siga nossas
redes sociais:
FacebookTwitter

Cabo Amintas volta a reforçar apoio à luta dos policiais civis e militares

19 de Junho de 2019, 04:54

Na manhã desta terça-feira, 18, o vereador Cabo Amintas (PTB) utilizou a Tribuna da Câmara Municipal de Aracaju (CMA) para criticar as gestões do município e do estado em razão do descaso destinado aos agentes da segurança pública.

“O policial militar, a vida inteira, quando ia pra reserva, levava os proventos do posto imediato. O cabo recebia os proventos de 3º sargento, assim por diante. E agora, o governador Belivaldo Chagas além de não ceder nada, já que os policiais militares estão há 6 anos sem reajuste, mais uma vez desrespeita a segurança pública. Hoje os policiais militares se manifestaram em vigilância em frente ao Ipes Previdência e amanhã os policiais civis estarão em frente ao palácio de despacho”, afirmou, mostrando aos colegas de Casa o vídeo de um depoimento inflamado durante a manifestação militar e imagens de manifestação em assembleia civil que trazia gritos de ordem como: “se não negociar, a polícia vai parar”.

Diante da manifestação de Cabo Amintas, outros parlamentares da Casa endossaram a fala do militar. Emília Corrêa (Patriota), Lucas Aribé (PSB), Elber Batalha (PSB) e os militares Cabo Didi (Rede) e Zezinho do Bugio (PTB) foram alguns dos que se solidarizaram com os profissionais da segurança pública.

Cabo Amintas ainda destacou o trabalho da Câmara de Vereadores e a postura combativa necessária aos parlamentares que defendem agentes da segurança pública.

“Nós precisamos mostrar a esse governo que os militares parlamentares, pelo menos desta Casa, são homens sérios. Nós não vamos pra evento fazer selfie e correr pra depois dizer: ‘governador, eu estava lá no evento mas não falei nada, viu?’. Os militares parlamentares dessa Casa não dizem amém e pedem ajudinha em projeto pessoal”, ressaltou.

Por fim, Amintas ainda destacou o programa “Nas Ruas”, live comandada pelo parlamentar através de suas redes sociais e o efeito da denúncia feita por ele além do apoio da população.

“Depois de cinco anos parada, a obra no colégio Carvalho Neto foi iniciada. E só iniciou graças à nossa cobrança, à cobrança da oposição. Isso mostra que a oposição aqui trabalha com seriedade. Se a obra acontecer, a gente mostra. Só tenho uma preocupação: ouvi dizer que parte da estrutura que está construída lá, terá que ser demolida. Se for demolida, como é? O dinheiro do povo vai ser derrubado? Eu farei questão de visitar a obra e fiscalizar se ela vai ficar pronta. Agradeço aos moradores e estudantes que compareceram à nossa live, que foram solidários à nossa luta e se manifestaram. A obra começou. Agora vamos ver se vai acabar, se vai cumprir o prazo e acima de tudo, se os contratos foram feitos corretamente”, concluiu.

Fonte: Assessoria de imprensa do Cabo Amintas.

  • Medium b85d47f81ee0dde74a78c5f3dc2f5dbc