siga nossas
redes sociais:

Cartilha educativa é lançada no povoado Mussuca durante tarde de atividades

13 de Dezembro de 2019, 13:21

Com muita animação, música e cultura popular e com a presença de Dona Nadir, mestre de cultura popular, o Projeto Azahar: Flor de Laranjeiras lançou, na tarde desta terça-feira, 11, a cartilha "Laranjeiras e o rio Sergipe: uma viagem no tempo", na Escola Municipal Prefeito José Monteiro Sobral, no povoado Mussuca.

Dona Nadir participou da roda de conversa com estudantes da escola, quando apresentou o livreto, que traz a história de Laranjeiras e a importância social, econômica e cultural do rio Sergipe ao longo da história da cidade. "Esta cartilha é importante porque deixa viva nossa história, nossa cultura e ainda ensina a cuidar do nosso rio", destacou Dona Nadir.

Na ocasião, a equipe de educação ambiental do projeto realizou atividades lúdico educativas com cerca de 20 estudantes do 5o. ano da escola. Após fazer a leitura interpretativa e debater os conteúdos da cartilha, a assessora de educação ambiental do Projeto Azahar, Aldjane Moura, e a estagiária do Projeto, Letícia Pimenta, realizaram com os meninos e meninas atividades lúdicas, a exemplo de uma cruzadinha educativa.

Utilizando o método das histórias em quadrinhos para contar, de forma lúdico-educativa, a história de Laranjeiras, do Rio Sergipe e do Rio Cotinguiba, a cartilha é um instrumento educativo que traz para o debate aspectos sobre a importância da preservação ambiental e a gestão de recursos hídricos.

"Trabalhar a educação ambiental em sala de aula é contribuir para a formação de cidadãos aptos a tomar decisões coletivas sobre questões ambientais necessárias para o desenvolvimento de uma sociedade sustentável", frisou Aldjane, destacando que esta é a primeira de muitas atividades que utilizará o material junto aos estudantes de forma pedagógica.

"Vale lembrar que nossa cartilha será distribuída para as escolas da rede pública de Laranjeiras durante as atividades realizadas pelo projeto Azahar, bem como serão disponibilizados exemplares para os arquivos e bibliotecas das escolas", completou.

Para Tânia Macedo, supervisora educacional do colégio, a cartilha será de grande valor pedagógico para a unidade escolar. "Muito rico, este material traz aspectos da formação histórica e cultural de Laranjeiras - como o período colonial, a escravidão e a formação dos quilombos - mas o professor que estiver com essa cartilha em mãos não precisa ser da disciplina história. É possível trabalhar em qualquer disciplina", avaliou.

"Assim como a cartilha, a questão ambiental é um tema que pode e deve ser trabalhado de forma transversal e interdisciplinar na escola, dentro e fora da sala de aula", completou a supervisora, que é pedagoga de formação.

Projeto Azahar

O Projeto Azahar: Flor de Laranjeiras é realizado pela UFS e Fapese em parceria com a Petrobras, por meio do programa Petrobras Socioambiental.

Foto assessoria

Por Débora Melo