Contabilista dá dicas para pagar de forma legal menos imposto de renda

24 de Março de 2021, 15:18

Desde o dia 1º de março que o contribuinte pode começar a prestar contas do Imposto de Renda Pessoa Física 2021 (ano-base 2020). O programa para computador já está disponível na página da Receita Federal na internet. O prazo de entrega vai até as 23h59min de 30 de abril. Neste ano, o Fisco espera receber 32.619.749 declarações. No ano passado, foram enviadas 31.980.146 declarações.

Pelas estimativas da Receita Federal, 60% das declarações terão restituição de imposto, 21% não terão imposto a pagar nem a restituir e 19% terão imposto a pagar.

O diretor-presidente da J&A Assessoria Contábil, Josevaldo Mota, alerta aos contribuintes em relação às despesas que são dedutíveis no Imposto de Renda 2021, que são as médicas, odontológicas, previdenciárias, pensão alimentícia, e despesas gastas como instruçao como escolas, faculdades e cursos técnicos profissionalizantes. “O contribuinte também deve juntar documentos como de pensões e notas fiscais usadas para comprovar deduções”, explica.

Ele pontua que existem dois modelos de declaração do IR, a simplificada e a completa. Na primeira, é indicada para a pessoa que não tem nenhum tipo de despesa a ser dedutível. Já o segundo modelo, que é o completo, é indicado para pessoas que possuem despesas dedutíveis do imposto de renda, como as despesas citadas acima na matéria.

O contabilista esclarece que tantos os sogros e os avós poderão ser dependentes, caso a declaração do Imposto de Renda seja conjunta com o cônjuge. “Na lista de dependentes pode constar os cônjuges, inclusive, de relação homoafetiva, os filhos de até 21 anos ou até 24 anos, caso estejam cursando faculdade”, afirma Josevaldo.

Novidades
Entre as principais novidades deste ano, está a obrigatoriedade de declarar o auxílio emergencial para quem recebeu mais de R$ 22.847,76 em outros rendimentos tributáveis e a criação de três campos na ficha “Bens e direitos” para o contribuinte informar criptomoedas e outros ativos eletrônicos.

Fonte: Da assessoria com informações da Agência Brasil

Foto: Reprodução do vídeo da J&A