siga nossas
redes sociais:

Talysson pede a Anatel antenas de telefonia em localidades mais afastadas

11 de Setembro de 2019, 13:33

O deputado estadual Talysson de Valmir, PL, presidente da Comissão de Energia e Comunicações da Assembleia Legislativa de Sergipe, procurou hoje, 10, o gerente da Anatel no Estado, Odiley Araújo Borges, para pedir providências contra as constantes reclamações de maus serviços prestados por operadoras de telefonia, em especial a Vivo, e para solicitar a realização de estudos de viabilidade para instalação de antenas de telefonia em localidades mais afastadas do Estado. O parlamentar destacou o encontro como bastante positivo e agradeceu a receptividade com a qual foi recebido.

O deputado citou a pane nos serviços de telefonia e internet da Operadora Vivo ocorrida no último final de semana em alguns municípios do Estado, em especial os da região Agreste, Sul e Centro-Sul. Entre as localidades afetadas ele citou Itabaiana, Macambira, Lagarto, Salgado, Itabaianinha, Poço Verde, Porto da Folha e Campo do Brito.

 “É preciso que as operadoras de telefonia garantam a prestação dos serviços que oferecem e para a qual foram contratadas. Os consumidores têm ficado no prejuízo. Não podemos negar que os serviços de internet e telefonia se tornaram essenciais na vida das pessoas. O que não pode é pagar por um serviço e não poder contar com ele, sobretudo num momento de necessidade”, diz.

Talysson também solicitou que sejam feitos estudos de viabilidade para a instalação de antenas de telefonia e internet em zona mais afastadas no estado. No cronograma da solicitação estão o Povoado Rio das Pedras, em Itabaiana, e em Areia Branca, na região mais distante da sede.

Sobre a reclamação da interrupção dos serviços da operadora Vivo, Odiley Borges diz que a Anatel está atenta. Segundo ele a falha ocorreu porque um cabo da operadora se partiu na altura do Povoado Ribeira, em Itabaiana, ocasionando a queda no sinal. Segundo ele, o tráfico foi desviado para outra rota, que não conteve a demanda. Ele garante que a situação já foi resolvida e os serviços voltaram à normalidade.

Odiley orienta ao consumidor a, em caso de reclamação contra operadoras de serviços de comunicação, primeiro entrar em contato com a operadora, e depois procurar a Anatel. Ele também orienta o consumidor a exigir da operadora o não pagamento das horas em que ficou sem o serviço.

Fonte e foto assessoria