siga nossas
redes sociais:
FacebookTwitter

Jackson Barreto prestigia posse de nova presidente do TER

17 de Janeiro de 2012, 02:03

O governador em exercício, Jackson Barreto, prestigiou a posse da Desembargadora Maria Aparecida Santos Gama da Silva como presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE/SE), para o biênio 2012/2014. A magistrada foi eleita pelos juízes do pleno

do TRE/SE por cinco votos a dois, na sessão do último dia 9.

Uma das atribuições da nova presidente é dirigir as eleições municipais de outubro, quando 1.404.351 eleitores sergipanos escolherão prefeitos, vice-prefeitos e vereadores.

“Estamos aqui com coragem, determinação e enfrentaremos com êxito esse novo desafio, inclusive as próximas eleições municipais. O Tribunal tem sido conduzido com ética e lisura e a casa conta com um quadro de servidores  competentes, dedicados. Acredito que esta tarefa será fácil”, declarou.

Aparecida destacou o pioneirismo de Sergipe na implantação do sistema biométrico nas eleições, o qual identifica os eleitores através de suas impressões digitais, reduzindo, assim, a chance de fraudes. “A biometria é um novo sistema que esta sendo implantado no país e Sergipe é pioneiro na implantação desse modelo e será referência para os outros estados. Nosso trabalho a partir de agora é cadastrar o eleitor que teve o título cancelado porque não fez a biometria”, disse

Durante a solenidade, Jackson Barreto ressaltou o papel da mulher na sociedade. “Aparecida tem uma carreira brilhante e simboliza a ascensão das mulheres num país onde as mulheres comandam todas as esferas: pública e jurídica. Sinto-me muito feliz de estar aqui participando desse fato histórico. Esse Tribunal que merece todo o respeito do povo sergipano, devido a sua lisura. Tenho certeza que a população confia no trabalho de Aparecida, que possui uma formação jurídica consistente”, afirmou.

O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira também acompanhou a posse da Desembargadora.  “A presença de Aparecida Gama nos passa muita tranquilidade, porque ela é uma pessoa ética, culta, compromissada, inteligente e sensata. Ninguém melhor que a desembargadora Aparecida para conduzir, neste momento eleitoral, a justiça eleitoral sergipana”, disse.

A solenidade ocorreu no Plenário do TRE, no bairro Capucho, em Aracaju e reuniu diversas autoridades políticas e jurídicas. Entre os presentes estavam os secretários de Estado da Fazenda, Joçao Andrade; de Articulação Política, Jorge Araújo; o presidente do Banese, Saumíneo Nascimento; a primeira-dama do Estado, Eliane Aquino; a juíza federal Telma Maria; a procuradora de Justiça, Maria Cristina Foz Mendonça; os desembargadores Ricardo Múcio e Roberto Porto; as deputadas estaduais Angélica Guimarães e Susana Azevedo e os empresários Albano Franco e João Augusto Gama.

Histórico

Natural de Ribeirópolis, Aparecida Gama é formada em Direito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e pós-graduada em Direito Processual Civil e Direito Processual. Ela iniciou a vida profissional como advogada da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), onde atuou de 1969 até 1978. Como juíza, passou pelas Comarcas de Porto da Folha, Aquidabã, Japaratuba, São Cristóvão e Aracaju. Entre os anos de 1985 e 1986, ela atuou como professora substituta da Cadeira de Direito Civil VII na Faculdade Integradas Tiradentes.

Em 1990, Juíza Substituta da 27ª Zona Eleitoral no biênio 1992-1993 e Titular entre 2002 e 2004. Foi ainda Juíza de Direito da 13ª Vara Cível da Comarca de Aracaju e Juíza Auxiliar da Presidência do TJSE durante a gestão do Desembargador José Antônio de Andrade Góes, no biênio 2001-2002, e do Desembargador Artêmio Barreto, em 2007. Em 2008, Aparecida assume o cargo de Desembargadora do Tribunal de Justiça de Sergipe. No ano seguinte, assumiu a Corregedoria Geral da Justiça do TJSE para o biênio 2009/2011.