Grupo Tiradentes celebra dia dos professores com poesia de Bráulio Bessa

14 de Outubro de 2020, 08:02

Os fundadores do Grupo Tiradentes, professores Jouberto Uchôa e Amélia Uchôa, enviaram mensagem para os professores e reforçaram a missão da instituição: inspirar pessoas

Emoção e poesia marcaram as homenagens pelo dia do professor no Grupo Tiradentes. Nesta terça-feira (13), o Grupo realizou live com o poeta Bráulio Bessa. Nordestino e admirador do ofício do professor, Bráulio relatou como o trabalho de um docente o levou para a poesia.

O presidente do Grupo Tiradentes, Luciano Klima, iniciou a homenagem parabenizando os docentes que compõem o Grupo. Ele informou que cada um dos professores receberá uma cesta como forma de homenagem e contou que iniciou no mercado de trabalho como professor de matemática.

"Trouxe uma relíquia que muitos professores devem ter: meu apagador de quando lecionava. Quantos alunos aprenderam com esse apagador? Fico muito feliz e honrado em estar aqui com vocês. Sou filho de professora e aprendi a passar o conhecimento ao próximo. Somos responsáveis por abrir caminho para as profissões. Professor é mais que uma profissão, é uma missão que nos completa e nos envaidece ao ver jovens se transformarem em cidadãos vencedores em suas próprias missões".

Os fundadores do Grupo Tiradentes, professores Jouberto Uchôa e Amélia Uchôa enviaram mensagem para os professores e reforçaram a missão da instituição: inspirar pessoas.

"Vocês inspiram pessoas por meio do ensino, pesquisa e extensão. É o professor que mostra o caminho da descoberta e da conclusão. Não há um profissional que não tenha em sua memória a marca de um professor. Por isso, estamos aqui homenageados nossos professores, mestres e doutores. Parabéns!".

O vice-presidente acadêmico do Grupo, Temisson José, deixou mensagem de gratidão pelo esforço dos colegas durante a pandemia, que exigiu mudanças nas formas de ensino.

"Vim agradecer aos colegas professores pelo empenho de superar este momento de pandemia. Tivemos que redesenhar nosso trabalho, nossa sala de aula e conseguimos dar continuidade sem perder o brilho e o encanto. Estou muito orgulhoso pelo trabalho feito este ano de 2020".

Palestrante

Tendo como principal fonte de inspiração a poesia de Patativa do Assaré, Bráulio Bessa alçou voos distantes e tal como a ave canora patativa, seu cantar encantou todo o Brasil.

Ultrapassando a marca de 100 milhões de visualizações em seus vídeos, o poeta também é recepcionado semanalmente pelas famílias brasileiras no programa de TV Encontro com Fátima Bernardes, do qual é Consultor de Cultura Nordestina e apresenta sob um olhar poético temas diversos.

Estudante de escola pública, Bráulio Bessa relembrou momentos de sua vida escolar e de como se encantou pela poesia.

"Um professor deu nomes de poetas para cada um da turma e pediu que pegássemos livros e pesquisássemos os autores. O meu foi Patativa do Assaré. Fui para a biblioteca, peguei o livro, senti o poema e me enxerguei naquele livro. Naquele dia, decidi o que eu queria ser: poeta. Comecei a escrever poemas. Quando levei para uma professora, ela me disse que eu já era poeta e que no podia parar. Foi por ela que me tornei poeta, por ela ter acreditado, me incentivado. Fico feliz de contar essa história para professores, é uma forma de agradecer a cada um de vocês. Eu não parei, como ela me pediu".

Confira a celebração pelo dia dos professores em

 www.youtube.com/watch?v=EufdRzkdOC4   

Assessoria de Imprensa