Falta de medicamentos no Caps prejudica pacientes psiquiátricos

20 de Março de 2018, 06:01

Pacientes que precisam de medicamentos do Caps estão sofrendo com as constantes faltas de remédios na rede municipal de saúde e o mais preocupante é que esses medicamentos são de uso continuo de pessoas com problemas de bopolaridade, autistas, retardo, com agressividade e outros.

Segundo uma servidora, há dias que está em falta o HALDOL, FERNEGAM, PROMETAZINA INJETÁVEL, NEOZINE, NEOLEPTIL, MELERRIL. "Estamos com dificuldades de cuidar de pacientes psiquiátricos sem medicação", reclama a servidora.

No e-mail enviado à redação ela diz que "o médico está aqui em desespero sem saber o que fazer para cuidar dos usuários", e conclui dizendo que "faltar risperidona é o mesmo que faltar feijão. Fernegam Ampola nem está nessa lista que essa lista está incompleta", disse.

Munir Darrage