Governo atua em parceria com Prefeitura para recuperação de poços rurais antigos

05 de Abril de 2021, 10:34

Cohidro dará continuidade ao trabalho, em poços já bombeados e limpos

Incluso dentre os limites do Semiárido, o município de Pinhão se caracteriza pelas poucas chuvas. Em localidades assim, o abastecimento humano e a normalidade das atividades agropecuárias muito dependem da captação de água subterrânea, através de poços perfurados. Desde 2020, a Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe (Cohidro) vem realizando um trabalho de avaliação e reativação de poços de sistemas de abastecimento de água inoperantes em Pinhão. De janeiro de 2021 até agora, R$ 14.802,77 já foram investidos pelo Governo do Estado em ações de limpeza, bombeamento, manutenção corretiva e troca de equipamentos de bombeamento, em sistemas localizados na zona rural do município.

Segundo o diretor-presidente da Cohidro, Paulo Sobral, a partir do bombeamento dos poços antigos, é possível constatar a viabilidade técnica para uma recuperação. "É essencial fazer o bombeamento, que ao mesmo tempo limpa o poço e faz o teste da vazão, que é a sua capacidade técnica de produzir água. Assim, vamos saber a viabilidade do poço, se ele produz água em quantidade suficiente para compensar investir em sua recuperação, como também conhecemos a capacidade de equipamentos necessários para repor, quando estão com defeito. É importante ressaltar que recuperar um poço antigo é muito mais eficiente, barato e rápido, do que perfurar um novo, dando celeridade ao atendimento da comunidade", avaliou o presidente. Paulo Sobral afirma ainda que, desde o ano passado, os serviços estão sendo possíveis a partir da cooperação firmada com a Prefeitura Municipal.

Secretário Municipal da Agricultura de Pinhão, Alex Andrade considera que essa parceria entre a Prefeitura e a Cohidro é de suma importância. "Importante no tocante ao desenvolvimento das comunidades, com o sofrimento que estamos passando agora, em relação a essa falta d'água, essa estiagem. E no momento em que procuramos a Cohidro, prontamente recebemos uma manifestação positiva a fazer essa parceria, e hoje já colhemos frutos. Então, o município agradece essa parceria, pois com certeza o caminho é esse: o da união", avalia o secretário. Sobre a finalidade dos poços que estão sendo selecionados pela prefeitura, ele explica que a água é usada tanto para dessedentação animal, quanto para uso doméstico diário. "Já que a água potável, servida para o consumo humano, está sendo entregue pela Defesa Civil Estadual juntamente com o Exército e prefeitura", concluiu Alex Andrade.

Serviços

Em fevereiro, as equipes de bombeamento e limpeza, ligadas à Gerência de Perfuração da Cohidro (Geperf), atuaram nos povoados Serra Solteira, Espinheiro e Rajas. Nesta última localidade, em 2020, a Cohidro recuperou outro poço antigo. O trabalho tem continuidade com a Divisão de Manutenção e Instalação de Poços (Dipoços), atuando nos poços bombeados pela outra equipe da empresa. No povoado Beija Flor de Cima, já foram substituídos equipamentos de bombeamento no sistema de abastecimento de água, a partir de recursos próprios da Cohidro e do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Funcep), através de convênio firmado entre a companhia e a Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social (Seias).

Já no povoado Diogo, a Dipoços fez manutenção corretiva. Lá, o pecuarista Paulo Roberto utiliza a água do poço para saciar a sede do gado. Segundo ele, são mais de 200 vacas. "Quando aqui está seco, usamos o poço para manter o gado. Quando deu defeito, as coisas ficaram difíceis, mas aí a Cohidro veio com o pessoal da Prefeitura, ajeitaram e agora está tudo ótimo. O importante para nós é ver a água saindo; é o que nós precisamos nesse clima seco", relata o produtor. Ainda segundo ele, alguns produtores levam a água de trator até o gado e outros que têm a propriedade mais próxima do poço, levam o gado até o bebedouro comunitário, instalado ao lado dele. O criador relata que, com o clima seco, a comunidade também utiliza a água para consumo residencial.

Ascom Cohidro

Foto: Fernando Augusto