siga nossas
redes sociais:
FacebookTwitter

Belivaldo diz que recepção do presidente foi boa: “foi amor a primeira vista”, disse Bolsonaro

14 de Maio de 2019, 10:04

Após retornar do último encontro que teve com o presidente Jair Bolsonaro (PSL), o governador Belivaldo Chagas (PSD) disse estar satisfeito com a recepção que teve em Brasília e lembrou de uma conversa que teve com o presidente quando disse a ele que “a eleição terminou  e agora eu sou o governador de Sergipe e o senhor é o presidente do Brasil”. Em resposta ao que disse o governador, o presidente sorriu  e brincou: “gostei, foi amor a primeira vista”.

As informações foram passadas pelo governador na manhã desta terça-feira (14) durante entrevista que concedeu ao radialista Narcizo Machado, no jornal da Fan, onde Belivaldo aproveitou para informar que ainda nesta terça-feira (14), durante o seu programa na internet, “papo reto” irá dizer a data em que os aprovados do concurso da polícia militar serão convocados.

Ainda durante a entrevista, o governador disse que ainda hoje, o secretário geral de Governo, José Carlos Felizola, estará viajando para Brasília onde terá uma reunião com representantes do Banco Mundial, onde pretende conseguir recursos da ordem de R$ 500 milhões para realização de obras em Sergipe.

Belivaldo Chagas falou também sobre os investimentos que estão sendo realizados em Sergipe, informando que um novo projeto do hospital do câncer de Sergipe já está sendo realizado, porém desta vez em uma área menor, algo em torno de 15 mil m². Sobre o projeto, o governador disse que já há uma arquiteta elaborando o projeto.

O governador falou ainda sobre o impasse que foi criado pelo Tribunal de contas do Estado (TCE), sobre pagamento de vantagens para os miliares aposentados. Ao falar sobre o assunto, Belivaldo disse que “Quem tem pressa come cru. Eu não estou dormindo. O que eu não posso é descumprir uma decisão do TCE. Inclusive hoje eu ouvi uma fala do sargento Vieira em que ele disse que eu não tenho boa vontade. O meu relógio não tem que ser o mesmo do sargento Vieira. Portando, a PGE está acompanhado o caso e nós estávamos aguardando a sua posição”, explicou informando ainda que na segunda-feira, esteve reunido com o secretário de Segurança e com o comandante da PM.

Ao final da entrevista, ao ser questionado sobre as eleições municipais do ano que vem, Belivaldo evitou de falar, afirmando apenas que “não sou liderança em Aracaju, nem aqui voto e portanto não vou falar sobre o assunto. No momento, o foco é a administração”, disse, porém ao se referir ao Partido dos Trabalhadores, o governador disse que “todo mundo pode namorar e casar, mas é preciso entender que o PT tem as alas A, B, C e nós temos um bom relacionamento, a exemplo de meu amigo Chiquinho Gualberto. Enfim, eleição de 2020 será discutida no ano que vem”, avisou.

Já sobre o PSB dos Valadares, Belivaldo disse apenas que “estes estão perdoados, em nome de Jesus. Eles ficam pra lá e eu para cá”.

Munir Darrage

  • Medium 00aa6ad3afb904bc39a689a26e94f2b1