Ex-governador Albano Franco comemora 80 anos neste domingo

22 de Novembro de 2020, 08:48

Neste domingo (22), podem parabenizar o empresário ex-governador Albano Franco (PDSDB) pelos seus 80 anos bem vividos. A importante data será lembrada com uma missa em Ação de Graças, marcada para às 19h, na Igreja Jesus Ressuscitado, no bairro 13 de Julho, em Aracaju. As homenagens a este ilustre sergipano começaram, ontem, quando a TV Sergipe exibiu uma ampla reportagem, mostrando a sua atuação como um político sempre preocupado com o desenvolvimento do seu estado. Amigos e familiares também deram depoimentos sobre o ex-governador.

Um dos nove filhos do ex-governador Augusto Franco, a carreira política de Albano teve início com sua eleição para deputado estadual pela Arena no ano de 1966. Vice-presidente da executiva regional (1971-1972) e secretário-geral da legenda (1979), ele foi eleito em 1978, primeiro suplente do senador Lourival Baptista, chegando a exercer o mandato mediante convocação. Restaurado o pluripartidarismo, Albano Franco ingressou no PDS e foi eleito senador em 1982, sendo reeleito pelo PRN em 1990.

Em 1994, Albano Franco migrou para o PSDB e se elegeu governador de Sergipe derrotando Jackson Barreto (PMDB) no 2º turno. Para assumir o novo e importante cargo, o tucano renunciou ao mandato de senador em favor do suplente, José Alves Nascimento (PFL). Em 1998, Albano é reeleito derrotando, desta vez, João Alves Filho (PFL) no 2º turno. O ex-governador se elegeu deputado federal em 2006, tendo sido este seu último mandato. Albano teve a honra de assinar a Constituição do Brasil em 1988 como membro da Assembleia Nacional Constituinte.

Na CNI por 14 anos

Em 1971, Albano Franco assumiu a presidência da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe, tendo permanecido no cargo até 1977, quando deixou a FIES para assumir uma diretoria da Confederação Nacional da Indústria. Em 1980, foi eleito presidente da poderosa CNI, cargo no qual permaneceria até 1994. Por força do cargo, Albano ocupou também as presidências do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), do Serviço Social da Indústria (Sesi) e do conselho superior do Instituto Euvaldo Lodi (IEL). Graças à sua atuação na CNI, Albano Franco se tornou um dos sergipanos mais conhecidos do Brasil, tendo seu nome afixado em ginásios de esporte construídos pelo Sesi em todos os estados brasileiros.

Membro da Academia Sergipana de Letras, Albano Franco lançou dois livros: “Minha Trajetória na Confederação Nacional da Indústria: Contra a Recessão e pelo Desenvolvimento” e “Artigos globais & outros textos esparsos”.  Este último,  lançado em 2018,  é uma coletânea de artigos publicados na imprensa local e nacional, notadamente no Jornal O Globo, além de palestras e pronunciamentos em que o autor analisa a conjuntura político-econômica e defende propostas de retomada do desenvolvimento com projetos produtivos e estruturantes. O prefácio é do jornalista sergipano Ancelmo Góis, de O Globo e a orelha assinada pelo professor e sociólogo José Pastore, da USP.

Com informações da Wikipédia.

Fonte Destaquenoticias