Huse: mulher diz que pacientes foram dispensados por falta de material cirúrgico

23 de Março de 2018, 14:24

Pacientes da ala de ortopedia do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) ficaram na bronca no inicio da tarde desta sexta-feira (23), após serem comunicados que as cirurgias que haviam sido agendadas para serem realizadas hoje haviam sido transferidas por falta de material cirúrgico.

A informação foi passada por uma acompanhante de uma paciente que aguardava para fazer uma cirurgia para extração de um tumor na barriga. "Como vocês podem ver nas fotos, todos aqui estão revoltados quando foram informados que a cirurgia havia sido adiada", conta Ana Lúcia, acompanhante da paciente Rosângela dos Santos.

Ela conta que os pacientes, com exceção de Rosângela, os outros seis que aguardam por uma cirurgia ortopédica, ficaram revoltados e disseram não entender como é que se marca uma cirurgia sabendo que não há material.

Os pacientes tomaram conhecimento da transferência após serem comunicados por um dos médicos da unidade que informou, através de um laudo com papel timbrado do hospital que o processo cirúrgico foi adiado por falta de material cirurgico.

Segundo Ana Lúcia, para hoje, sete pacientes, sendo um homem e uma mulher haviam sido preparados para passarem pelo procedimento.

Os pacientes que vão ter que aguardar uma outra data são: Djenal Souza Junior, José Monte dos Santos, Gláucio Souza Dantas, Antonio José da Silva, Aleci Batista dos Santos, além de uma outra pessoa.

Munir Darrage