Saúde monitora idosa que recebeu dose diversa de imunizante contra covid-19

07 de Abril de 2021, 15:37

Desde o registro do caso da usuária que recebeu doses diferentes do imunizante contra a covid-19, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), vem monitorando o caso. Nesta quarta-feira, 7, uma equipe de Saúde da Família realizou atendimento no domicílio da idosa, para monitoramento clínico e solicitação de exames. 

A secretária municipal de Saúde, Waneska Barboza, também visitou a idosa. A gestora esclareceu o ocorrido e explicou que não há riscos de efeitos colaterais. Ela também ressaltou que os cuidados sanitários precisam ser mantidos e que a SMS seguirá acompanhando a senhora.

“Houve um erro desde a recepção, quando preencheram o cadastro no prontuário de outra usuária com o mesmo nome. Pedimos desculpas pelo ocorrido. Não há registro de reações adversas quando ocorre intercambialidade de vacina e a idosa será acompanhada por nossa equipe de Saúde, que já esteve aqui, realizou avaliação e fez pedidos de exames”, disse.

Waneska acrescentou que, assim que a Secretaria tomou conhecimento do fato, contactou a Universidade Federal de Sergipe para que o monitoramento fosse realizado de forma conjunta.

“De acordo com o Ministério da Saúde, não é recomendado a administração de uma terceira dose. No entanto, estamos analisando o caso, junto com pesquisadores da UFS, e caso seja necessário, faremos a administração da segunda dose do imunizante AstraZeneca”.

Reforço no protocolo

Os protocolos de Imunização serão reforçados junto às equipes lotadas nas Unidades Básicas de Saúde, nos pontos de apoio de vacinação, e nos postos do Parque da Sementeira e da Escola Municipal Presidente Vargas, a fim de garantir a segurança do usuário e a transparência da Campanha de Vacinação contra covid-19 em Aracaju. A triagem na recepção será redobrada e a orientação é que o cartão de vacinação seja obrigatório para o recebimento da vacina.

O ocorrido foi um caso isolado na execução do Plano de Imunização do Município, o qual respeita critérios de prioridade determinados pelos Ministérios da Saúde, do Estado, Federal e do Trabalho e já imunizou 79.615 aracajuanos.

Fonte e foto SES