SEPUMA: Edvaldo jurou em 2016 que não mexeria na previdência dos servidores

14 de Agosto de 2020, 05:55

Em conversa com este colunista, o presidente Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Aracaju (SEPUMA), Nivaldo Fernandes, comentou o projeto da gestão do prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) enviado para a Câmara Municipal de Aracaju (CMA) onde pede a autorização para suspender o recolhimento ao Regime Próprio de Previdência. Para o sindicalista, este é mais um "ato de covardia" do gestor municipal que, segundo ele, durante a campanha eleitoral de 2016, jurou que não mexeria na previdência dos servidores da Prefeitura de Aracaju.

Nivaldo se recorda de que fora chamado, junto com o professor Getúlio pelo prefeito, para que fosse mantido um diálogo com os vereadores de Aracaju, ainda em 2017, sobre a necessidade de se aprovar o parcelamento de algumas contribuições atrasadas; SEPUMA revelou que Edvaldo se comprometeu ali com o pagamento desse parcelamento, mas agora surpreende não apenas o sindicato, mas todos os servidores da Prefeitura de Aracaju com esse projeto pedindo autorização da Câmara de Vereadores para suspender o compromisso.

Na conversa, Nilvaldo vai mais além e ela fala das finanças da PMA, revela que esse tipo de autorização, baseada na lei federal 173/2020 se restringe aos casos onde a gestão municipal atravessa forte queda de arrecadação e sérias dificuldades financeiras. Mas todos nós temos consciência de que esta não é a realidade da Prefeitura de Aracaju que, diga-se de passagem, recebeu muitos recursos federais do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante essa pandemia do novo coronavírus (COVID-19), ou seja, não tem base legal...

Como se não bastasse o descrédito que possui com a classe política e empresarial, por não cumprir com o que assumiu no passado, além dos eleitores que sonhavam com a "qualidade de vida", agora outro "fake" de Edvaldo: enganou o funcionalismo público da Prefeitura de Aracaju! E o SEPUMA prova: de um lado a PMA fala em perdas da ordem de R$ 40 milhões em arrecadação; do outro o sindicato notícia que o governo federal, durante a pandemia, repassou recursos da ordem de R$ 37 milhões, para recomposição das perdas.

Outra informação relevante: segundo o SEPUMA, a receita real líquida da PMA, de janeiro a julho de 2020 é de R$ 823 milhões contra R$ 391 milhões do mesmo período em 2019, ou seja, onde está configurada a "quebradeira"? A quem Edvaldo Nogueira tenta enganar? Qual a justificativa legal para enviar este projeto de suspensão do pagamento desse parcelamento se as finanças estão em ordem? Por ter maioria no parlamento, pode ser que Edvaldo consiga a aprovação na "Casa do Amém", mas é preciso que os órgãos fiscalizadores se atentem para isso...

Essa semana, ao dizer para a sociedade que a PMA tem sido eficiente na gestão do Fundo Previdenciário, atingindo a marca de R$ 1 bilhão, Edvaldo findou externando que mentiu em 2017: disse agora que recebeu do ex-prefeito João Alves Filho (DEM) a gestão com R$ 500 milhões no Fundo, ou seja, e João não tinha deixado a PMA com uma série de problemas e prejuízos financeiros? Como assim, Edvaldo? Esse projeto enviado para a CMA é, no mínimo questionável e bastante polêmico. É o futuro dos servidores da Prefeitura que estará em jogo...

Veja essa!

Para o presidente do SEPUMA, Nivaldo Fernandes, a decisão do prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) de, no "apagar das luzes" e em cima do período eleitoral, enviar para a CMA um projeto que mexe no Fundo da Previdência dos servidores da Prefeitura de Aracaju, é um "ato de covardia". "Ainda mais porque em 2016 ele (Edvaldo) jurou que não faria isso".

E essa!

"O prefeito e chamou e o professor Getúlio, pediu apoio do SEPUMA para dialogar com os vereadores, para conseguir aprovar o parcelamento de algumas contribuições atrasadas. Agora Edvaldo manda um projeto para a CMA pedindo para suspender o pagamento desse parcelamento que ele se comprometeu em pagar, além do pagamento da contribuição patronal sindical", reclama o presidente do Sindicato.

Ajuda federal

Nivaldo citou uma nota da PMA para a imprensa onde revela uma queda na arrecadação de R$ 40 milhões por conta da COVID. "E a ajuda do governo federal de R$ 37 milhões para a reposição dessas perdas? Essa dinheirama toda foi repassada para Aracaju, mas o custo benefício do combate ao vírus tá muito aquém!", reclama.

 2019 x 2020

O presidente do SEPUMA ainda comparou o a receita real líquida da PMA, de janeiro a julho, de 2019 e 2020. "Este ano foi de R$ 823 milhões contra R$ 391 do ano passado! Agora, quando você vai analisar as despesas, aí você encontra a esculhambação, a falta de respeito com o dinheiro do contribuinte!".

Exclusiva!

Segundo Nivaldo, apenas na folha de julho da PMA, na despesa com a administração geral, aposentados e pensionistas os gastos giram em torno de R$ 13 milhões. Agora, quando você pega quanto a Prefeitura de Aracaju gasta com cargos comissionados, com pessoas requisitadas com cargos e requisitados sem cargos, aí você chega a quase R$ 12 milhões, o equivalente a 16,77% da folha, ou seja, uma anarquia!".

Bomba!

O SEPUMA ainda denunciou que, durante essa gestão de Edvaldo Nogueira, ele enviou um projeto de lei para a CMA "perdoando" uma dívida daquele parlamento em torno de R$ 12 milhões com o Aracaju Previdência. "O presidente Nitinho (PSD) ficou dois anos (2018 e 2019) se pagar um centavo da contribuição suplementar, algo que no nosso entendimento caberia uma ação por ato de improbidade administrativa contra todos os membros da Mesa Diretora da Câmara de Aracaju".

"Rasgando dinheiro"

Por fim, o presidente do Sindicato entende que quem está "rasgando dinheiro", perdoando débitos de quase R$ 12 milhões, não pode alegar dificuldades financeiras para mexer no Fundo da Previdência dos servidores. "Quem é que vai pagar essa folha dos aposentados e pensionistas? Esse dinheiro vai sair de onde? A intenção dele é levar a contribuição do servidor para 14%!", denuncia Nivaldo, assegurando que o SEPUMA vai tomar todas as medidas judiciais cabíveis contra esse projeto enviado para a CMA.

"Casa do Amém"

É bom que o funcionalismo público da Prefeitura de Aracaju acompanhe, mesmo que de forma virtual, as sessões da CMA. Nessa quinta-feira (13), o projeto chegou a ser apreciado e aprovado, por maioria, em primeira discussão, mas a sessão foi suspensa por motivos de força maior. Na próxima quarta (19) a proposta volta à pauta. Se o servidor não protestar, a "turma do Amém" entrará em ação...

Caso do Bugio

Na inauguração do Complexo Esportivo da Prefeitura de Aracaju, no bairro Bugio, em meio a uma aglomeração de moradores da comunidade, um morador antigo conhecido por Natan, que tinha uma lanchonete na praça, diante da negativa da gestão, pegou um microfone e um carro de som, durante a solenidade, na área externa, e "soltou o verbo" contra um vereador e o prefeito Edvaldo Nogueira.

Obra de João!

Bastante revoltado, durante a manifestação que fazia, o proprietário de uma lanchonete antiga que ficava localizada na praça, surpreendeu a todos, inclusive ao prefeito, quando disse que a comunidade tinha consciência que aquela era uma obra projetada pela gestão do ex-prefeito João Alves Filho (DEM), mas que só com a intervenção do então líder do Congresso, André Moura (PSC), o recurso foi liberado e Edvaldo pode realiza-la. O constrangimento por parte de algumas pessoas foi enorme! Essa não foi João quem fez, mas o povo não esquece...

Alô Santa Rosa!

O deputado estadual Zezinho Guimarães (MDB), durante a sessão mista da Alese, nessa quinta-feira (13), fez um apelo público ao governador, através da Secretaria de Estado da Infraestrutura, no sentido que o poder público conclua o quanto antes a obra da ponte que dá acesso ao município de Santa Rosa de Lima.

Lockdown

O deputado disse que a população da cidade aguarda a obra há mais de um ano e o governo do Estado não consegue concluí-la. Disse que já foi no DER e sou ouviu promessas. Na sessão, Zezinho exigiu um vídeo da obra abandonada, que tinha acabado de receber de um morador da cidade, quase em tempo real. "Estão impondo um lockdown em Santa Rosa!".

Merece respeito

Zezinho disse que algumas autoridades sergipanas, que nasceram em Santa Rosa de Lima, deveriam ter mais compromisso com a cidade e cobrar a conclusão da obra. "Aquela população merece respeito! Há mais de um ano esperando! Para vir para Aracaju tem que fazer uma volta imensa! Os veículos que se arriscam no desvio feito, geralmente ficam atolados! Ônibus, caminhões, ambulâncias. É um absurdo!".

Alô "Capela véia doida"!

O "detetive virtual" José Edirani é danado mesmo! O cabra decidiu sair de Capela, em Sergipe, e viajou para o Estado do Espírito Santo, de carro, para conhecer a empresa NUSA DO ESPÍRITO SANTO LTDA, contratada, por dispensa de licitação, pela prefeita Silvany Mamlak (PSC), para fornecer serviços de software e tecnologia.

Caça-fantasma?

Depois uma cansativa viagem, Edirani não quis perder tempo e se deslocou para o município de Fundão (ES) e foi no local onde consta o endereço da empresa para o município de Capela. "Essa empresa é igual a caviar, nunca vi e nem comi, eu só ouço falar!", disse, no vídeo que gravou lá. Um vendedor que trabalha no local há cerca de um ano, disse nunca ter ouvido falar da empresa por lá...

Tira alvará, mas...

Ainda segundo o "detetive virtual" que verificou in loco, no município de Fundão, a empresa NUSA DO ESPÍRITO SANTO LTDA está sim tirando alvará, mas por lá não se tem informações sobre o seu pleno funcionamento.  Estamos falando de um contrato superior a R$ 1,1 milhão. Em plena pandemia, desde abril até julho, a prefeitura já pagou quase R$ 560 mil para atualização do software, além de equipamento de automação do Fundo Municipal de Saúde de Capela.

 Emília Corrêa

A vereadora de Aracaju iria conceder uma entrevista coletiva, nessa sexta-feira (14), para tratar de política, para falar de sua posição em relação a eleição deste ano em Aracaju. Mas em virtude do falecimento de Lino Corrêa, seu irmão, Emília Corrêa (Patriota) suspendeu temporariamente suas atividades. A coluna externa sinceros votos de pesar a Emília e seus familiares neste momento de muita tristeza.

 Zezinho Sobral I

O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado estadual Zezinho Sobral (PODE), ocupou a tribuna nessa quinta-feira (13), para fazer uma saudação especial a todo o corpo técnico do Hospital Cirurgia pelo trabalho que vem sendo realizado durante a pandemia do novo coronavírus (COVID-19), que está sendo gerido sob intervenção com o comando da enfermeira Márcia Guimarães.

Zezinho Sobral II

Zezinho pontuou que apresentou uma Moção de Aplausos e Congratulações pela dedicação e coragem, além do espírito de fraternidade do corpo técnico do Hospital Cirurgia. "São profissionais de saúde que estão na linha de frente prestando serviços à sociedade sergipana em momento de dificuldades financeiras, de altos e baixos e sob intervenção judicial".

Hospital Cirurgia

Em seguida, o parlamentar destacou o trabalho de Márcia Guimarães a frente da entidade, enaltecendo seus serviços prestados ao Estado. "Tive a oportunidade e a alegria de aprender muita coisa com ela. Tecnicamente me ensinou muito sobre saúde. Faz um trabalho brilhante ao lado dos diretores, com ações elogiadas e reconhecidas, um exemplo de gestão, que começou pela capacitação dos médicos aos profissionais de serviços básicos de limpeza".

Leitos de UTI

Zezinho colocou ainda que os profissionais foram preparados e acalentados com a chegada de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), garantindo excelência de atendimento, mesmo sendo um hospital SUS. "Foram abertos 40 leitos de UTI exclusivos para COVID e agora são 65 leitos de UTI. Dos 40, 30 permanecerão ativos e funcionais. Além dos leitos clínicos, foram abertas três alas".

Reconhecimento

"Trata-se de um hospital com o quadro de funcionários enxuto, que reformou sua hotelaria e que contou com o apoio de diversos parceiros, como o Governo do Estado, o Tribunal de Justiça e diversos empresários sergipanos que ajudaram na aquisição de equipamentos ou com recursos financeiros. Sergipe reconhece a participação e o trabalho de vocês, cuidando e orientando, um exemplo de organização", completou o deputado.

Bolsonaro em Sergipe

O deputado estadual Capitão Samuel Barreto (PSC) destacou a visita do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) a Sergipe, na próxima segunda-feira (17), quando fara a transmissão de posse da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados pela Petróleo Brasileiro S/A (Petrobras) em favor da PROQUIGEL QUÍMICA S/A, como também para prestigiar o início das atividades da Termoelétrica Porto de Sergipe da CELSE.

Capitão Samuel

Samuel pontuou que está tentando ajustar com a Secretaria-Geral da Presidência da República a entrega do Título de Cidadão Sergipano ao presidente Jair Bolsonaro durante sua permanência no Estado. "Nós temos consciência que haverá uma agenda cheia, são vários compromissos, mas estamos tentando e quero parabenizar a postura do governador Belivaldo Chagas (PSD) que, como um estadista, vai receber a maior autoridade do País da melhor forma possível".

Portas abertas

Para o deputado Capitão Samuel esta será uma oportunidade para o governador sergipano e a bancada federal do Estado "abrir as portas" do Estado para o presidente ajudar na liberação de recursos no período de retomada da economia. "Ouvi aqui muita gente dizendo que a FAFEN ia acabar! Ela só deixou de ser pública e passou a ser privada, mas vai continuar gerando emprego e renda, além de tributos para o município de Laranjeiras e para o Estado de Sergipe. Temos que aproveitar essa oportunidade para apresentar uma série de benefícios a serem pedidos junto ao presidente".

Alô Lagarto!

O deputado estadual Ibrain Monteiro (PSC) aprovou na Alese uma indicação para que o Estado viabilize junto aos secretários de Governo e Saúde a compra de medicamentos que estão sendo utilizados para tratamento de covid-19, afim de que, possam ser distribuídos de forma gratuita no Hospital de Campanha do Município de Lagarto, mediante apresentação de receita médica.

 BR-101

O deputado estadual Zezinho Guimarães (MDB) defendeu que o governador do Estado, a bancada federal de Sergipe e as demais autoridades que tiverem acesso ao presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), na visita que ele fará ao Estado na próxima segunda-feira (17), aproveitem a oportunidade para cobrar o término das obras de duplicação da BR-101 que se arrastam por cerca de 25 anos.

 Cobrança

Guimarães disse que queria fazer uma retrospectiva da audiência em que ele, os deputados Luciano Bispo (MDB) e Zezinho Sobral (PODE), além da bancada federal sergipana tiveram com o ministro de Infraestrutura em BSB, há mais de um ano, quando foi prometido que a obra teria andamento. "Não é possível que esta obra não saia do papel! São 25 anos se arrastando e isso é falta de responsabilidade do governo federal", cobrou.

"Joguetes nas redes sociais"

Zezinho disse que a bancada federal sergipana pede audiência, faz registros fotográficos, mas não resolve nada. "Não tem justificativa! Isso é falta de atuação da bancada! Ficam tirando foto, mas falta atitude! E depois ficam fazendo joguetes nas redes sociais, dizendo mentiras ao povo sergipano! E ainda tem quem fique passando a mão! É preciso que respeitem o povo de Sergipe. É uma esculhambação e enquanto isso o turismo terrestre do nosso Estado se acaba mais ainda!".

Leilão da União!

A Fazenda União e seus convidados especiais estarão disponibilizando, já no 2º Leilão que será realizado no próximo dia 29, às 14 horas, aquilo que eles possuem de melhor em seu plantel, com a participação de animais altamente produtivos e de alto valor genético. Os apaixonados já podem agendar para acompanhar tudo pelo canal do You Tube da leiloeira Bahia Leilões! Será imperdível!

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com