Edvaldo assegura construção de novos centros de referência da Assistência Social

18 de Outubro de 2020, 08:00

Depois de ampliar a abrangência de programas sociais a partir de ações planejadas, aumentando de 2 mil para 7,6 mil o número de famílias assistidas pelas políticas de Assistência Social de Aracaju, o prefeito Edvaldo Nogueira, que disputa a reeleição pelo PDT, se compromete a estender a cobertura da proteção social básica e especial do Sistema Único da Assistência Social (SUAS) na capital sergipana.

Para isso, junto à delegada Katarina Feitoza (PSD), candidata à vice-prefeita, Edvaldo se compromete a avançar na política de Assistência Social "articulando-a às políticas de geração de emprego e renda e economia solidária", frisa o gestor municipal.

"A partir do reordenamento que faremos dos territórios, vamos ampliar a cobertura da Assistência Social e aumentar a capacidade instalada para atender às famílias nos territórios mais vulneráveis. E é por isso que estamos construindo dois Centros de Referência de Assistência Social (Cras), no 17 de Março e Santa Maria, e já asseguramos os recursos para implantar mais dois novos Cras, no Bugio e na Zona de Expansão", garante Edvaldo.

De acordo com o prefeito, nos últimos três anos e nove meses, "apesar das condições encontradas ao assumirmos a gestão municipal, foi possível recuperar a rede de proteção social que tinha sido perdida na gestão anterior e devolver o direito à esperança que às famílias mais vulneráveis tinham perdido", salienta.

Para os próximos quatro anos, Edvaldo se compromete a ampliar o trabalho com os jovens, de modo a prepará-los para o trabalho na própria comunidade, estimulando e fomentando o empreendedorismo. "E vamos, também, implantar o Projeto "Gerar para Incluir", a partir do qual adotaremos estratégias para fomentar o cooperativismo entre os usuários da Política de Assistência Social.

Depois de ampliar as vagas para atendimento às pessoas em situação de rua, sobretudo durante a pandemia, quando estruturou abrigos provisórios para acolher a essa população, Edvaldo se compromete a implantar, em complemento à unidade Acolher, a Central de Acolhimento Noturno para Pessoas em Situação de Rua.

"Vamos criar a Central de Encaminhamento Social para apoio às pessoas mais vulneráveis em temas como documentação, acesso a benefícios, relacionamento com órgãos públicos e privados, a exemplo de bancos, tudo para garantir mais dignidade às famílias aracajuanas, como temos feito no decorrer da nossa gestão", disse Edvaldo ao destacar outras ações do seu mandato na área social, como a ampliação da cobertura do benefício do aluguel social, que contempla, atualmente, mais de 2,3 mil famílias.

Todas as propostas e compromissos de Edvaldo e Katarina para governar Aracaju pelos próximos quatro anos estão no Programa de Governo da coligação "Pela Vida. Pela Cidade.", disponível no site dos candidatos e na plataforma da Justiça Eleitoral para divulgação das candidaturas.

Por Valter Lima

Foto: Ana Lícia Menezes