! Mas o que é isso, afinal? Quando se busca uma explicação para declarar o apoio, no mínimo, ele não vem a contento, não é de boa vontade, ou apenas contempla algo, alguém ou alguns! E isso pode ter consequências negativas para o próprio PT, e não apenas para agora, mas principalmente para 2022. Os petistas se sentiam traídos por Edvaldo no 1º turno! Ou alguém estava mentindo ou os "vermelhinhos" estão sendo "piedosos" demais com o prefeito! Estamos diante de um "show de contradições"...

Em síntese, não custa lembrar para alguns políticos que é preciso entender o "som que vem das ruas", respeitar as vontades do eleitor, o sentimento das pessoas e não brincar com a consciência do povo! O eleitor está mudando! É pouco ainda, mas está mudando! As pessoas querem ouvir propostas e não apenas promessas! E quando comparam os discursos do 1º turno com as alianças do segundo turno, logo concluem que "eles falam, falam, falam, mas estão do mesmo lado"! Seria "cômico", se não fosse "trágico", pelo menos quanto à coerência...

Veja essa!

Em um município não muito distante de Aracaju, a eleição foi literalmente decidida nas últimas urnas. Enquanto um agrupamento já fazia festa pela liderança na apuração, os adversários deixaram o "barulho" para o final.

E essa!

O que ninguém entendeu é que, mesmo com tão poucos votos para serem computados, o "jogo virou"! Quem perdeu estranha o fato de nas últimas urnas praticamente não ter sido votado e o adversário ter "explodido" de votos. Já tem movimentação em BSB para anular a eleição no município. É aguardar...

Fatos estranhos

Pode parecer "lenda urbana", mas a eleição de domingo (15) passado remontou uma série de boatos e reclamações. E não ficou apenas na demora da apuração, mas também pelo fato de quando digitar o número de um candidato, não aparecer a foto ou até outra foto; tem gente que jura que votou em um nome, mas na seção eleitoral não tem nenhum registro. É coisa que pode não dar em nada, mas que nas rodas políticas ganhou força nos últimos dias...

Desapego?

Terceiro colocado na corrida eleitoral por Aracaju, com uma campanha maciça, o deputado Rodrigo Valadares (PTB) enfatizou o tempo inteiro seu compromisso com a capital, com o futuro das próximas gerações. Neste 2º turno Rodrigo anunciou que não vai apoiar ninguém. É um direito legítimo dele, mas sua postura agora soa também como desapego e/ou desinteresse pelo futuro da capital.

Edvaldo, ausente!

O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT), não compareceu ao debate promovido pelo Lide Sergipe (Grupo de Líderes Empresariais) com a candidata de oposição Danielle Garcia (Cidadania). O encontro aconteceu no auditório do Quality Hotel Aracaju,  foi mediado pelo presidente do Lide Sergipe, Victor Rollemberg, e sem Edvaldo, Danielle teve a oportunidade de responder a todos os questionamentos da classe empresarial.

Sem voo de volta

O Lide Sergipe fez um contato para contratar a jornalista global Glória Maria para ser mediadora do debate. Ela ficou impossibilitada de vir porque até tinha o voo para Aracaju, mas não tinha voos disponíveis para seu retorno. Em seguida foi contratada a também jornalista Mariana Godoy, que não pode vir a Sergipe porque testou positivo para a COVID-19.

Edvaldo justificou

O prefeito de Aracaju justificou, através de sua assessoria, que não poderia participar do debate porque sua "agenda estava cheia". Já existem rumores de que Edvaldo também não participará do debate previsto para a noite deste sábado (21), que vem sendo preparado pela TV Atalaia. Aliados acham que o prefeito não precisa se expor ou correr riscos. Agora, como perguntar não ofende, quem está "transformando Aracaju", precisa se esconder ou temer um simples debate?

Exclusiva!

A coluna recebeu a denúncia de servidores da Fundação Hospitalar de Saúde e da Secretaria de Estado da Saúde que estão impedidos de gozarem suas férias por falta de planejamento do comando. A informação é que, por decreto do governador, ainda no início da pandemia, os profissionais não poderiam tirar férias ou entrar em licença.

Agora já pode

Outra informação é que, através de um novo decreto, tanto a SES quanto a Fundação, já poderiam organizar as escalas de férias vencidas. Muitos servidores, inclusive, já receberam o pagamento por esse período, mas muitos estão com duas ou três férias acumuladas e não podem aproveitar.

Bomba!

A coluna recebeu vários relatos desesperados de servidores da Saúde e da Fundação que estão enfrentando problemas de stress, já com forte desgaste mental e alguns problemas de saúde. Eles lamentam que tenham ficado todo esse tempo "na linha de frente", mas que ainda assim não estejam sendo valorizados pelo poder público. "É muita falta de consideração", desabafou uma servidora. Galeguinho, galeguinho...

Saúde de João

Em nota, a assessoria da senadora Maria do Carmo informa: "é estável o quadro clínico do ex-governador João Alves Filho, internado ontem em Brasília, após sofrer uma parada cardíaca, no apartamento onde mora com a senadora Maria do Carmo Alves. Segundo o médico que acompanha o ex-governador, ele apresenta infecção pulmonar e deverá permanecer em observação, por pelo menos 48h, na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Sirio-Libanes. João Alves já se encontrava em tratamento intensivo desde o ano passado, em unidade montada em home care, sendo acompanhado em um quadro avançado de Alzheimer". Fica a torcida de sempre, por mais uma recuperação do "Negão Chapéu de Couro"!

Fake News é crime!

Na tarde dessa quinta-feira (19) circulou nas redes sociais uma "fake News" anunciando o falecimento do ex-governador. É a segunda vez que isso ocorre com João Alves Filho, talvez o maior líder político da história de Sergipe e um dos maiores dos últimos 40 anos. Além de crime esse "fake", ele é desumano, é desrespeitoso com os familiares e amigos, com uma legião de seguidores do democrata. João sempre se destacou pela postura de estadista, sem se deixar levar pela "pequenez da politicagem"! Desagradou muita gente também, mas por tudo o que representa para o nosso Estado, merece o respeito de todos.

Alese I

Compromisso da gestão do presidente e deputado estadual Luciano Bispo (MDB), a Assembleia Legislativa de Sergipe está buscando novas ferramentas dentro de uma política de integração dos seus canais de comunicação para ter em detalhes as demandas que vêm da população em geral, do litoral ao Sertão.

Alese II

Foi realizada uma reunião entre o diretor de Comunicação Social da Alese, Irineu Fontes, e o publicitário Cézar Fernando, que apresentou uma plataforma digital que, além de garantir essa integração dos setores que comportam a comunicação do Poder, mas que também detalha as reivindicações que mais afligem a sociedade.

Irineu Fontes I

"Por orientação do nosso presidente Luciano Bispo, nós assumimos o compromisso de tornar a Alese ainda mais presente na vida das pessoas, ir além de ser uma Casa de Leis, mas também de buscar o ápice da representação, é tentar entender qual a demanda daquela comunidade e, através dos seus canais de comunicação, trazê-la para um debate mais amplo", explica Irineu Fontes.

Irineu Fontes II

A Assembleia Legislativa Sergipe entende como necessária a discussão por reconhecer os efeitos produzidos pelas plataformas digitais, que buscam entender e interferem no cotidiano de uma sociedade. "Estamos falando da busca por uma informação mais precisa, de uma demanda do povo. E o nosso trabalho é contribuir para que a Alese, de alguma forma, possa afetar as relações humanas e até transformar a sociedade como um todo".

Oficina com jornalistas

Além de Irineu e Cézar Fernando, também participaram da reunião, Rosângela Dória (coordenadora da Agência de Notícias da Alese), Clécia Carla (coordenadora de conteúdo da TV Alese), além dos jornalistas Júnior Ventura, Fernanda Queiroz e Luana Iasmin que, além de conhecerem a plataforma, participaram de uma oficina de treinamento sobre a sua aplicação.

Eleição em Neópolis I

Em Neópolis houve uma renovação de mais de 70% entre os vereadores que farão parte da legislatura 2021/24. Destaque para Luís Amorim (PL), que surpreendeu e foi eleito o mais jovem vereador da legislatura com 448 votos, além de ter sido o 4º colocado geral entre os 11 parlamentares da Capital do Frevo em uma coligação que o fez disputar diretamente contra cinco vereadores com mandato.

Eleição em Neópolis II

A vitória de Luís Amorim foi celebrada pela juventude neopolitana, que encontrou no jovem a oportunidade de ser representada com pautas que atendam diretamente aos interesses da nova geração. "Fiz uma campanha limpa, com pé no chão e com o apoio de pessoas humildes, mas que viam em mim uma possibilidade real de fazermos história em Neópolis. Agora, vou trabalhar muito para compensar tamanha confiança depositada pelas pessoas", exaltou o vereador eleito.

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com