"Experiência" de Edvaldo não transformou Aracaju! Discurso está ultrapassado!

09 de Setembro de 2020, 12:34

Quando candidato a prefeito de Aracaju ainda em 2016, o então ex-prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) tinha um discurso bem "desenhado" pelo "marketing do mal": "o então prefeito João Alves Filho (DEM) tinha feito uma gestão desastrosa a frente da Prefeitura de Aracaju e o então deputado federal Valadares Filho (PSB) não conseguiria resolver os problemas da cidade. Com sua experiência, só Edvaldo seria capaz de transformar Aracaju na cidade da qualidade de vida". Foi com essa mensagem que Edvaldo candidatou-se...

Some ainda o "fake News do Iate Clube" e apoios "decisivos" e "impublicáveis" que ele recebeu nos últimos 15 dias daquele 2º turno (que para muitos, definiu aquela eleição); quatro anos se passaram e o discurso do prefeito está sim completamente ultrapassado e o tempo provou que a população foi enganada! Se Joao Alves tivesse deixado a gestão em situação tão ruim como se propagou, por exemplo, Edvaldo não tinha viabilizado tão rápido a liberação de recursos milionários junto ao governo federal, graças ao então líder do Congresso, deputado André Moura (PSC).

João Alves deixou sim a prefeitura com o mês de dezembro e o 13º salário para honrar de 2016, mas ainda assim as finanças da Prefeitura não estavam "descontroladas" como se propagou o "marketing do mal"; até o volume de cargos comissionados da gestão anterior, que chamou a atenção do MPE, com Edvaldo é maior e, ainda assim, os promotores parecem não dar a mínima! Outra inverdade foi dita com Valadares Filho que, pasmem, em 2012 foi lançado candidato a prefeito da mesma Aracaju e com apoio de Edvaldo! Ou seja, "mais novo" ele estava mais preparado para gerir a cidade?

Quatro anos depois, olhando para a cidade, nós vemos que Aracaju continua com os mesmos problemas estruturantes deixados na gestão de João Alves! Edvaldo traz consigo o "feito" de manter a folha dos servidores em dia, mas já são quatro anos sem um único reajuste salarial ou reposição das perdas inflacionárias; sem contar que agora ele também está de olho no fundo previdenciário...Edvaldo não resolveu o problema das feiras livres ainda, a licitação do transporte "emperrou", o "lixo continua fedendo" e a Saúde entrou até nas "páginas policiais"...

Em um vídeo acessível por qualquer cidadão, o "marketing do mal" promoveu Edvaldo como um "gestor experiente", que conhecia os problemas de Aracaju e daria a cidade a "qualidade de vida" tão sonhada! Essa "experiência" em momento algum fez a diferença! Se chove demais e as enchentes persistem, a "culpa" é de São Pedro; se áreas ambientais são desmatadas e centenas de árvores derrubadas, a "culpa" é do progresso; e se muita gente morre ou agoniza sem o tratamento adequado de UTI, a "culpa", obviamente, vai ser da pandemia...

Quando o aracajuano mais precisou do seu prefeito, de sua liderança, Edvaldo se acuou, foi omisso! Não geriu a cidade durante a pandemia, apenas fez "CTRL C" e "CTRL V" dos decretos governamentais! Manteve sob seu controle a "Câmara do Amém" e apenas seguiu os decretos governamentais; não "botou o pé na lama", não levou solidariedade a quem mais precisava, não visitou as comunidades, com tantos recursos na PMA não criou nenhuma ajuda social para os mais pobres; Não é à toa que, atualmente, sua rejeição é alta! Talvez o aracajuano cansou de ser enganado...

Veja essa!

O suplente de vereador em Aracaju, Sargento Vieira (Cidadania) foi empossado em solenidade reservada na Câmara Municipal. Ele assume o mandato em lugar de Jason Neto (in memoriam). Mas Vieira que coloque as "barbas de molho" porque o "sistema" ainda vai tentar lhe tirar essa cadeira...

E essa!

Vieira é um militar reformado e um cidadão atuante. Agora, como vereador de oposição, terá ainda mais espaço e legitimidade para fiscalizar e cobrar da Prefeitura de Aracaju. Como perguntar não ofende, será que a "Casa do Amém" está satisfeita com a sua chegada? A maioria, certamente não...

Vão para a Justiça

Vieira tem que seguir seu mandato que é legítimo e fazer seu trabalho. Quem está insatisfeito ou incomodado que comece a travar uma batalha judicial para tentar tirá-lo da CMA. Lembrando que a atual legislatura termina em 31 de dezembro, ou seja, é pouco tempo até para reivindicar isso...

Cléviton Santos I

Leitor assíduo da coluna, Cléviton Santos envia uma mensagem de apoio ao Sargento Vieira. "O CENÁRIO político está irrequieto, o primeiro suplente na coligação em que o saudoso vereador Jason Neto foi eleito, Sgt R/R Jorge Vieira, por questão de JUSTIÇA, precisa assumir imediatamente o mandato na Câmara de Vereadores de Aracaju, entretanto, o famigerado 'SISTEMA' já ameaça dificultar o pleito. Vale ressalvar, o Sgt Vieira não fez e nem faz parte da elite política, mas é um ser humano aguerrido, comprometido com o social e sua categoria militar, e isso, é óbvio, incomoda o 'sistema', os donatários da política sergipana".

Cléviton Santos II

É cediço, a luta contra o sistema sempre será difícil, mente quem diz que é fácil, quase impossível, mas ninguém que o faça sentirá o sabor dessa vitória. Ínclito Sgt Vieira, por mais duro que pareça, agradeça àquelas pessoas que dizem muitas vezes duras palavras que lhe dão forças para você assumir o controle de seu destino com protagonismo. Conspícuo Sgt VIEIRA, exerça sua dignidade, não importa sua origem, sabemos que sua capacidade é grande o suficiente, quem tem verdadeira fome e sede de liberdade social encontra forças para vencer esse 'sistema' covarde, medíocre e travestido de benevolência. Eia, a vitória está em suas mãos, VEREADOR do povo!". Feito o registro.

Alô Porto da Folha!

Alguém por favor avise ao padre do município de Porto da Folha que ele pode até se manifestar sobre questões administrativa durante as missas, mas é melhor ter cuidado por que entre um "conselho e outro" ele pode tá cometendo crime eleitoral, pedindo votos para prefeito! O pároco deve evangelizar o seu povo com a palavra de Deus, e não direcionar para onde vai o voto! Daqui a pouco o religioso vai querer ser candidato também"...

 Cadê tu, MPE?

Em várias cidades espalhadas pelo País afora o desmonte do Hospital de Campanha contra a pandemia do novo coronavírus (COVID-19) é uma realidade; em Sergipe, a Prefeitura de Nossa do Socorro também já encerrou as atividades do seu; em Aracaju, mesmo sem UTI e funcionando pela metade, o Hospital de Edvaldo continua "aberto", gerando despesas para o erário público e o MPE dormindo! Depois reclama que está perdendo a credibilidade...

Alô Laranjeiras!

Cidadão comum, morador de Laranjeiras, o popular Zé Budega (Solidariedade) chega como surpresa nas próximas eleições municipais. Sem o apoio das fazendas Varzinhas e Boa Sorte, ele vai conquistando apoios espontâneos da população mais pobre que, pela primeira vez, se insinua para uma renovação política e histórica na cidade. Os números recentes do levantamento feito pelo DATAFORM provam essa "ascensão" de Zé Budega que segue muito bem avaliado. Os tempos são outros, só não vê quem está preso, no passado...

Impeachment no RIO

Segundo levantamento divulgado pelo Instituto Paraná Pesquisas, ouvindo a população do município do Rio de Janeiro sobre o impeachment ou não do governador Wilson Witzel (PSC), 79,1% dos entrevistados se mostraram favoráveis; 14,5% são contrários; e 6,4% não sabem ou não opinaram; a amostra foi feita com 1.226 habitantes, de 1º a 3 de setembro, com um grau de confiança de 95% e margem de erro de 3%. A pesquisa está registrada no Conselho Regional de Estatística da 1ª, 2ª, 3ª, 4ª, 5ª, 6ª e 7ª Região sob o nº 3122/20.

Recomendação eleitoral I

O Ministério Público Eleitoral, por meio da Procuradoria Regional Eleitoral, emitiu recomendação a todos os partidos políticos de Sergipe para que seja observada a obrigação legal de recursos inclusivos para pessoas com deficiência na propaganda eleitoral na televisão.

Recomendação eleitoral II

A recomendação, assinada pelo procurador Regional Eleitoral, Heitor Alves Soares, especifica que os recursos inclusivos devem constar tanto na exibição da propaganda em rede, quanto nas inserções de 30 e 60 segundos. Além disso, cita o uso simultâneo e cumulativo da subtitulação por meio de legendas, janela com intérprete de Libras e audiodescrição. O documento alerta que o não cumprimento da exigência legal acarretará as medidas judiciais e extrajudiciais cabíveis.

Acesso às informações

O texto destaca que a Convenção da ONU sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência afirma que é de suma importância no que concerne aos meios físico, social, econômico e cultural, à saúde, à educação e à informação e comunicação, que possibilite às pessoas com deficiência o pleno gozo de todos os direitos humanos e liberdades fundamentais. "Isto, por via de regra, obriga a todos, inclusive aos partidos políticos, a garantirem o pleno acesso às informações indispensáveis para que as pessoas com deficiência possam exercer plenamente a cidadania", afirma o procurador Regional Eleitoral, Heitor Soares.

Pré-campanha e pandemia 

Em outra orientação aos partidos políticos, Fábio Putumuju de Oliveira, promotor Eleitoral da 8ª Zona, que abrange os municípios de Canhoba, Itabi, Gararu e Nossa Senhora de Lourdes, emitiu recomendações sobre a realização de pré-campanha durante a pandemia de covid-19. 

Uso de máscaras

Os documentos foram enviados aos diretórios municipais, aos prefeitos e às Câmaras de Vereadores dos municípios e recomendam que os pré-candidatos respeitem os decretos estaduais e municipais, normas voltadas ao enfrentamento da pandemia do novo coronavírus, que passem a utilizar máscaras de proteção nas vias públicas do município e se abstenham de fazer aglomerações e reuniões em vias públicas e contribuir, de qualquer forma, para que as aglomerações ocorram.

 Normas sanitárias

Aos prefeitos, foram recomendadas a fiscalização do cumprimento das normas sanitárias, com apoio da Polícia Militar, se necessário, e a divulgação da recomendação em todos os canais das administrações municipais. Aos diretórios partidários e câmaras de vereadores, foi recomendada a divulgação a todos os seus integrantes.

Luciano Bispo

O presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), deputado Luciano Bispo (MDB), participou da solenidade de assinaturas de Ordens de Serviço para a reforma de parte da Rodovia SE-240, no Agreste sergipano. O evento aconteceu no Povoado Serra do Machado, no município de Ribeirópolis. "Eu quero parabenizar o governador Belivaldo Chagas e agradecer por ter atendido pedidos das comunidades para que essas estradas sejam recuperadas, beneficiando as comunidades de Ribeirópolis, Serra do Machado e Moita Bonita", destaca Luciano Bispo lembrando sua luta e dos colegas deputados em prol da recuperação das rodovias tanto em nível estadual quanto em nível federal.

Georgeo Passos

O deputado Georgeo Passos (Cidadania), representou o seu pai e prefeito de Ribeirópolis, Antônio Passos, na solenidade. "Essas rodovias estaduais estão há muitos anos precisando de reparos. Esperamos que façam toda a revitalização nos trechos Ribeirópolis/Serra do Machado; Serra do Machado/Nossa Senhora das Dores; Serra do Machado/Moita Bonita até Itabaiana. Uma obra necessária, pois vários acidentes vêm sendo registrados nessas rodovias e esperamos que os serviços se concretizem o quanto antes", diz Georgeo Passos.

Alô Banese!

O presidente-interino e diretor de Finanças, Controles e Relações com Investidores do Banco Banese, Helom Oliveira da Silva, esteve com o presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe, deputado Luciano Bispo (MDB) para uma visita de cortesia. Na oportunidade, eles conversaram sobre novos desafios e perspectivas frente à instituição financeira. Segundo destacou Bispo, o atual presidente Helom Oliveira surpreendeu os deputados desde quando esteve na Casa, para falar sobre as ações do Banese durante a pandemia.

Conhecimento

"O novo presidente do Banese, uma instituição do nosso Estado, veio para se apresentar para a Casa Legislativa e nos trouxe as novidades sobre as operações do Banco para Sergipe. O governador de Sergipe está de parabéns pela indicação. Helom mostrou estar muito bem preparado para assumir esse cargo. Além de demonstrar ter bastante conhecimento sobre o próprio banco, ele mostrou uma autenticidade muito grande com a modernidade financeira mundial e a do Brasil", contou Luciano Bispo.

Expansão

De acordo com o presidente-interino, o cargo de presidente geral do Banese está em tramitação, contudo, as ações e planejamentos estão fluindo a todo vapor. Segundo declarou, o cenário é desafiador, mas contará com um ativo importante para obter êxito, que são os colaboradores da instituição. Helom destacou que o Banese tem vários planejamentos, a exemplo do lançamento do Banco Digital. Também, o banco se prepara para se expandir para outras regiões do Nordeste, sendo a grande novidade desse eixo de expansão do Banesecard, que contará com a bandeira ELO.

Helom Oliveira

"A bandeira Elo facilitará bastante o crescimento das nossas operações.  E ainda, nós temos um modelo de correspondente no país que viabiliza 100% de atendimento presencial no território sergipano. Esse modelo trouxe para Sergipe maior índice de cidadania financeira do Norte-Nordeste", declarou Helom Oliveira.

Iran Barbosa

O deputado estadual Iran Barbosa (PT) participou da sessão mista da Assembleia Legislativa, para destacar a realização de mais uma edição do "Grito dos Excluídos". O parlamentar reconheceu o momento difícil por conta da pandemia do novo coronavírus, mas parabenizou todos os envolvidos no movimento que teve concentração na praça da igreja Pio Décimo, no bairro 18 do Forte. "Também junto com o ato o Fórum de Entidades Negras de Sergipe lançou a campanha contra o genocídio da juventude negra".

Independência

Iran também registrou o feriado da Independência, desde o Brasil antigo e que iniciou desde a resistência indígena, passando pela resistência do povo negro até chegar aos trabalhadores explorados em nossas terras. "Infelizmente nossos governos nacionais se ajoelham diante das potências internacionais".

Irmã Francisca

Por fim o petista também registrou os 60 anos da consagração da missionária Mathilda Antoniette Christine Hendriex, mais conhecida como Irmã Francisca. Ela tem história na luta religiosa em favor dos mais necessitados e pela reforma agrária na região do Baixo São Francisco.

Capitão Samuel I

O deputado estadual Capitão Samuel (PSC) criticou o projeto de lei 399/2015 que regulariza o cultivo medicinal da Cannabis, garantindo à licença de plantio, mediante uma pré-demanda justificada a ser analisada. Samuel disse que costuma ouvir com frequência falas e movimentos sociais defendendo os negros e os pobres, falando em genocídio da população negra, mas sempre com insinuações de responsabilização aos policiais. "Isso me deixa estarrecido! Esses mesmos partidos que querem responsabilizar as polícias, lutam para liberar as drogas no Congresso Nacional, liberando o plantio de maconha em terras brasileiras".

Capitão Samuel II

Samuel disse que os jovens são criminalizados, mas as drogas estão destruindo as famílias. "Não vejo essas pessoas se manifestarem contra esse projeto 399/2015, continuam enganando a população. São falas bonitas, defendem isso e aquilo, mas no Congresso são favoráveis à liberação de drogas". "Nós trabalhamos com isso, milhares de jovens estão sendo mortos, muitos pobres e negros, muitos com envolvimento com as drogas. Querem liberar as drogas por conta de uma substância que serve para a saúde, agora tem umas 399 que não, mas ainda assim o Congresso quer pautar a liberação", criticou.

Capitão Samuel III

Por fim Samuel disse que é favorável à obrigatoriedade do INSS de buscar a substância fora para entrega-la, gratuitamente, para as famílias brasileiras. "Vejam o exemplo do Uruguai, que muita gente elogiava o presidente porque andava de fusca, mas muitas famílias estão destruídas por conta das drogas, o País virou um exportador". "Imagine no Brasil, um País continental? Como se vai controlar esse plantio? Agora reclamam das fronteiras, do livre acesso de armas e como vamos fiscalizar esse plantio? Já encaminhei um e-mail pedindo uma posição dos parlamentares federais e para verificar se eles estão ou não com as famílias sergipanas ou se vão ficar com quem quer acabar com as famílias", concluiu Samuel.

 Rodrigo Valadares I

O deputado estadual Rodrigo Valadares (PTB) participou da sessão mista da Assembleia Legislativa, na manhã dessa terça-feira (8), quando anunciou que vai protocolar um ofício no Procon, até esta quarta-feira (9), para denunciar o aumento excessivo dos preços dos materiais de construção em Sergipe durante a pandemia do novo coronavírus.

 Rodrigo Valadares II

Segundo o parlamentar, seu gabinete tem recebido uma série de denúncias sobre preços abusivos que estão sendo praticados no mercado. Ele reconheceu o esforço do governo federal em garantir o equilíbrio das finanças dos Estados e Municípios, a estabilidade de milhões de famílias brasileiras com o auxílio emergencial, além de enviar diversos recursos para a saúde, máquinas e medicamentos.

Rodrigo Valadares III

"O auxílio emergencial garantiu o sustento de muitas famílias, mas infelizmente temos que registrar alguns efeitos colaterais negativos. Um deles é o aumento excessivo dos preços dos materiais de construção em Sergipe, como de outros itens básicos também. Algumas coisas que muitas pessoas nem tinham acesso e passaram a ter com o auxílio", colocou o deputado.

Procon

Rodrigo Valadares explicou que vai apelar ao Procon para o órgão combater os abusos. "Tem que investigar, fiscalizar essa questão dos materiais de construção. Um reajuste anual é até natural, mas estamos identificando abusos nessa pandemia. O auxílio emergencial não pode ser revertido em especulação e ganância de alguns empresários.  Há um esforço do governo de um lado e nós temos que fiscalizar e denunciar esses abusos do outro".

Quarentena

Rodrigo também criticou a postura do governo do Estado em manter fechados alguns estabelecimentos comerciais por conta da pandemia. "São quase seis meses de uma quarentena burra! Vimos no final de semana praias lotadas e muitos que lá estavam eram da turma do fique em casa! Agora não se pode trabalhar e nem estudar, mas se pode ir à praia? Isso é uma quarentena mal planejada!".

Drogas

O deputado também parabenizou o colega Capitão Samuel (PSC) pelo discurso de combate às drogas. "O deputado fala com propriedade do PL 399/2015, que tramita no Congresso Nacional, e que é contra a família! Temos que pressionar nossos deputados federais e senadores para que votem contra isso! As pessoas jovens não precisam de drogas, mas de empregos. Temos um projeto aqui que faz a regulamentação do fornecimento do Canabidiol que beneficia a saúde, mas apenas para pacientes que necessitam da substância. Não podemos simplesmente liberar as drogas".

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com