Justiça põe fim à vingança de Lula contra João Alves e o Velho Chico

03 de Março de 2021, 10:29

Mais uma grande "batalha" travada pelo ex-governador João Alves Filho (in memoriam), ao longo de sua vida pública, chegou ao fim...desta vez não uma questão política, eleitoral, mas jurídica! Quis o destino que o Negão não estivesse mais aqui, neste plano, para celebrar mais uma vitória com sua sonora gargalhada. Tempo, tempo...quantos segundos, minutos, horas, dias, semanas...foram anos dedicados em se defender de uma acusação pouco fundamentada.

Vejamos que ironia! Logo o tempo, o velho tempo, descaracterizou uma ação premeditada, covarde e vil contra um dos maiores homens públicos de Sergipe, um dos grandes líderes políticos da região Nordeste, o maior defensor da revitalização do rio São Francisco. Em seu terceiro governo, João Alves foi "massacrado" e "perseguido" pelo ex-presidente Lula (PT). A ponte que liga Aracaju a Barra dos Coqueiros nos traz toda essa lembrança. Tempo cruel, com João...ele merecia ter saúde e lucidez para celebrar esta vitória...

Graças a sua luta pelo Nordeste, nosso ex-governador foi processado e ridicularizado com a Operação Navalha! Não bastava lhe atingir, foi preciso ir mais além e chegar ao seu "coração". Houve quem confundisse sua história, sua trajetória. Um "prato cheio" para alguns setores da imprensa aqui do Estado, que não aceitavam um "Negão de Direita" ser tão amado, visionário, vencedor...os ataques eram frontais, gravações e sigilos quebrados, tudo em excesso, mas nada contra João...

Não bastou derrota-lo nas urnas, Lula queria sim destruí-lo (a expressão era outra ainda pior); havia sede de vingança, aquilo se transformou em algo pessoal! "Vingativos e perseguidores", quem não os conhece que...mas o tempo girou, a família de João Alves atravessou uma série de problemas; os negócios, as relações interpessoais, a saúde...tudo foi se fragilizando... e não poderia ser diferente! Queriam vê-lo "algemado"! Em parte conseguiram, lhe deixaram "preso", ao menos seu coração...

Vitor Mandarino, Max Andrade, Gilmar Mendes, Ivan Paixão (in memoriam), Habitacional, João Alves Neto, Flávio Conceição...estes dois últimos os mais "emblemáticos" e "achincalhados"; tudo para chegar em João Alves...a empresa que fundou, alguns dos amigos que escolheu para caminhar, um dos maiores articuladores do Estado (Antônio Carlos Valadares, Albano Franco, Marcelo Déda – in memoriam – e Belivaldo Chagas sabem bem disso) e seu filho...foram "massacrados" publicamente. Abriram "feridas" que só o tempo seria capaz de cicatrizar...

Após mais de uma década (por ironia do destino, nesse intervalo o petista foi acusado, julgado e condenado!), a Justiça pôs fim à vingança de Lula contra João Alves e o Velho Chico e reconheceu a nulidade das provas da Operação Navalha. Faltava lucidez e saúde para celebrar, mas todos foram absolvidos, inclusive João, que venceu novamente. Agora o TRF5 acaba de encerrar uma de suas mais duras batalhas judiciais: não cabem mais apelações ao processo! Quem condenou as pessoas lá atrás, agora tem que carregar esse "peso" na consciência! Nada como o tempo...

Veja essa!

Os Desembargadores Federais da Quarta Turma do TRF da 5ª Região, por unanimidade, negaram provimento à apelação contra a decisão do Pleno pela nulidade das provas da Operação Navalha. Os réus que foram inseridos no processo estão absolvidos e não cabem mais apelações ao processo, que transitou em julgado.

E essa!

Em fevereiro de 2020, a 6° Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) já havia rejeitado, também por unanimidade, o recurso contra a decisão até então monocrática do ministro Nefi Cordeiro. À época, nem o Ministério Público Federal (MPF) quis apresentar novo recurso.  

Operação Navalha

Para que a sociedade sergipana tenha conhecimento, e até por uma questão de justiça, não existem mais impedimentos ou questionamentos jurídicos contra Vitor Mandarino, Max Andrade, Gilmar Mendes, Ivan Paixão (in memoriam), Habitacional Construções, João Alves Neto, Flávio Conceição e João Alves Filho (in memoriam). Todos esses nomes foram "achincalhados" no passado. Agora as "cortinas se fecham"...  

PF em Sergipe

A Polícia Federal deflagra na manhã dessa quarta-feira (3), a operação DISTRAÇÃO, com o objetivo de obter provas para investigação que apura suposta prática de exploração de jogos de azar, lavagem de dinheiro, evasão de divisas e organização criminosa envolvendo o site de apostas ESPORTENET e seus proprietários. A investigação teve início no ano de 2019 e conta com a participação da Receita Federal do Brasil.

Movimentações incompatíveis

A Polícia Federal identificou que envolvidos com a exploração de jogos de azar apresentavam movimentações financeiras incompatíveis com suas rendas declaradas, atividades econômicas e ocupações profissionais. Durante a investigação, foram constatadas práticas características do crime de lavagem de dinheiro, como, por exemplo, fragmentação de depósitos em espécie e pulverização de dinheiro em diversas contas bancárias, com o fim de dissimular a origem e o valor total das transações financeiras.

Mandados cumpridos

Além disso, foram identificadas operações de câmbio não autorizadas, com o fim de promover evasão de divisas, o que atraiu a atribuição da Policia Federal para atuar no caso. Estão sendo cumpridos 12 mandados de busca e apreensão: 4 em Aracaju, 6 em Itabaiana, 1 em São Cristóvão e 1 em Lagarto. Os mandados foram expedidos pelo Juízo da 6ª Vara Federal de Itabaiana. Também estão sendo cumpridos mandados de sequestro de bens pertencentes aos envolvidos no esquema criminoso. O nome da operação faz referência ao prazer proporcionado pelos jogos de azar e ao fato.

Boa notícia!

O deputado estadual João Marcelo (PTC) noticiou aos demais parlamentares que esteve visitando a fábrica da Caramuru Alimentos, situada no município de Itumbiara (GO), e que está buscando atrair para Sergipe um investimento da indústria de processamento do milho. O parlamentar entende que toda medida que gera emprego e renda para o povo sergipano é bastante válida.

João Marcelo I

João Marcelo agradeceu o apoio que recebeu da também deputada Goretti Reis (PSD), que é membros da Unale (União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais), e que acabou facilitando seu contato para uma visita à fábrica da Caramuru Alimentos, em Goiás. "80% da produção deles é voltada para o processamento de soja; e 20% voltada para o processamento do milho, que é o que nos interessa".

João Marcelo II

O deputado explicou que Sergipe é o segundo maior produtor de milho do Nordeste, partindo da região de Nossa Senhora das Dores, passando por Nossas Senhora da Glória, Carira, Monte Alegre e os demais municípios do sertão sergipano. "80% da produção de milho do nosso Estado é dessa região, que é a segunda maior do Nordeste. Conversei com os representantes da indústria, que demonstraram interesse em investir na nossa região".

Atrair para Sergipe

João Marcelo explicou que a maior dificuldade para os empresários é à distância de onde eles estão instalados para escoar a produção pelo Nordeste. "Pensando em facilitar isso aqui no Nordeste e até para a exportação deles, nossa intenção é tentar atrair essa indústria para Sergipe, gerando emprego e renda. Tentei intermediar uma parceria com Sergipe e o presidente disse que nem precisa do apoio locacional".

União de forças

"No nosso Estado trabalhamos com isenção de ICMS para aqueles empresários que estejam inseridos no PSDI. No caso do ramo de atuação da Caramuru eles teriam 93% de desconto no ICMS. Estamos falando de um gigante do Centro-Oeste que é o segundo maior contribuinte de ICMS em Goiás. Nós deputados e o governo precisamos nos unir para tentar atrair esse investimento, que também será muito bom para eles", acrescentou João Marcelo.

Reforma de escola

O deputado também agradeceu a Associação de Moradores do Sol Nascente e JK, em Aracaju, que lhe parabenizaram em nota por João Marcelo ter conseguido intermediar, junto ao governador Belivaldo Chagas, a reforma da Escola Estadual Joaquim Vieira Sobral, que estava há quatro anos sem receber alunos porque as obras estavam paralisadas. "Os trabalhos já forma retomados e, assim como esta escola, o governo vai iniciar a reforma de outras 59 unidades de ensino".

Francisco Gualberto I

O deputado estadual Francisco Gualberto (PT) anunciou que vai apoiar qualquer medida restritiva que venha a ser anunciada pelo governador Belivaldo Chagas (PSD), após sua reunião com o Comitê Científico, prevista para esta quinta-feira (4). O petista anunciou que vai entrar em contato diretamente com o governador e com os demais colegas de parlamento.

Francisco Gualberto II

"Quero anunciar que entrarei em contato com o governador e outros colegas deputados para ver a melhor forma que a gente possa manifestar apoio diante de qualquer medida restritiva que ele possa tomar para evitar que mais sergipanos morram! 14 Estados brasileiros e mais o Distrito Federal já implementaram lockdown, toque de recolher ou fecharam parcialmente setores da economia por oito, 10 ou 15 dias", pontuou o petista.

Compara com a Inglaterra

Em seguida, Gualberto pontuou que os especialistas estão anunciando um possível colapso da rede pública de Saúde e que já não se encontra vagas de UTI em alguns Estados brasileiros. "Vamos ver gente morrendo em ambulâncias, na porta de hospitais, dentro de casa! O Samu não conseguirá dar vencimento! Vejo o exemplo da Inglaterra, um País que está vacinando em grau muito maior que o Brasil, e que tomou todas as medidas de restrições, evitando aglomerações".

Fechar alguns setores

Gualberto ainda reforçou que muitas pessoas, que sofrem com outras comorbidades, estão entrando em risco porque não podem fazer outros procedimentos cirúrgicos. "Tudo está voltado para o vírus e está correto! Se preciso, vamos fechar alguns setores por uns dias, algumas atividades. O mundo todo está fazendo isso e o Brasil, com 260 mil mortes, tem o maior número em mortalidade", argumentou.

Mortes x vidas

"Vai ter queda da economia, vai ter desemprego, mas não interessa emprego para mortos; não interessa riqueza para mortos; não interessa economia subindo e descendo se todos estão mortos; temos que defender a vida! Infelizmente vamos ter muitas mortes por falta de vacina neste País, lamentavelmente porque estamos entre os últimos que começaram a tratar da compra", completou Gualberto.

Samuel Carvalho I

O deputado estadual Samuel Carvalho (Cidadania) criticou a postura de alguns políticos sergipanos que se manifestam a favor de medidas restritivas, como "toque de recolher" e "lockdown", mas se fazem presentes em eventos públicos e inaugurações de obras, que geram aglomerações de pessoas. Ele já declarou que votará a favor da proposta do deputado Georgeo Passos (Cidadania) proibindo qualquer solenidade de inauguração, em caráter presencial, durante a pandemia.

Samuel Carvalho II

"Desde já quero me somar a este projeto do deputado Georgeo porque eu não posso cobrar algo da população, se eu não dou o exemplo? Se eu mesmo não respeito o decreto que eu edito? Isso é incoerência! Tem que dar o exemplo! Na convenção partidária em Nossa Senhora do Socorro, ano passado, aliados do governador deram um péssimo exemplo, desrespeitando todas as normas de segurança e ele estava presente", condenou Samuel Carvalho.

Aglomeração

O deputado estadual citou também a recente inauguração da Central de Abastecimento de Itabaiana (CEASA), semana passada, evento que também gerou aglomeração. "Está de parabéns o povo de Itabaiana pela grandiosa obra, mas quanto à COVID nós vimos nas fotos e nos vídeos que quem mesmo fala em restringir o povo de trabalhar é quem está desrespeitando as normas. Sábado estive no centro comercial de Aracaju e me deparei com uma triste realidade: várias lojas para alugar ou vender, com empresas que deixaram de funcionar e gerar emprego".

Serviços essenciais

Samuel Carvalho aproveitou para fazer um apelo ao governo do Estado e ao Comitê Científico que, em caso de se adotar medidas restritivas, que se repeite todos aqueles serviços considerados essenciais pela Assembleia Legislativa. "Que o governo regulamente o funcionamento, mas lembrando que existe uma lei, sancionada pelo governador, reconhecendo as igrejas e as academias como essenciais".

Samuel x Gualberto I

Por fim, o deputado rebateu o posicionamento do colega e deputado Francisco Gualberto (PT). "A gente pode ser aliado, jamais alienado! Como deputado da oposição já apoiei vários projetos aqui do Executivo, como também condenei propostas danosas ao povo como aquele projeto do Detran. Acho que o político precisa ter coerência com sua fala. Não dá para cobrar da população aquilo que nós mesmo não respeitamos! Vemos inaugurações cheias, aglomeradas. Sou contra o falso moralismo".

Samuel x Gualberto II

"Somos a favor do distanciamento, do uso de álcool em gel, de máscara, da vacinação e de todas as medidas que impeçam a aglomeração; somos a favor da família e da vida, mas não pode ficar no faça o que eu digo e não faça o que eu faço, como nós vimos em Itabaiana! Teve gente que se manifestou aqui hoje sobre esse tema e estava lá! Aí no dia seguinte o governador vem com discurso de avaliar o toque de recolher? Por que não analisou antes?", questionou Samuel.

Lockdown não!

Após dados divulgados pelo Consórcio de Veículos de Imprensa, que destaca que Sergipe está entre os estados brasileiros que menos tem vacinado contra a Covid-19, o deputado Zezinho Guimarães disse que há morosidade na vacinação em Sergipe. O parlamentar também disse que não vê solução na adoção do lockdown como forma de frear a disseminação da doença (Covid-19) em Sergipe.

Zezinho Guimarães

"Acho que lockdown não resolve e o que resolve mesmo e que o Estado precisa, urgentemente, é capitanear o processo de vacinação. É preocupante que Sergipe receba a vacina e fique na última colocação de pior condição de vacinação. E quem quiser dizer ao contrario disto é querer agradar o rei. Tem que ter vacinação de manhã, de tarde e de noite, estamos numa pandemia e isso não é brincadeira", declarou Zezinho Guimarães.

Fundação Dom Cabral

Zezinho abre um parágrafo para falar sobre a Economia de Sergipe, ressaltando que há um diagnóstico sendo levantado pela instituição Dom Távora sobre o plano de desenvolvimento do Estado. "Hoje é o Dia Nacional do Turismo e quero dizer que essa Casa fez estudo e contratou a Fundação Dom Cabral para apresentar o plano de desenvolvimento de Sergipe. Aguardamos o resultado desse trabalho para que Sergipe conheça os resultados e assim fortalecer a Economia do Estado".

Ajuda federal

Disto isso, o parlamentar declarou que não fosse o apoio financeiro do Governo Federal ao Estado de Sergipe, o estado de Sergipe estaria em uma grave situação. "Se não fosse os repasses federais estávamos fritos. É verdade que o presidente Bolsonaro trouxe muito dinheiro para Sergipe, ele trouxe sim, e muito. Qual o problema? Teve a suspensão de dívidas, e com isso o estado deixou de pagar mais de 400 milhões", disse Zezinho.

Iran Barbosa I

O deputado estadual Iran Barbosa (PT) cobrou do governo do Estado e dos prefeitos municipais mais celeridade no processo de vacinação da população sergipana contra a COVID-19. O petista reconhece alguns avanços, mas entende que Sergipe é o penúltimo Estado da Federação no quesito vacinação e que, pelo cenário atual, está regredindo.

Iran Barbosa II

Iran pontuou que estava reverberando uma manifestação do Sindicato dos Médicos, mas também dos Ministérios Públicos do Trabalho, Estadual e Federal para que o Poder Executivo adote medidas restritivas para impedir aglomerações e a expansão do vírus na sociedade. "Lamentavelmente percebemos certa morosidade e lentidão, uma letargia quanto à vacinação da população aqui em Sergipe".

Vacinação

O petista explicou que inúmeras cidades do Brasil estão utilizando estacionamentos de shoppings, de universidades e escolas, ginásios de esportes e estádios de futebol no sentido de incrementar o processo de vacinação. "O governo usou um período para vacinar idosos acima de 90 anos, mas isso só abrange pouco mais de 4,5 mil pessoas! Em 2020, contra a gripe, a Prefeitura de Aracaju conseguiu vacinar todos os idosos em apenas 26 dias, estendendo os horários de vacinação".

Comprar vacinas

Iran reforçou que entendia o esforço do governador, mas reforçou que não dá para o Estado ter doses de vacinas guardadas e não garantir a aplicação nas pessoas. "Precisamos ser ágeis nisso! Paralisamos a vacinação no dia 16 de fevereiro até hoje! Se há dificuldade por parte do governo federal, que o governador se some aos demais Estados do Fórum de governadores, já com a autorização do STF, e vamos buscar vacinas".

Apelo

"Alguns Estados já falam dos fundos emergenciais. Temos que buscar outros caminhos porque Sergipe é hoje o penúltimo Estado no quesito vacinação contra a COVID e percebo que nós regredimos. Sei que isso passa da responsabilidade apenas do governador, mas quero reforçar esse apelo a ele e aos prefeitos", completou Iran Barbosa.

Ricardo Marques I

O vereador Ricardo Marques (Cidadania) falou sobre os problemas recorrentes e cobrou novamente a licitação do transporte público de Aracaju. O vereador questionou se há realmente a intenção da gestão municipal em fazer essa licitação. "A pergunta que eu faço é se existe no plano estratégico da prefeitura fazer a licitação do transporte público de Aracaju nesta gestão. Se sim, quando vai fazer? Ninguém fala sobre isso".

Ricardo Marques II

Para o parlamentar, a prefeitura perdeu o controle da situação e do sistema de transporte integrado. "Tenho visto em entrevistas na imprensa o sindicato dos donos de empresa se manifestando, eles são apenas concessionários. A prefeitura deve retomar o controle do sistema. É a prefeitura de Aracaju quem deve definir se coloca ou se tira as linhas, é quem deve coordenar, fiscalizar, regular o sistema e fazer a licitação do transporte público com urgência", avaliou.

Sistema de Transporte

Ao final, o vereador Ricardo Marques pediu a ajuda dos demais parlamentares para resolver esse problema que atinge diversos cidadãos aracajuanos. "Eu clamo a prefeitura de Aracaju para que a administração municipal volte a assumir o controle do sistema integrado de transporte de Aracaju, que faça a licitação, que visite os terminais para ver a situação das pessoas que mais precisam. E que nos receba, nós vereadores temos várias sugestões para tentar ajudar e acalmar essa situação caótica", concluiu.

Sheyla Galba I

Em discurso durante a Sessão da Câmara Municipal de Aracaju, a vereadora Sheyla Galba (Cidadania) denunciou mais uma vez a falta, no Hospital João Alves Filho, dos medicamentos Bleomicina e Dacarbazina, utilizados na quimioterapia de pacientes com linfoma e carcinoma.

Sheyla Galba II

"O tratamento é imprescindível para estas pessoas terem uma sobrevida com mais qualidade e dignidade. O câncer não espera. Por isso, buscamos o diálogo com o Hospital João Alves e recebemos a informação de que a Secretaria de Saúde havia sido notificada com antecedência sobre os medicamentos", destacou a vereadora. 

Sheyla Galba III

Sheyla Galba destacou que, de acordo com nota enviada pela secretaria à imprensa, a falta dos medicamentos ocorreu por conta da pandemia, pois algumas empresas atrasaram a entrega de medicamentos e insumos em virtude da logística de distribuição em meio à crise do novo coronavírus, bem como a falta de matéria-prima para fabricação de alguns medicamentos. 

Maria e a Orla I

Considerada um cartão postal de Aracaju, a Orla de Atalaia que, por anos, foi apontada como a mais linda do Brasil está completamente abandonada, gerando insegurança e medo aos comerciantes, aracajuanos e turistas. "Quem chega a Aracaju quer conhecer a orla, quer fazer fotos nos seus monumentos, mas da forma como está, tem nos envergonhado", afirmou a senadora Maria do Carmo Alves (DEM).

Maria e a Orla II

"É muito triste passarmos pela nossa Orla e vermos que toda a estrutura está deteriorada, suja e sem a devida atenção do poder público. O que era fonte luminosa, virou depósito de lixo, os bancos e mesas de concreto estão quebrados e praticamente toda a área com iluminação precária, abrindo brechas para investida de marginais que assaltam livremente. Esses relatos nos entristecem profundamente, pois é um dos pontos mais lindos da nossa cidade e que João (Alves Filho, ex-governador) construiu e cuidou com tanto zelo", disse.

Descaso com o Turismo

No seu entender, esse "descaso" compromete o turismo e, naturalmente, impõe prejuízos para toda a cadeia produtiva, como hotéis, bares e restaurantes. "É difícil você vender pacotes turísticos para uma cidade, cujo principal cartão postal está destruído, abandonado", falou Maria.  

Orla abandonada

A parlamentar disse que tem recebido queixas de comerciantes, assim como de cidadãos aracajuanos que reclamam a falta de cuidado em toda a extensão da Orla. "A Orla era um lugar onde as famílias passeavam de forma segura, levavam os filhos para brincar gratuitamente no Mundo Maravilhoso das Crianças, onde haviam brinquedos de alvenaria muito bem cuidados e onde todos podiam ficar em segurança. Hoje, infelizmente, tornou-se um caos", disse Maria, ao lamentar que o poder público tenha negligenciado uma área tão importante, sobretudo para o fomento ao turismo. "É de doer o coração".   

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com