Prisões temporárias de envolvidos em arrastão são convertidas em preventivas

20 de Setembro de 2021, 08:37

Após investigações conduzidas pela Delegacia de Umbaúba, quatro mandados de prisão temporária foram convertidos em prisões preventivas pelo Poder Judiciário. As decisões judiciais são referentes a um roubo que foi praticado na Rua Bela Vista, em Umbaúba. As vítimas tiveram pertences e veículos levados durante a investida criminosa, que ocorreu no dia 12 de junho deste ano. O crime foi praticado com violência e grave ameaça.

De acordo com o delegado Gustavo Mendes, após o crime, foram feitas diversas diligências que resultaram na identificação dos envolvidos no roubo. “Por meio de imagens foi possível identificar o veículo envolvido e, a partir disso, foi possível identificar a autoria intelectual do crime. As vítimas identificaram o segundo indivíduo e por meio de testemunhas e relatório de investigação, foram identificados mais dois indivíduos residentes em Cristinápolis, já com passagens por roubo e receptação”, detalhou.

Na última sexta-feira (17), o delegado concluiu as investigações e remeteu o inquérito policial com pedido de conversão das prisões temporárias em prisões preventivas, o que foi prontamente atendido pelo Poder Judiciário.

Fonte e foto assessoria