siga nossas
redes sociais:
FacebookTwitter

Recursos vão reforçar os serviços de saúde, diz diretor de Planejamento da SES

12 de Junho de 2018, 13:18

 

Um dia depois de o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, ter vindo a Sergipe anunciar a liberação de mais de R$ 50 milhões para o Estado, o diretor de Planejamento da Secretaria da Saúde (SES), Davi Fraga, explica como foi feita a captação do dinheiro que vai reforçar os serviços de saúde de alta e média complexidade em toda a rede estadual.

Segundo ele, em 2017 a Diretoria de Planejamento, Orçamento e Gestão de Convênios da SES recebeu a incumbência direta do Governo do Estado para elaborar uma proposta técnica de Emenda Impositiva de Bancada, visando ser defendida junto aos parlamentares federais por Sergipe. Após pesquisa técnica, foi identificada a portaria nº 788 de 15 de março de 2017, que autorizava aplicação das emendas parlamentares para o incremento temporário do Teto da Média e Alta Complexidade.

Salientou o diretor que a proposta surgiu em função da necessidade de aportar mais recursos na atividade fim, considerando que o Estado possui limitações de ordem financeira para dotar a Saúde de suporte orçamentário, viabilizando a realização de importantes atividades para a manutenção das diversas unidades hospitalares da rede estadual. “Ademais, esclarecemos  que o Ministério da Saúde sinalizou para que a bancada parlamentar de cada Estado contribua com a gestão para o melhoramento do atendimento direto à população”, disse o diretor de Planejamento, Davi Fraga.”

Destacou ele que no dia de ontem o secretário de Estado da Saúde, Valberto de Oliveira Lima, e o governador Belivaldo Chagas, tiveram a alegria de ver a proposta se tornar realidade, quando o ministro Gilberto Occhi veio a Sergipe autorizar a liberação de mais de R$ 50.873.247,00 para o incremento temporário do Teto da Média e Alta Complexidade, que servirá para custear as diversas ações e serviços públicos de saúde fornecidos por todas as unidades de atendimento da rede estadual de saúde.

Acrescentou que o secretário Valberto Oliveira determinou que a Diretoria de Planejamento promova as condições orçamentárias no sentido de viabilizar a aplicação dos referidos recursos da melhor forma possível, visando exclusivamente os serviços essenciais de atendimento.

Fonte e foto SES