siga nossas
redes sociais:
FacebookTwitter

Entenda o que é e quem precisa da cirurgia de ATM

16 de Abril de 2018, 13:32

A articulação temporomandibular - chamada de ATM - é essencial no nosso dia a dia. Ela possibilita o movimento de abrir e fechar a boca, um dos mais indispensáveis e presentes na vida de um ser humano - para respirar, comer e falar, por exemplo. Porém, quando há algum problema na ATM, esse movimento tão simples pode tornar-se incômodo e até mesmo bastante doloroso.

Quando isto ocorre, há uma disfunção na articulação temporomandibular. Esta alteração é denominada DTM, e o tratamento pode ser clínico ou cirúrgico, dependendo do quadro e da necessidade de cada paciente.

Em quais casos a cirurgia de ATM é indicada?

A disfunção da ATM pode ter vários fatores desencadeantes, como estresse, hábitos inadequados de mastigação e respiração, traumas - como pancadas, distúrbios do sono e desalinhamento dos dentes. O tratamento depende de um diagnóstico muito bem elaborado, que deve detectar a causa do problema para saber como tratar não só a disfunção, mas também o fator que a desencadeou.

A cirurgia de ATM é indicada em quadros mais crônicos e de difícil tratamento clínico. Em geral, os médicos iniciam o tratamento com outras medidas, de forma a relaxar a musculatura envolvida e recuperar a funcionalidade da mandíbula. Isso porque a maior parte das DTMs têm origem muscular, e o uso de placas de mordida em acetato e a aplicação de toxina botulínica são algumas das opções mais utilizadas.

A abordagem de tratamento tende a ser ampla. Além do uso de placas ou toxina botulínica, a fonoaudiologia, a psicologia e a fisioterapia também podem ser ferramentas eficazes na cura do quadro.

O controle dos hábitos nocivos que causam a doença, como mastigar com apenas um lado da boca e roer unhas, por exemplo, também podem aliviar os sintomas de dor, estalidos e incômodos. A aplicação de compressas com água morna também traz alívio. A prática de exercícios físicos regulares ajuda a equilibrar corpo e mente e reduz o quadro de estresse, que é um dos maiores fatores desencadeantes da DTM.

Já a cirurgia é recomendada quando ocorre a rigidez da articulação, a presença de tumores ou algum desgaste muito grave na região. Em deslocamentos de disco, alguns dentistas optam pela cirurgia também, mas isto vai depender do quadro geral do paciente.

Por Aline Matos

Imagem: reprodução shutterstock.com

  • Medium c66a53d2952be7b8691d21edf8528e34