siga nossas
redes sociais:
FacebookTwitter

Começa greve dos funcionários do Hospital São João de Deus

13 de Agosto de 2019, 14:46

Com o apoio do Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa), os empregados do Hospital São João de Deus, em Laranjeiras, entraram em greve nesta terça-feira, 13, por tempo indeterminado como forma de protesto pelo salário atrasado de julho.

De acordo com o gerente do Sintasa, Janderson Alves, a prática do atraso salarial no hospital se tornou corriqueira. "Todos os meses está acontecendo isto. E os trabalhadores ficam desanimados e preocupados porque tem compromissos para pagar. Quem é que trabalha bem sem salário", questiona Janderson.

A diretora do hospital, Karine Pinheiro, avisou que não tem nenhuma previsão de pagamento, mas logo que o município fizer o repasse, o salário será creditado na conta dos trabalhadores.

Por conta deste impasse, o departamento jurídico do Sintasa irá os trabalhadores e conversar sobre outras situações de desconforto, como o pagamento de férias, cumprimento da convenção coletiva, além dos salários atrasados. Dependendo da situação, o departamento jurídico poderá acionar judicialmente a associação que gerencia o Hospital São João de Deus.

Entendo o caso

Foi acertado na Justiça, através do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), que a gestão do hospital teria até o dia 5 do mês subseqüente trabalhado pelos funcionários para enviar à Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Laranjeiras os documentos e certidões necessárias, e esta teria até o dia 10 para fazer o repasse ao hospital, e, por tabela, teria até o dia 11 para fazer o pagamento aos trabalhadores.

Contudo, como não houve pagamento, os trabalhadores já tinham deliberado em assembleia anterior que caso ocorra novamente o atraso salarial iriam entrar em greve imediatamente.

Fonte e foto Sintasa

  • Medium 2a877b780b5d6652b4d7c90401c51b0a