Audi apreendido com traficante sergipano é transformado em viatura

10 de Setembro de 2021, 07:31

O veículo Audi A3 apreendido na operação policial deflagrada pela Polícia Civil de Sergipe em uma das maiores favelas da América Latina, a Rocinha, no Rio de Janeiro, passou a integrar as operações do Departamento de Narcóticos (Denarc), em Sergipe. O automóvel pertencia ao traficante de drogas Adriano Vieira Santos, mais conhecido como "Sapão", preso na quinta-feira, 3 de junho. O Poder Judiciário e o Ministério Público de Sergipe autorizaram o requerimento feito pela Polícia Civil e o veículo foi plotado com a padronização visual nacional da instituição.

O delegado André David, diretor do Denarc, relembrou a operação em que os agentes da Polícia Civil de Sergipe adentraram a localidade trouxeram o investigado para Sergipe. “A operação ocorreu em meados de junho deste ano. Com a autorização do Poder Judiciário e do Ministério Público, fomos até à Rocinha, no Rio de Janeiro, e comunicamos ao Judiciário que, caso encontrássemos, além do suspeito, bens oriundos do crime, eles seriam apreendidos e encaminhados para Sergipe”, detalhou.

Além da prisão do conhecido traficante de drogas “Sapão”, o veículo Audi A3 SPB 2.0T FSI foi apreendido. “Lá encontramos um veículo importado da montadora alemã. Comunicamos ao Poder Judiciário, que autorizou que o veículo fosse trazido para Sergipe. O secretário da segurança pública autorizou e trouxemos. Aqui em Sergipe, solicitamos a perda e uso desse automóvel”, acrescentou André Davi.

Com a decisão favorável, conforme ressaltou o diretor do Denarc, o veículo foi transformado em viatura para atuação nas operações policiais de combate ao crime em Sergipe, principalmente no enfrentamento ao tráfico de drogas. “Houve um parecer favorável do Ministério Público e o Poder Judiciário autorizou, mediante a plotagem do veículo com a padronização nacional da Polícia Civil, o que ocorreu. Esse veículo hoje está sendo usado de forma ostensiva no combate ao crime pelo Denarc”, evidenciou.

André Davi considerou o parecer favorável da Justiça como um marco do sucesso da operação deflagrada pela polícia sergipana no Rio de Janeiro. “O simbolismo é o sucesso da operação, que além de prender o suspeito alvo do mandado de prisão, conseguimos recuperar o veículo que o investigado conseguiu auferir com o tráfico de drogas. Para a população e para toda a polícia, esse veículo simboliza uma operação que foi muito bem sucedida”, assinalou destacando que o Audi, junto à BMW, será utilizado em defesa da população sergipana.

Fonte e foto SSP