Sergipe mantém tendência e homicídios caem no primeiro bimestre de 2021

04 de Março de 2021, 15:07

Os homicídios caíram 30,4% em comparativo feito entre o primeiro bimestre de 2020 e o de 2021, segundo os dados da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEACrim), da Secretaria da Segurança Pública (SSP). Além de números, a retração nas mortes violentas representou a preservação de 45 vidas em todo o estado de Sergipe. As apreensões de 694 armas de fogo, no ano passado, e de 1,5 tonelada de drogas, apenas no primeiro bimestre deste ano, impactaram na redução dos homicídios. O resultado positivo também é fruto do planejamento estratégico de identificação da mancha criminal, das operações policiais e do trabalho integrado entre as polícias Civil e Militar, junto à Coordenadoria Geral de Perícias (Cogerp).

De acordo com o levantamento feito pela CEACrim, nos dois primeiros meses de 2020, foram registrados 148 homicídios - sendo 79 em janeiro e 69 em fevereiro. Já neste ano de 2021, os dados da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal contabilizaram 103 crimes - dos quais 49 ocorreram em janeiro e 54, em fevereiro. Nesse comparativo, a unidade vinculada à SSP observou a preservação de 45 vidas, que, em termos percentuais, representou a retração de 30,4% na incidência de homicídios no comparativo entre o primeiro semestre de 2020 e o de 2021.

O secretário da segurança pública, João Eloy de Menezes, considerou a diminuição de homicídios como um marco positivo na segurança pública de Sergipe, que vem apresentando constantes reduções nos índices de criminalidade anualmente. “Reforçamos nossa atuação em todo o estado. Nossas equipes não pararam com a pandemia e continuam, incessantemente, enfrentando a criminalidade na capital e no interior do estado. Continuamos nos reunindo, traçando estratégias e, principalmente, aplicando-as na prática, com as equipes nas ruas, fazendo abordagens e diligências para garantir a segurança da população sergipana”, enfatizou.

João Eloy de Menezes também ressaltou que o trabalho de combate aos crimes como o tráfico de drogas, roubos e furtos é primordial para a redução dos crimes contra a vida em todo o país. “Entendemos que, quando atuamos, com abordagens, investigações, diligências e operações, causamos um forte impacto nos grupos criminosos, pois retiramos armas irregulares das ruas, apreendemos entorpecentes, veículos roubados e também cumprimos decisões judiciais de mandados de prisão expedidos pela Justiça. Com essas ações conseguimos agir antes da ocorrência de crimes violentos”, reiterou.

Com a renovação de 90 viaturas, que ocorreu em solenidade do Governo do Estado, nessa quarta-feira, 1º de março, e com a posse de oito novos delegados da Polícia Civil, que atuarão reforçando o trabalho investigativo no interior do estado, a perspectiva é de continuar a redução nos homicídios em Sergipe. “Estamos muito satisfeitos com o compromisso do Governo do Estado com a segurança pública de Sergipe. As novas viaturas irão diminuir o tempo resposta entre o acionamento e a chegada da polícia à população, assim como os novos delegados irão ampliar as investigações que já são conduzidas, bem como instaurar novos procedimentos investigativos. Tudo isso gera a melhoria da nossa segurança pública”, pontuou João Eloy de Menezes.

Fonte e foto SSP