siga nossas
redes sociais:
FacebookTwitter

Nota de repúdio contra a direção do hospital São João de Deus em Laranjeiras

15 de Maio de 2019, 07:05

Diante da nota publicada pela direção do Hospital São João de Deus, em Laranjeiras, criticando a paralisação dos funcionários por conta do atraso do salário, o Sintasa vem a público informar que apoia totalmente a paralisação e repudia veementemente a acusação da direção de que a mobilização dos trabalhadores tem motivação político-partidária.

O Sintasa pontua que os empregados estão apenas reagindo ao não cumprimento da determinação do Termo de Ajustamento de Conduta por parte da Prefeitura Municipal de Laranjeiras e também o que foi deliberado, na última assembleia da categoria, que foi de que os funcionários esperariam até o dia 11 de cada mês pelo salário e, caso não fosse depositado, haveria paralisação automática.

Sobre a nota da direção do hospital que critica a justificativa da paralisação por conta do atraso de "apenas três dias", é bom deixar claro que a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) reza que o salário deve ser pago até o quinto dia útil do mês posterior trabalhado, mas por entender a burocracia que existe entre a entrega dos documentos da gestão do hospital e o repasse da prefeitura, os trabalhadores respeitosamente decidiram dar este prazo de até o dia 11 de cada mês, como demonstração de colaboração coletiva.

Contudo, tanto a gestão do hospital falhou em enviar os documentos no dia 6 de maio, o que seria até o dia 5, como a prefeitura falhou em não fazer o repasse até o dia 10 de maio. Logo, não é uma questão de “não achar justa" a paralisação, como diz a nota do hospital, mas cumprir o que acordou na Justiça. O que a direção do hospital não pode é reclamar de falta de justiça, visto que tem sido injusta com os atrasos salariais constantes dos funcionários.

O Sintasa propõe que as gestões do hospital e do município assumam as responsabilidades devidas e não queiram inverter os papéis. Quem são as vítimas neste contexto são os profissionais de saúde que se dedicam diariamente dando o melhor, mesmo muitas vezes não sendo reconhecidos e nem tendo as condições ideais de trabalho.

Da assessoria

  • Medium f5650f6fd610423d0b6cacf4cee937e4