siga nossas
redes sociais:
FacebookTwitter

Ministro da Cultura visita obra da Catedral Metropolitana de Aracaju

09 de Janeiro de 2018, 10:31

 

Durante a visita e reunião com o ministro, foi tratada a liberação das emendas parlamentares para a continuidade das obras de reforma

O Governo do Estado,  por meio da Superintende executiva da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra), Deborah Dias, acompanhou na manhã desta última segunda-feira, 8, a visita do Ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, à obra de reforma da Catedral Metropolitana de Aracaju, trabalho do Governo do Estado executada pela Seinfra.

Antes da visita a Catedral metropolitana que já se encontra em reforma, o ministro participou de reunião na Cúria com o deputado federal André Moura, a superintendente executiva da Seinfra, Deborah Dias, o prefeito Edvaldo Nogueira, o superintendente do Iphan em Sergipe, Edílio Lima, o senador Eduardo Amorim e o Padre Peixoto para tratar da reforma da construção.

Dividida em três etapas, a revitalização do templo religioso recebe investimentos provenientes do Governo Federal através de emendas propostas por parlamentares sergipanos, através de convênio firmado entre a Seinfra e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Durante a reunião com o ministro, foi tratada a liberação das emendas parlamentares para a continuidade das obras de reforma.

 “O encontro foi importante, pois o ministro pode vê de perto a utilização dos recursos e a importância desta obra que, sem dúvida, é um marco da cultura e da identidade sergipana e um dos mais importantes e visitados cartões-postais de Aracaju”, disse a Secretaria Deborah Dias.

A obra

A reforma compreende a restauração de toda a cobertura, revestimento e pintura das fachadas, recuperação das instalações elétricas, implantação do sistema de proteção a descargas atmosféricas (SPDA), substituição do piso do pavimento interno térreo (mármore arabescato escuro), do revestimento em granito das paredes e dos pilares do pavimento térreo, serviços de contenção contra umidade, interno e externo, restauração das esquadrias de madeira e metálicas e dos elementos arquitetônicos característicos das fachadas, além da revitalização dos banheiros.

Também serão recuperados o revestimento das paredes e do piso (assoalho de madeira) do pavimento superior, a torre sineira e os pináculos, a reconstrução da pavimentação externa (concreto e escadaria em pedra lagoa santa), instalação do guarda-corpo em aço inox, grampeamento estrutural das fissuras e substituição da escada em madeira da torre esquerda.

Foto: Jorge Reis

ASN