A mesa de negociação que não negocia, escreve coronel Rocha

17 de Janeiro de 2022, 14:40

*Por Coronel Rocha

Ao contrário do que o governador belivaldo afirma em suas entrevistas, a Mesa de Negociação,  instituída pelo Decreto n° 40.993, de 16 de setembro de 2021, nunca fez nenhuma Negociação,  ao menos com os representantes da segurança pública.

Algumas vezes os líderes dos policiais e bombeiros sergipanos, unidos pelo movimento "Polícia Unida", foram ouvidos pelos representantes do governo, mas nunca houve negociação, contra-proposta ou até mesmo uma proposta por parte do governo.

O que se percebia era o interesse estatal em realizar mudanças estatutárias a fim de geneficiar pequeno grupos, excluindo os aposentados das instituições.

Não existe negociação unilateral.

Nunca se debateu, ouvindo os lados, governo e servidores, para se chegar a um consenso. Ou para não chegar.

Simplesmente a Mesa é uma falácia.

As provas estão aí, nas palavras e ações do Polícia Unida.

A última prova foi dada hoje, o secretário de segurança pública, João Eloy, que também é policial, se negou a dialogar com seus colegas.

O governo de Sergipe, o Governador Belivaldo e seus auxiliares da Segurança Pública não respeitam seus policias e bombeiros.

Os representantes legítimos dos servidores da segurança pública são os líderes do Movimento Polícia Unida.

*Henrique Alves Rocha é coronel reformado da PM