siga nossas
redes sociais:
FacebookTwitter

Alessandro Vieira não aceita união da REDE com o PSB

11 de Julho de 2018, 05:52

Após acordo com PSB, Alessandro Vieira vai disputar uma vaga ao senado com "candidatura cívica independente", isso porque segundo o delegado, "não tem como seguir num local onde se diz renovação e continua com os mesmos".

Para explicar o que ocorreu, o delegado Alessandro Vieira (REDE) gravou vídeo na noite desta terça-feira (10), informando que continua pré-candidato ao senado mas se posicionou contra a aliança que poderá ser feito com o PSB.

No vídeo, o delegado diz que "parece que esse espaço deve estar sempre reservado para as mesmas velhas figuras de sempre", diz Alessandro, explicando ainda que terá "candidatura cívica independente" e que não desistirá de disputar a eleição para o Senado.

Na manhã desta quarta-feira (11), Alessandro Vieira explicou que "não tem como seguir num local onde se diz renovação e continua com os mesmos. Sei que os Valadares são ficha limpa, mas não são renovação", explicou o delegado em entrevista aos programa jornal da FAN.

Alessandro Vieira explicou ainda que o PSB decidiu não dar uma vaga para disputar o senado e diz que "cada um precisa arcar com sua responsabilidade. Eu estive com a direção nacional do Rede, que tem vaga para uma candidatura independente", disse o delegado, já que o Rede ao coligar com o PSB, fica sem vaga para disputa ao senado, uma vez que já está definido os nomes de Antonio Carlos Valadares e Henri Clay Andrade.

No áudio, Alessandro Vieira diz que as últimas pesquisas mostraram um crescimento da sua pré-candidatura e isso teria incomodado os "velhos políticos".  

O delegado disse ao final de sua entrevista que "não cabe fazer discurso de novo e continuar com os velhos da política e volto a repetir, isso incomodou os velhos das políticas. Sou assim e não vou mudar. De um modo geral, todos sabem que Sergipe é governado por três ou quatro décadas. É preciso mudar", disse.

  • Medium bf823f225539e7566d795888762e8c7c