"Se fosse um aluno, o ensino público municipal estaria reprovado", diz Danielle

16 de Setembro de 2020, 06:25

O Ministério da Educação divulgou, nesta terça-feira, 15, o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) referente ao ano de 2019. O índice mede a qualidade na educação pública do país. De acordo com os dados, Aracaju obteve o pior desempenho entre as capitais com nota 4,8 nos anos iniciais do ensino fundamental. Em relação aos anos finais, a nota foi 3,9, deixando a capital sergipana entre as três piores.

O IDEB revela o nível de aprendizado dos alunos a partir das médias de desempenho do SAEB (Prova Brasil) e no fluxo escolar, destacando especialmente as disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática, no Ensino Fundamental. A avaliação acontece a cada dois anos. Para a pré-candidata Danielle Garcia, a avaliação do IDEB comprova a falta de compromisso da atual gestão com a pasta.

"Estamos falando de uma das áreas mais importantes para o cidadão. É por meio da Educação que podemos proporcionar um futuro melhor para nossas crianças e jovens e, consequentemente, para o nosso país. Mas, pelo jeito, a qualidade da Educação não é prioridade da atual gestão de Aracaju. Se fosse um aluno, o ensino público municipal estaria abaixo da média e reprovado", afirmou.

Por Fábio Viana