Perdão para bandido e prisão para trabalhador = PM morto! O crime compensa?

30 de Março de 2021, 05:23

Um fato que tomou conta das redes sociais, que se espalhou pelo Brasil inteiro, cuja repercussão internacional é imaginável, passou sem tanta repercussão, sem tanto apelo por boa parte da "grande mídia" deste País! A segunda-feira (29) foi um dia triste e de muita reflexão, sobretudo, para todos os profissionais que militam na Segurança Pública nacional. Todos que saem de casa, que se expõem, que colocam suas vidas em risco, em defesa da coletividade, contra o crime, contra a bandidagem, estão perplexos! Será que vale a pena? Muitos fazem este questionamento...

A morte trágica do SD da Polícia Militar da Bahia, Wesley Soares de Góes, passou quase que um "caso comum"; um profissional da Segurança Pública, fardado, em um dos principais cartões postais de seu Estado, que "surtou", atirou para cima, indignou-se, desabafou, fez seu protesto, mas se voltou contra a sua própria instituição e "tombou"! As investigações irão ocorrer, mas pelos depoimentos dos colegas de farda, o "surto" provavelmente não foi motivado por drogas ou problemas familiares, mas pela exaustão, pela angústia dos dias atuais...

Vivemos sob uma pandemia, muitas vidas sendo ceifadas, e muita gente insistindo em fazer política com mortes, com vacinas...e por que a "grande mídia" não "repercutiu incansavelmente" o caso do SD Wesley? Por que ele é um militar? Talvez para não dar discurso ao atual presidente da República? Se fosse um cidadão comum, "surtado", que ao atirar contra a PM, tivesse sido morto, qual seria a "manchete"? Execução? Por que vivemos em uma sociedade que valoriza tanto o crime em detrimento de quem está nas ruas para defender a sociedade?

Existem maus policiais? Sim, vários! Como também existem jornalistas, advogados, médicos, sindicalistas, políticos...O que está por trás desse assassinato? Política? Não, este colunista não vai entrar nesta discussão! Até que se prove o contrário, o SD Wesley exerceu a sua profissão com honra e dignidade, sem manchas! Mas ele foi mais um exemplo do cansaço, de que estes homens estão sobrecarregados, expostos, que regimentalmente precisam cumprir ordens, mesmo que as mesmas doam em seus peitos, adoeçam as suas mentes. Eles são humanos, como todos nós...

A COVID-19 ainda está carregada de mistérios! A vacina é bem vinda, porque ameniza, controla, salva vidas. Mas isso não é justificativa para que trabalhadores comuns, gente que paga imposto, que tem contas para pagar, família para sustentar, que todos eles sofram restrição de liberdade, que "fiquem em casa", prejudicados, impedidos, sem vez e sem voz; isso interfere no psicológico das pessoas! Um policial que foi treinado para enfrentar bandidos, sair às ruas para "caçar" trabalhador? Pai de família? Mas é muito melhor fazer festa para o "perdão" a bandido, ou não?

Coloque isso na cabeça de quem arrisca a própria a vida! As cenas se repetem, o caos se aproxima, e a "grande mídia" só contabiliza números; vive açodada por isso! Se perdem contando mortos, esquecem que podem ajudar a salvar vidas! O resultado de uma sociedade tão desigual? Um PM morto! Infelizmente não foi o primeiro e nem será o último! O SD Wesley quis chamar atenção sim, em um dos principais pontos turísticos do País, mas há quem ainda insista em não ouvi-lo. Talvez, antes de morrer, uma dúvida pairasse em sua cabeça: o crime compensa? Tomara que não...

Carta Aberta I

Para evitar interpretações distorcidas na relação entre os empresários sergipanos e as instituições que respondem pela Segurança Pública do Estado, o Movimento Polícia Unida, que congrega nove entidades sindicais representativa dos policiais civis, policiais militares e bombeiros militares sergipanos, emitiu uma Carta Aberta, manifestando solidariedade com os trabalhadores e empresários "que vêm sofrendo as drásticas consequências econômicas decorrentes das medidas sanitárias impostas pelo Poder Público, em face da atual pandemia, vêm a público apresentar os esclarecimentos abaixo expendidos".

Carta Aberta II

"Os policiais sergipanos, apesar da falta de estrutura laboral, de não terem materializado o direito constitucional ao adicional de periculosidade e à vacinação (não obstante os acentuados riscos físicos e agora biológicos), sempre atuaram com dedicação e responsabilidade. E um perpassar de olhos pelo histórico estatístico decrescente da criminalidade, ao longo dos últimos anos, demonstra isso claramente. Se a criminalidade aumenta, faz-se necessário o aumento de recursos humanos e materiais no âmbito policial, para que se possa fazer frente ao incremento delinquencial", acrescentam em outro trecho da Carta.

 Carta Aberta III

Encerrando a Carta Aberta aos trabalhadores e empresários sergipanos, o Movimento explica que "quanto à atuação policial no tocante ao cumprimento das medidas sanitárias, pedimos a todos que compreendam que os policiais sergipanos não têm discricionariedade para decidir pela atuação ou não de acordo com juízos pessoais de oportunidade e conveniência; o dever de atuação policial é um imperativo funcional. Se há críticas ao teor das medidas, elas devem ser dirigidas única e exclusivamente ao Governo do Estado, ente responsável pela edição do decreto fonte das medidas sanitárias que se encontram em vigor". Feito o registro...

Veja essa!

A secretária de Estado da Saúde, Mércia Feitosa, participará da Sessão Remota da Assembleia Legislativa de Sergipe, nesta terça-feira (30), quando fará a prestação de contas do 3º quadrimestre da Pasta, no exercício de 2020.

 E essa!

A vinda de Mércia Feitosa é aguardada com ansiedade pelos parlamentares que farão vários questionamentos relacionados à pandemia do novo coronavírus (COVID-19). Sua vinda estava prevista para a semana passada, mas teve de ser adiada para esta terça-feira.

Combate à COVID

Mércia tratará da Execução Orçamentária, Distribuição dos Serviços Executados e também os Indicadores de Saúde, mas certamente será bastante questionada sobre o andamento do processo de imunização dos sergipanos contra a COVID, além da compra de vacinas pelo Executivo.

Vários temas

Outro tema que tem gerado muitas dúvidas entre os deputados, tem relação com a ocupação de leitos de UTIs e enfermarias nos hospitais, públicos e privados, também no enfrentamento à pandemia, além das medidas restritivas adotadas pelo governo como o toque de recolher e restrições de algumas atividades não essenciais.

Amparo de Maria I

Os Ministérios Públicos do Estado de Sergipe (MPSE) e do Trabalho (MPT), e o Sindicato dos Médicos do Estado de Sergipe (Sindimed/SE) realizaram fiscalização no sábado (27), no Hospital Amparo de Maria, em Estância, e constataram que faltam cinco leitos de UTI Covid divulgados na transparência dos boletins diários da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Amparo de Maria II

Durante a inspeção na UTI1 para pacientes com Covid-19, foram encontradas as seguintes situações: dos 21 leitos disponíveis, 04 não estão apropriados para receber pacientes (02 pela ausência de respirador fixo e os outros 02 por respiradores móveis). Foi alegado pelo Hospital que os respiradores poderiam estar em manutenção. Já na UTI2, foi visto que há apenas 15 leitos existentes, dos 20 contratados com a SES. Segundo o interventor do Hospital, na inauguração, os 05 leitos do Box G da UTI2 estavam todos montados, mas não sabe explicar o porquê de estarem desativados.

Sindimed

Para o Sindimed/SE, muitos leitos não estão apropriados para o atendimento à pacientes com Covid-19. O Sindicato avaliou que dos 41 leitos de UTI Covid ofertados pelo Hospital, 12 faltam respiradores e/ou monitores multiparamétrico (equipamento responsável por verificar em tempo real a condição de saúde do paciente). Em relação às enfermarias, foi observado que estão em funcionamento 18 leitos, dos 20 previstos no boletim da SES. Ao ser questionado pelo MPSE, o representante do Hospital afirmou que houve um equívoco e, na verdade, há apenas 18 leitos de enfermaria, sendo que um desses leitos, no isolamento 03, está sem oxigênio (O2).

48 horas

Após a fiscalização, os Ministérios Públicos requisitaram que o interventor do Hospital Amparo de Maria comprove, no prazo de 48 horas: a ativação dos 05 leitos de UTI2, completos; dos 04 respiradores da UTI 1 (fixos); dos 02 leitos de enfermarias (equipados e ativos).

Não preenche

Além disso, o Hospital deverá informar a regularidade de admissão de pacientes que necessitem de UTI. Segundo os MPs, pessoas estão sendo intubadas em unidades básicas em Sergipe por ausência de leitos de UTI, e o Hospital Amparo de Maria embora possua o maior número de leitos é o único que nunca preenche ou chega próximo a preencher as vagas de leitos de UTI Covid.

Respiradores

Ainda foi solicitado que o Hospital encaminhe a nota técnica de comprovação de quantos respiradores estavam em manutenção no dia da fiscalização, 27 de março, informando para qual local foram enviados.

Fiscalização

A fiscalização foi realizada de forma remota e presencial. Participaram de forma virtual: a Promotora de Justiça Cecília Barreto, que atua na área da Saúde em Estância; o Promotor de Justiça e Coordenador do Gabinete de Monitoramento da Saúde, Raymundo Napoleão Ximenes Neto; e o Procurador do Trabalho do Ministério Público do Trabalho (MPT), Emerson Albuquerque Resende.

Estiveram presencialmente na Unidade Hospitalar, os Diretores do Sindicato dos Médicos do Estado de Sergipe (Sindimed/SE).

Boa notícia!

A Assembleia Legislativa, através da Diretoria de Atenção à Saúde, está fazendo a doação de medicamentos para o Hospital Universitário de Sergipe. Ao todo estão sendo disponibilizadas 220 ampolas de medicamentos considerados essenciais para o enfrentamento à COVID-19.

Doação para o HU

Segundo o diretor de Atenção à Saúde da Alese, Luiz Antônio Mitidieri Júnior, estão sendo disponibilizadas para o HU 90 ampolas de midazolam 5 mg/ml; 40 ampolas de citrato de fentanila 50 mcg/ml; e 90 ampolas de cloridrato de lidocaína 20 mg/ml a 2%. Trata-se de medicamentos vitais para a intubação dos pacientes internados em decorrência da COVID.

Luiz Antônio Mitidieri

"Nossa doação é no sentido que estes medicamentos sejam empregados no serviço hospitalar de saúde, em virtude da pandemia. Estamos todos preocupados com o crescimento dos casos de novos infectados por esta doença e a Alese está dando sua contribuição para salvar vidas", pontua Luiz Antônio Mitidieri Júnior.

 Luciano Bispo

A preservação de vidas sergipanas e o efetivo combate à pandemia do novo coronavírus (COVID-19) tem sido um compromisso assumido pela gestão do presidente e deputado estadual Luciano Bispo (MDB). "O momento requer a somação de todos. Percebemos a falta de medicamentos, de insumos e estamos tentando ajudar, dando nossa contribuição", destaca Luciano.

Ponto facultativo

Será publicado no Diário Oficial desta terça-feira (30), o Decreto que suspende o ponto facultativo desta quinta-feira (1º). A medida altera o inciso III do art. 1º do Decreto nº 40.738, de 29 de dezembro de 2020. Com os números altos de contaminação por Covid-19 em Sergipe e estados vizinhos, a medida visa que a população evite viagens e aglomerações no período. Na Sexta-feira da Paixão (02), no entanto, permanece o feriado nacional.

Bomba!

Um registro inusitado na Delegacia de Polícia Civil de Lagarto: com infiltrações e um grande vazamento no teto, a água jorrava por dentro do prédio, e os policiais acumulavam baldes e outros reservatórios que transbordavam, inundando todo o ambiente. Nesta terça (30), o Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Sergipe (Sinpol/SE) estará oficiando os órgãos competentes para avaliarem a situação de funcionamento do espaço.

Exclusiva!

Segundo o Sinpol/SE há "desrespeito com os policiais civis e com a população de Lagarto, que contam com um espaço insalubre e perigoso para realizarem os registros de ocorrências da região. Sem vacinação, com Covid-19, sem adicional de periculosidade e trabalhando em condições desumanas. Esse é o retrato em muitas unidades da Polícia Civil no interior sergipano". Com a palavra a SSP!

 Olha o golpe!

Criminosos estão utilizando a imagem e o nome do deputado federal Valdevan Noventa para aplicar golpes. Nesta segunda-feira (29), os criminosos entraram em contato com a vereadora Sheyla Galba, se passando pelo parlamentar, e informaram que seria feita uma doação de cestas básicas à instituição Mulheres de Peito, via Ministério, mas que a ONG teria que realizar um depósito financeiro para dividir os custos com o transporte. 

Sheyla Galba

Desconfiada, Sheyla Galba entrou em contato com a assessoria de Valdevan Noventa e confirmou que tudo não passava de um golpe. "Pedimos à sociedade que fique atenta a esse tipo de golpe. Caso receba alguma mensagem ou ligação de alguém se passando pelo deputado ou sua assessoria pedindo que seja feito depósito ou transferência de valores, faça o bloqueio do número e denuncie à polícia", reforça a vereadora.

João Daniel I

Agricultores familiares e de áreas de reforma agrária serão beneficiados com cinco tratores entregues, no final da última semana, pelo governo do estado, através da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri). Os veículos e os implementos agrícolas foram adquiridos com recursos de emenda parlamentar individual destinada pelo deputado federal João Daniel (PT).

João Daniel II

Entre os beneficiados, receberam o trator e estiveram presentes ao ato de entrega os prefeitos de Cristinápolis, Sandro de Jesus; de Santa Rosa de Lima, Júnior Macarrão, e de Pedra Mole, Zé Augusto. Para o deputado João Daniel, a entrega ocorre num momento muito importante para os produtores. "Eles foram entregues exatamente no início do calendário agrícola, para o preparo de solo e melhorar e garantir produção de alimentos para o povo sergipano e brasileiro. Nosso grande objetivo do mandato é fortalecer a agricultura familiar e as áreas de reforma agrária e todas as comunidades e, também, a organização popular", ressaltou o parlamentar.

Cinco tratores

No total foram cinco tratores e dez implementos agrícolas entregues – cinco grades aradoras e cinco carretas -, adquiridos com emenda parlamentar no valor de R$ 444.262,50; com contrapartida do Governo de Sergipe. Os equipamentos possibilitarão mais rapidez ao plantio e à colheita.

Gustinho Ribeiro I

A vacinação no Brasil anda avançando a passos largos. Até esta segunda-feira, mais de 15 milhões de brasileiros já haviam sido vacinados com a primeira dose da vacina contra a Covid-19, de acordo com dados das secretarias de Saúde repassados ao consórcio de veículos de imprensa. "Todo o empenho do governo na compra e logística de distribuição das vacinas vem trazendo resultados positivos. Queremos mais brasileiros vacinados. Essa é, e deve continuar sendo, a prioridade da classe política", afirmou o deputado federal e vice-líder do Governo, Gustinho Ribeiro. 

 Gustinho Ribeiro II

"Apesar do crescimento da doença, o avanço da vacinação representa um sopro de esperança para o brasileiro. A chegada de mais vacinas é a certeza que dias melhores virão", disse Gustinho Ribeiro. Ainda de acordo com dados do consórcio de veículos de imprensa, mais de 4,5 milhões de vacinas da segunda dose já foram aplicadas.

E a auditoria da Renascer?

Já se passaram quase 90 dias, de uma auditoria que inicialmente tinha como previsão 30 dias, pelos trabalhos designados para serem realizados pela Secretaria da Transparência! Já há quem sinta o cheiro de "pizza". Isso porque o secretário responsável é suplente de deputado federal, com o "apoio político" do atual presidente da Fundação Renascer, Wellington Mangueira.

 Será o Benedito?

Sem contar que o jovem é filho de um companheiro de velhas jornadas, o Dr. Benedito Figueiredo! Há quem aposte em mais um veredicto de "faz de conta", desconsiderando todos os desmandos e desperdício de recursos públicos, já devidamente anunciados nessa coluna, como outros que já foram divulgados em outros setores da imprensa. E o interessante é que, em nenhum dos casos, a Fundação se manifestou...

Trabalho sério

Apesar da relação política e afetiva, este colunista acredita na seriedade do secretário, que vai desenvolver sua atividade de forma responsável e sem preocupação em apontar os "devaneios" cometidos pela atual gestão da Fundação Renascer! Justiça seja feita, o jovem tem se mostrado "desconfortável" diante dos inúmeros "equívocos" cometidos pela gestão.

Ah Larissa!

Um dos pontos que mais chamou a atenção do auxiliar do governo é sobre os "absurdos" da Sra. Larissa, afilhada do presidente da Fundação, que conduziu processos licitatórios que estão sob forte suspeição (empresas impossibilitadas de contratar, conluio de empresas, dentre outras coisas) e que certamente estarão registradas no relatório final.

Ah Crerlin!

Outra situação que é gravíssima para este colunista, são os recursos aplicados, através do "suprimento de fundos", que foram conduzidos pela Sra. Crerlin, comadre do presidente da Fundação, mãe de Larissa e que exerce poderes além do cargo que atua dentro da Renascer!

Procedimento aberto

Além das questões já relatadas, recentemente o MPE abriu procedimento mediante denúncias, para apurar os inúmeros desmandos praticados pela Fundação Renascer, a exemplo das contratações pela ANKORA, de indicações do presidente, de pessoas com "gordos salários" e sem capacitação para o exercício dos mesmos; supostos desvios de materiais; de serviços; de combustível; de veículos; permuta de serviços e materiais por agiotagem; acomodação de familiares de "pessoas  de confiança" do presidente para o aumento da renda familiar; dentre outras situações...

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com