siga nossas
redes sociais:
FacebookTwitter

Informações sobre capitão ocupar função de major pode ser "má fé"

11 de Abril de 2018, 16:10

A informação divulgada na manhã desta quarta-feira (11) de que um capitão do Batalhão Especial de Segurança Patrimonial teria sido nomeado como adjunto da PM-4 foi, segundo a assessoria da PM/SE um equivoco.

Por telefone, o major Marco Carvalho, relações públicas da Polícia Militar afirmou que "o militar classificado é major, não Capitão. Foi revertido à ativa, pelo BESP", informou Marco Carvalho.

O relações públicas vai mais além e diz que a fonte que passou a informação não conhece a legislação ou estaria agindo de má fé. "Sobre a função na qual foi classificado, bem, parece que sua fonte ou não conhece a legislação ou age de má-fé. Abaixo, te mando o amparo legal", concluiu o relações públicas.

Munir Darrage