Aracaju entre as capitais com menor taxa de letalidade por covid-19 e a menor do NE

14 de Outubro de 2020, 08:59

Com população estimada em mais de 600 mil habitantes, segundo dados do IBGE, Aracaju está entre as capitais que possui uma das menores taxas de letalidade por covid-19 no país e a menor da região Nordeste, conforme apontado pelo MonitoraCovid-19 – Sistema de Informação para Monitoramento da Pandemia do Coronavírus (Covid-19) - criado pela Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz). Atualmente, a capital possui 36.131 casos confirmados e 761 óbitos, e o índice de letalidade da doença é de 2,1%.

Nos índices gerais do país, a taxa de letalidade de Aracaju fica logo após a das capitais: Palmas (0,8); Florianópolis (1,0); Boa Vista (1,3); Campo Grande (1,7) e Brasília (1,7). Já nos índices da Região Nordeste, a capital sergipana registra a menor taxa de letalidade por coronavírus, seguida de João Pessoa (3,0); Salvador (3,1); Maceió (3,3); Teresina (3,5); Natal (4,2); São Luís (6,3); Recife (7,2); e Fortaleza (8,0).

Ações de prevenção, controle e monitoramento da doença, elaboradas pela Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, têm sido essenciais para a estabilidade da doença na capital. E entre as estratégias que vêm sendo aplicadas, desde o início da pandemia, está o atendimento exclusivo para covid-19, tanto através das quatro Unidades Básicas de Saúde (UBS) destinadas para pacientes suspeitos ou com sintomas de síndromes gripais, quanto através das portas de acesso da Rede de Urgência e Emergência da capital, além do serviço de monitoramento por telefone, com o MonitorAju, que cadastra, orienta a população sobre os sinais e sintomas da doença, e também monitora os casos suspeitos e confirmados.

Mapeamento da infecção

Atualmente, já foram testadas, em Aracaju, 79.276 pessoas, sendo boa parte delas atendidas na rede de saúde do município. Com o intuito de ter um panorama mais assertivo da doença, bem como assegurar um melhor mapeamento do vírus na cidade, em agosto, a Prefeitura de Aracaju lançou o TesteAju, que é mais uma ação de enfrentamento à covid-19.

O projeto tem duas vertentes: o teste RT-PCR, realizado nos bairros, no qual se pesquisa o vírus ativo; e o teste rápido, que é feito em espaços públicos e avalia o percentual da população que já teve contato com o vírus e já desenvolveu anticorpos.

Até esta segunda-feira, 12, já foram realizados 7.013 testes rápidos; e até a última sexta-feira, 9, foram coletados 9.439 testes RT PCR, destes, 895 com resultados positivos e 8.541 negativos. Nas duas ações, o TestAju já somou 16.452 testes realizados.

Mesmo com o índice de letalidade menor que a maior parte das capitais, e o cenário atual apresentando certa estabilidade, a secretária da Saúde de Aracaju, Waneska Barboza, avalia com cautela os dados e reforça a importância de se manter as recomendações das autoridades sanitárias.

"Seguimos atentos a todos os índices, tanto de casos, quanto de óbitos e internações. A partir da redução nos indicadores, alteramos nossa estrutura para atendimento da covid, sem desassistir a população em nenhum momento. E para que consigamos continuar enfrentando a  essa pandemia com planejamento e eficiência, precisamos da colaboração ativa da população, no uso de máscaras em locais públicos, na higienização das mãos e na preservação do distanciamento social, evitando aglomerações", considerou Waneska Barboza.

Atendimento covid-19

A Saúde de Aracaju oferta atendimento exclusivo para pacientes com sintomas de síndromes gripais ou casos suspeitos de coronavírus na Rede de Atenção Primária, com quatros Unidades Básicas de Saúde sentinelas (UBS Ministro Costa Cavalcante, no Inácio Barbosa; UBS José Machado de Souza, no Santos Dumont; UBS Onésimo Pinto, no Jardim Centenário; e UBS Geraldo Magela, no Orlando Dantas), com atendimento das 7h às 19h, de domingo a domingo; e na Rede de Urgência e Emergência, com os contêineres instalados nas áreas das Unidades de Pronto Atendimento (UPA) Nestor Piva e Fernando Franco, com funcionamento 24h.

Por Ana Dulce de Melo

Foto- Ascom/SMS