siga nossas
redes sociais:
FacebookTwitter

CRESS Sergipe presta solidariedade a dirigente sindical perseguido

10 de Julho de 2018, 11:18

CRESS Sergipe presta solidariedade a dirigente sindical perseguido e repudia práticas antissindicais

Ao lado de profissionais e estudantes de Serviço Social, a conselheira presidente do CRESS Sergipe, Joana Rita, e a conselheira Almira Machado foram prestar solidariedade ao dirigente do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário (Sindijus), Plínio Pugliesi, que tem sofrido perseguição política por parte do Tribunal de Justiça de Sergipe.

Em apenas um mês, Plínio foi posto em 03 lotações diferentes, o que configura prática antissindical. O dirigente estava lotado na Secretaria Única e foi removido de maneira compulsória para a 3° Vara Criminal e depois para a 5° Vara Criminal do Tribunal de Justiça de Sergipe.

Para a presidente do CRESS Sergipe, as sucessivas remoções representam perseguição não apenas ao dirigente sindical, mas um verdadeiro ataque à organização e à luta dos trabalhadores e trabalhadoras e a um projeto de sociedade que vai de encontro ao modelo defendido pela elite deste país.

Joana reforça que, de acordo com Código de Ética dos/as Assistentes Sociais, é dever da categoria ser solidária com outros profissionais, sem, todavia, eximir-se de denunciar atos que contrariem os postulados éticos contidos no Código (Artigo 10).

 “O artigo 12 também reforça que é papel da nossa aguerrida categoria apoiar e/ou participar dos movimentos sociais e organizações populares vinculados à luta pela consolidação e ampliação da democracia e dos direitos de cidadania. E é isso que estamos fazendo aqui, prestando solidariedade a um dirigente sindical, defendendo os direitos da classe trabalhadora e um projeto societário baseado na democracia e na justiça social”, avaliou a conselheira presidente.

Foto assessoria

Por Débora Melo

  • Medium fe72428159ca2173ae66e3f9a4e2688e