siga nossas
redes sociais:
FacebookTwitter

Gestores da saúde se reúnem para alcance de metas do acordo judicial

15 de Maio de 2018, 16:30

Profissionais que atuam em áreas diretivas da Secretaria de Estado da Saúde (SES) e Fundação Hospitalar de Saúde (FHS), incluindo gestores e gerentes de áreas estratégicas, estiveram reunidos nesta terça-feira, 15, no auditório do Centro Administrativo da Saúde, situado no bairro Ponto Novo, em Aracaju. O objetivo foi enfatizar as metas a serem alcançadas, tendo como referência o acordo judicial que surgiu após ação civil pública proposta pelo Ministério Público Federal (MPF) para fins de transferência da gestão dos contratos da FHS para a SES.

A efetividade das ações ao término do acordo judicial, que se dará no próximo ano, é a perspectiva mantida por uma comissão nomeada oficialmente e formada pela diretora de Gestão de Sistema da SES, Márcia Guimarães; pelo diretor de Planejamento da SES, Davi Fraga; pela assessora técnica da Diretoria de Planejamento da SES, Jacqueline Dourado; e pelo diretor Operacional da FHS, Marcos Chou.

“A comissão entende que a ação é dividida em três eixos – o da FHS, o da FHS relacionado ao Hospital de Urgência de Sergipe [Huse] e o do Sistema Estadual de Saúde, sendo os tais extremamente importantes e interligados. À medida que o acordo estabelece medidas específicas para o Huse, há evidência do Sistema Estadual de Saúde, que servirá de retaguarda para o desempenho do hospital, caracterizado como de alta complexidade. Essa organização, que é transversal, serve para que alcancemos melhorias para todo o sistema”, explicou Márcia Guimarães.

Ainda participaram da reunião os diretores da SES, coordenadores de setores, como de compras e de recursos humanos, superintendentes, coordenadores assistenciais e diretores técnicos das unidades de saúde gerenciadas pela FHS. As avaliações relacionadas ao cumprimento de metas referentes ao acordo coletivo serão realizadas a cada dois meses. Em seguida, após a avaliação dos cumprimentos, os resultados serão encaminhados para a comissão, quando se dará a consolidação para consequente reunião de uma subcomissão formada com a participação de alguns sindicatos da área da saúde, Conselho Estadual de Saúde (CES) e Ministério Público Federal (MPF-SE).

Metas alcançadas

 Márcia Guimarães ainda ressalta que muitas metas relacionadas ao acordo judicial já foram alcançadas, entre elas a reestruturação de unidades de saúde localizadas no interior de Sergipe, a regulação de casos através da Central de Regulação de Urgências (CRU) e definição de protocolos. O cumprimento das metas se configura como uma missão conjunta, caracterizada pela transparência, uma vez que torna participante das etapas desse processo representantes de diversos setores da sociedade.

Fonte e foto SES