siga nossas
redes sociais:
FacebookTwitter

SergipeTec apresenta protótipo de economia de energia na Conferência Anprotec 2018

05 de Outubro de 2018, 14:27

O Sergipe Parque Tecnológico (SergipeTec) esteve presente na 28ª Conferência Anprotec, em Goiânia/GO. A grande novidade da participação do SergipeTec foi a apresentação do protótipo sobre 'Utilização de microcontroladores para economia de energia na produção de mudas: Um estudo da Biofábrica do SergipeTec', cuja autoria é do analista de suporte, Wagner Alves; e do gestor de Projetos Sociais, Vitor Vaz.

Sob a temática Agro: Negócio, Tecnologia e Inovação, a Conferência destacou o potencial inovador das incubadoras de empresas, parques tecnológicos, instituições de ensino e pesquisa e startups brasileiras, mostrando que, além de grande produtor e exportador de commodities, o Brasil tem um sólido ecossistema que lhe permite estar na vanguarda tecnológica do agronegócio e ser referência para o restante do mundo.

“O estudo de caso trata-se da análise referente à viabilidade técnica e econômica da utilização de microcontroladores para a economia de energia na produção de mudas da Biofábrica do SergipeTec. Os resultados mostraram que, a partir do investimento realizado com a produção do protótipo e a utilização dele na produção de mudas, a economia de energia foi superior a 44%. Comparando o investimento realizado no protótipo, somado ao desgaste do equipamento de ar-condicionado, a viabilidade econômica mostrou-se atrativa, a partir do momento que os custos de manutenção e de investimento foram inferiores a 50% do valor economizado no período”, explicou Wagner.

Para o analista, o protótipo é uma oportunidade para outros seguimentos estudarem os investimentos na minimização de consumo de energia elétrica em ambientes de produção e trabalho. “É importante destacar que a grande maioria das empresas e instituições ainda utilizam sistemas de ar-condicionado e, consequentemente, possuem despesas altas com energia elétrica”, reforçou Wagner.

Realizada pela Anprotec, Sebrae e pelo Comitê Estratégico (composto por representantes de várias instituições), a Conferência Anprotec 2018 foi organizada pelo Governo do Estado de Goiás, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico e de Agricultura, Pecuária e Irrigação.

Agronegócio - Segundo a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), a população mundial chegará a 9,3 bilhões de habitantes até 2050 e, para alimentar todo esse contingente, será preciso aumentar a produção de alimentos em 70%. O desafio global, portanto, é produzir mais e de maneira sustentável, respeitando o meio ambiente, cada vez mais demandados pela sociedade.

Com reconhecida vocação para o setor do agronegócio, o Brasil tem características que lhe conferem vantagens competitivas com relação a outras economias. Uma delas é a tradição em pesquisa agropecuária. Estudos liderados pela Embrapa a partir da década de 1970, por exemplo, posicionaram o país entre os líderes globais em tecnologias para a agricultura tropical.

Grande responsável pelo atual crescimento da economia do país, o agrotech reúne, em seu conjunto, tecnologias nascentes, vinculadas ao georreferenciamento, logística distribuía e Internet das Coisas e suas vantagens no monitoramento remoto e simulações avançadas, tem assumido papel importante na competitividade do agronegócio brasileiro; e representa oportunidades para startups e empreendedores no mundo todo.

Foto assessoria

Por Flávia Nunes

  • Medium 344de0ad46d5b8c13a7d171284068da0